Sempre-viva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Sempre-viva é o nome comum de diversas espécies vegetais, entre elas:

Flor quase extinta e muito cara. Recebeu este nome pelo fato de, mesmo depois de ser colhida, permanece viva por 60 anos ou mais. Quando está frio, as pétalas fecham e só abrem com a temperatura elevada. Foi por esta característica que pesquisadores batizaram a flor com esse nome, pois há a impressão de estar viva através do movimento das pétalas.[carece de fontes?]

A sempre-viva já foi uma espécie de moeda de comercio, muito cara. Ainda pode ser encontrada em reservas protegidas na região da Chapada Diamantina, BA.[carece de fontes?]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • GIULIETTI, Nelson et al. Estudos em sempre-vivas: importância econômica do extrativismo em Minas Gerais, Brasil. Acta Botanica Brasilica, v. 1, n. 2, p. 179-193, 1987. [1].