Senequerim-João de Vaspuracã

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Seneqerim Ioan)
Ir para: navegação, pesquisa
Senequerim-João
Rei de Vaspuracã
Reinado 1003-1021
Nascimento 960
Morte 1027 (67 anos)
Pai Abuchal Amazaspes
O Reino de Vaspuracan, 908-1021

Senequerim-João ou Senequeribe João (Sennecherib Jean ou apenas Senekerim)[1] (960 - 1027) foi o 6º e último rei de Vaspuracã, Arménia entre 1003 e 1021 e Senhor de Rechtuniq. Foi igualmente rei de Sebaste em 1021.

Foi irmão de Deranik e o seu governo foi no tempo do imperador Basílio II Bulgaróctone (958 - 15 de dezembro de 1025).

Com a morte de seu pai, Abuchal Amazaspes em 968, o reino deste foi dividido entre os seus três filhos, e Ashot-Sahak, como o mais velho, manteve o título real e a soberania sobre seus irmãos mais novos. Com a sua morte, o poder real foi usurpado pelo segundo irmão, Gurgen-Khachik, que reinou como rei até sua própria morte em 1003. Perante estes acontecimentos, Senequerim-João veio a deter o poder sobre os seus sobrinhos e coroou-se rei.

Relações familiares[editar | editar código-fonte]

Foi filho de Abushal Hamazasp III (920 - 968), rei de Vaspuracã, Casou com Kouschkousch, filha de Cacício I da Arménia, de quem teve:

  1. Arcruni da Arménia, Princesa armênia (c. 1000 -?) casada com Mendo Alão[2] (cerca de 1000, Bretanha — cerca de 1050, Bragança), Senhor da vila de Bragança, actual cidade de Bragança, Portugal;
  2. Davi da Arménia (? - 1037), príncipe de Sebaste, uma filha casada com o rei de Cacício II da Arménia (1026 - 1076)[3];
  3. Atom da Arménia, príncipe de Sebaste, foi assassinado em 1080 pelos bizantinos;
  4. Abuchal de Arménia, assassinado em 1080;
  5. Constantino da Arménia, foi assassinado em 1080;
  6. Colete da Arménia;
  7. Maria de Vaspuracã[4] casada com o rei Jorge I da Geórgia.

Referências

  1. Garsoïan, Nina G. (1997). "A anexação bizantina dos reinos armênios". Em Hovhannisian, Richard G.. povo arménio a partir de antigas aos tempos modernos. Volume 1, os períodos dinásticos: desde a Antiguidade até o século XIV . New York: Imprensa de São Martinho. pp 187-198. ISBN 0-312-10169-4.
  2. Robert W. Thomson (ed.), Tomás Arcruni, História da Casa do Arcruni. Detroit, Wayne State University Press 1985
  3. René Grousset, História da Arménia desde suas origens até 1071, Paris, Payot, 1947 (reimpresso, 1973, 1984, 1995, 2008), 644 p. e 620-22.
  4. Numa passagem das Crônicas da Geórgia, Bagrate disse à "Mãe, tenho pena de ti, porque os teus filhos morreram antes de ti, e então só depois morres. "'Em Robert W. Thomson, Reescrevendo a história caucasiana. A Adaptação medieval arménio das crónicas georgianas. Os textos originais da Geórgia e da Arménia em adaptação, Oxford University Press, 1996 (ISBN 0-19-826373-2), p. 305.
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.