Sentinela do Sul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Sentinela do Sul
Bandeira indisponível
Bandeira indisponível Brasão
Hino
Fundação 20 de março de 1992 (25 anos)
Gentílico sentinelense
Prefeito(a) José Flávio Raphaelli Trescastro (PMDB)
(2017–2020)
Localização
Localização de Sentinela do Sul
Localização de Sentinela do Sul no Rio Grande do Sul
Sentinela do Sul está localizado em: Brasil
Sentinela do Sul
Localização de Sentinela do Sul no Brasil
30° 36' 39" S 51° 34' 44" O30° 36' 39" S 51° 34' 44" O
Unidade federativa  Rio Grande do Sul
Mesorregião Metropolitana de Porto Alegre IBGE/2008 [1]
Microrregião Camaquã IBGE/2008 [1]
Distância até a capital 91 km
Características geográficas
Área 281,959 km² [2]
População 5 197 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 18,43 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,777 elevado PNUD/2000 [4]
PIB R$ 41 865,443 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 7 562,40 IBGE/2008[5]
Página oficial

Sentinela do Sul é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul.

História[editar | editar código-fonte]

No início da povoação em 1819, chamava-se Dores De Camaquã. Em 1929 a Sede municipal foi transferida para Tapes, quando passou a chamar-se Vila Vasconcelos, em homenagem ao seu primeiro intendente, Manuel da Cunha Vasconcelos. Estagnou-se até o momento de sua emancipação e reconquistou sua autonomia política, passando a denominar-se Sentinela do Sul no dia 20 de março de 1992.

O município recebeu o nome de Sentinela do Sul por localizar-se em uma zona elevada permitindo que os soldados revolucionários montassem guarda, observando as tropas inimigas. Hoje, por sua vez, os habitantes guardam e preservam o que diz respeito ao município e a comunidade.

Economia[editar | editar código-fonte]

A economia do município é baseada na agricultura, que tem como principal produto o cultivo do arroz pré-germinado, uma cultura ecológica. E também o plantio e processamento do fumo, a pecuária e a Indústria de cerâmicas (tijolos e telhas). Possui uma área de 282,56 km².

É um município que faz parte da bacia hidrográfica do rio Camacuã.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE; IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Rio Grande do Sul é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.