Sergey Karjakin

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde setembro de 2010). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Sergey Karjakin
Nascimento 12 de janeiro de 1990 (29 anos)
Simferopol
Cidadania Ucrânia, Rússia
Ocupação jogador de xadrez
Prêmios Ordem do Mérito, 3ª classe
Religião Igreja Ortodoxa
Página oficial
http://www.skarjakin.com/

Sergey Karjakin (em russo: Сергей Карякин , em ucraniano: Сергій Карякін ; Simferopol, 12 de janeiro de 1990) é um Grande Mestre de xadrez russo.

Ele foi um prodígio do xadrez e detém o recorde de mais jovem Grande Mestre de xadrez da história, alcançando o título com 12 anos e 7 meses.

Originalmente representava a Ucrânia. No dia 25 de julho de 2009, Karjakin adotou a cidadania russa e passou a jogar pela Rússia.

Em março de 2016, venceu o torneio dos candidatos e adquiriu o direito de enfrentar o atual campeão, Magnus Carlsen, na disputa do título, o qual perdeu nos jogos de desempate. No mesmo ano, em dezembro, sagrou-se campeão mundial de xadrez blitz.[1]

Prodígio[editar | editar código-fonte]

Karjakin aprendeu a jogar xadrez com 5 anos de idade e se tornou Mestre Internacional de xadrez aos 11 anos. Em 2001, ele venceu o Campeonato Mundial de Xadrez Júnior. Ele primeiro atrai a atenção em Janeiro de 2002, quando foi escolhido como segundo oficial de seu colega ucraniano Ruslan Ponomariov durante a final do Campeonato Mundial de 2002 da FIDE, embora Karjavin tinha acabado de fazer doze anos na época. Conseguindo as normas de GM no torneio Aeroflot em Moscou, no torneio de Alushta em maio de 2002, e no torneio internacional de Sudak em agosto de 2002. Superou Bu Xiangzhi e se tornou o mais jovem Grande Mestre com 12 anos e 212 dias, um recorde que ainda se mantém.

Com quatorze anos, ele derrotou o então campeão mundial Vladimir Kramnik em 2004, no Tornei de Xadrez de Dortmund, em um jogo rápido (dez minutos o jogo inteiro, mais de 5 segundos por rodada). Também em 2004, Karjakin foi o único humano a derrotar o computador no Man vs Machine World Team Championship em Bilbau, Espanha, onde ele era o mais jovem jogador e o com menor ranting. Ele ganhou contra o programa de computador Deep Junior. Mais tarde, naquele mesmo ano, Karjavin terminou em 2º no Torneio de Pamplona, atrás de Boris Gelfand, realizado entre 20 e 29 de dezembro.

Karjakin entrou no Top 100 do mundo na lista da FIDE em abril de 2005, onde era o número 64 do mundo, com um rating ELO de 2635. Ele conseguiu 8,5 pontos, e assim ganhou o torneio Jovens Estrelas do Mundo de 2005, torneio realizado em Kirishi, na Rússia, entre 14 e 26 de maio. Praticando antes do torneio com Nigel Short, na Grécia, Karjakin se envolveu num acidente de automóvel a caminho do Aeroporto de Atenas, sofrendo apenas ferimentos leves. Posteriormente, Short comentou que ele "quase mudou o caminho da história do xadrez, permitindo que o futuro campeão do mundo ser morto aos meus cuidados".

Subida para o topo[editar | editar código-fonte]

Durante a Copa Mundial de Xadrez, que serviu de torneio de qualificação para o Campeonato Mundial de Xadrez de 2009, Karjakin chegou às semifinais, entretanto perdeu para Alexei Shirov. Em janeiro de 2008, o rating da FIDE publicou, pouco antes do 18.º aniversário de Karjakin, que ele havia passado da marca dos 2700 pontos, uma linha que muitos veem como separando os Grandes Mestres dos outros jogadores.

Em junho de 2008, Karjakin jogou dez partidas de xadrez rápido contra o GM Nigel Short e venceu de forma convincente. Em janeiro de 2009, ganhou o grupo A do Torneio Corus de xadrez em Wikij aan Zee (categoria XIX).

Em julho de 2009, a lista de rating FIDE 2009 classificou-o como 20.º do Mundo, 2.º da Ucrânia e 2.º júnior (com menos de 20 anos) do Mundo. No dia 25 de julho, Karjakin adotou a cidadania russa e passou a jogar pela Rússia.

Em março de 2016, venceu o torneio dos candidatos e adquiriu o direito de enfrentar o então campeão, Magnus Carlsen, na disputa do título, a qual finalizou com o placar de 9 a 7 para o grande mestre norueguês.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Karjakin foi casado com a GM ucraniana Kateryna Dolzhikova, mas eles se divorciaram. Atualmente, Karjakin é casado com Galiya Kamalova,[2] com quem teve dois filhos.[3]

Referências

  1. «FIDE World Blitz Championship 2016». Chess24.com. 30 de dezembro de 2016. Consultado em 30 de dezembro de 2016 
  2. «Семейные тайны гроссмейстера Сергея Карякина» (em russo). dni.ru. Consultado em 1 de abril de 2014 
  3. «Второй сын родился в семье российского шахматиста Сергея Карякина» (em russo). rsport.ria.ru. 31 de julho de 2017. Consultado em 1 de abril de 2014