Sergey Sirotkin

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Sergey Sirotkin
Sergey Sirotkin em 2012
Informações pessoais
Nome completo Sergey Olegovich Sirotkin
Nacionalidade russo
Nascimento 27 de agosto de 1995 (23 anos)
Moscou, Rússia
Registros na Fórmula 1
Temporadas 2018
Equipes Williams
GPs disputados 14[1]
Pontos 1
Primeiro GP GP da Austrália de 2018
Último GP GP do Japão de 2018

Sergey Olegovich Sirotkin (27 de agosto de 1995) é um automobilista russo que atua na Fórmula 1 pela equipe Williams.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Kart[editar | editar código-fonte]

Sirotkin começou no kart em 2008 e correu em várias séries internacionais, trabalhando a partir das categorias juniores para avançar para a categoria KF3 e KF2 até 2010.

Fórmula Abarth[editar | editar código-fonte]

Aos quinze anos, Sirotkin correu na recém-lançada série Fórmula Abarth na Itália para a Jenzer Motorsport. Ele fez seu início em Vallelunga, terminando a primeira corrida nos pontos e depois somou mais quatro pontos para terminar em 18º no campeonato.[2] Sirotkin permaneceu na Fórmula Abarth, e com a Jenzer, por uma segunda temporada em 2011; a série se dividiu em duas classificações separadas para corridas de campeonato europeu e italiano. Mas antes da rodada em Spa, Sirotkin mudou para o time Euronova Racing pela Fortec. Ele ganhou o título da série europeia com uma corrida de antecedência, tendo cinco vitórias em quatorze corridas.[3] Na série italiana, Sirotkin terminou como vice-campeão com duas vitórias, perdendo para o ex-companheiro de equipe Patric Niederhauser após um erro na corrida final no Autódromo Nacional de Monza.[4]

Auto GP World Series[editar | editar código-fonte]

Em 2012, Sirotkin continuou sua colaboração com a Euronova Racing na Auto GP World Series.[5] Sua primeira rodada em Monza viu ele se qualificar na primeira fila, perdendo a pole para Adrian Quaife-Hobbs por apenas 0,04 segundos.[6] Ele parou no início da primeira corrida, mas chegou em quarto lugar na segunda corrida; ele também estabeleceu a volta mais rápida em ambas as corridas.[7] Em Valência, ele voltou a liderar o campeonato, Quaife-Hobbs, mas desta vez Sirotkin passou por ele antes do primeiro turno e, eventualmente, marcou sua primeira vitória, voltando a fazer a volta mais rápida, tornando-se o mais novo vencedor do Auto GP no processo. Após outra volta mais rápida na segunda corrida, Sirotkin estabeleceu um recorde de quatro voltas mais rápidas consecutivas; quebrando um recorde anteriormente realizado por Romain Grosjean.[8] Sirotkin terminou a temporada em terceiro lugar no geral, atrás de Quaife-Hobbs e Pål Varhaug. Ele terminou a temporada com duas vitórias na corrida em Valência e Sonoma, e sete podiums. Ele também gravou sua primeira pole no Circuito Urbano de Marraquexe.[9]

Fórmula 3[editar | editar código-fonte]

Sirotkin também participou no Campeonato Italiano de Fórmula 3 em 2012, dirigindo para a Euronova.[5] Ele conquistou duas vitórias, em Hungaroring e Monza, e mais quatro pódios ao longo da temporada. Ele também marcou pontos em vinte e duas das vinte e quatro corridas - depois de se retirar da segunda corrida em Vallelunga e sendo desqualificado da terceira corrida em Monza.

Fórmula Renault[editar | editar código-fonte]

Sirotkin fez sua estreia na Fórmula Renault 3.5 em seu evento em casa no Moscow Raceway, em parceria com o piloto russo Nikolay Martsenko na BVM Target.[10] Ele terminou a primeira corrida da reunião no vigésimo lugar, antes de se retirar da segunda corrida.

Sirotkin expandiu sua campanha da Fórmula Renault 3.5 para disputar uma temporada completa em 2013, competindo com a ISR Racing.[11] Ele teve pódio em Alcañiz e Hungaroring com outros três pontos para marcar o nono lugar na classificação do campeonato.

Para 2014, Sirotkin mudou para a equipe Fortec Motorsport[12] e fez parceria com Oliver Rowland. Ele marcou sua primeira posição de pole e ganhou sua primeira corrida da Fórmula Renault 3.5 Series em seu solo em Moscow Raceway.[13] Apesar disso, o segundo carro da Fortec muitas vezes quebrou e ele não terminou em cinco corridas. Mas sempre que ele terminou uma corrida, ele costumava chegar na zona de pontuação, perdendo apenas um ponto, apenas uma vez. No geral, ele terminou em quinto no campeonato, com 132 pontos.

GP2 Series[editar | editar código-fonte]

Em fevereiro de 2015, foi anunciado que Sirotkin iria estrear na categoria com a Rapax.[14] Ele alcançou sua primeira vitória em Silverstone - um circuito no qual ele ainda não tinha experiência em corridas — quando venceu a corrida longa.[15][16] Durante a temporada, ele conquistou mais quatro pódios. Apesar de ser um novato na GP2 Series, Sirotkin terminou em terceiro na classificação geral.

Para a temporada de 2016, Sirotkin mudou para a equipe campeã ART Grand Prix.[17] Ele terminou em terceiro na classificação geral.[18]

Campeonato de Fórmula 2 da FIA[editar | editar código-fonte]

Sirotkin retornou ao volante do carro Dallara GP2/11 no Campeonato de Fórmula 2 da FIA de 2017 em Baku. Ele substituiu o lesionado Alexander Albon na ART Grand Prix.[19] Ele terminou as duas corridas da rodada na zona de pontuação.[20]

Fórmula 1[editar | editar código-fonte]

Em julho de 2013, Sirotkin juntou-se à equipe Sauber, com o objetivo de participar nas sessões de sexta-feira em 2013[21] e um assento de corrida completa para a temporada de Fórmula 1 de 2014.[22] Mas em 2014 ele ficou no time apenas como piloto de teste. Sirotkin participou de testes realizados no Bahrain em 8 de abril. O piloto russo fez 75 voltas e cobriu uma distância de mais de 300 quilômetros, registrando o 8º tempo mais rápido. Este resultado permitiu que Sirotkin obtivesse uma Superlicença. Sirotkin fez sua estréia no fim de semana da corrida no treino livre para o Grande Prêmio da Rússia de 2014, onde gravou o 17º tempo mais rápido, cerca de quatro décimos de segundo mais lento do que o seu companheiro de equipe mais experiente, Adrian Sutil. Sirotkin não assinou um contrato com a Sauber para 2015 - a equipe suíça mudou completamente sua estrutura e pilotos selecionados com um bom financiamento.

Em abril de 2016, Sirotkin foi anunciado como piloto de desenvolvimento da Renault e ele participou da primeira sessão de treinos livres do Grande Prêmio da Rússia.[23]

No dia 16 de janeiro de 2018, Sirotkin foi confirmado como piloto da equipe Williams para a temporada de 2018 da Fórmula 1, sendo o substituto de Felipe Massa, que anunciou, em novembro, a sua aposentadoria na Fórmula 1.[24]

Sirotkin havia terminado em 11º no Grande Prêmio da Itália, mas, com a desclassificação de Romain Grosjean devido ao assoalho de seu carro não estar de acordo com o regulamento técnico, ele marcar os seus primeiros pontos da carreira na Fórmula 1.[25]

Resultados[editar | editar código-fonte]

Ano Categoria Equipes Corridas Vitórias Poles V/Rápidas Pódios Pontos Classificação
2010 Formula Abarth Jenzer Motorsport 6 0 0 0 0 12 18º
2011 Formula Abarth Europeia Jenzer Motorsport 4 1 0 1 3 175
Fortec Italia Motorsport 10 4 1 2 7
Formula Abarth Italiana Jenzer Motorsport 8 0 0 0 5 136
Fortec Italia Motorsport 6 2 1 1 4
2012 Auto GP World Series Fortec Italia Motorsport 14 2 1 5 9 175
Formula 3 Italiana Fortec Italia Motorsport 24 2 0 1 6 166
Formula 3 Italiana 18 0 0 0 5 116
Formula Renault 3.5 Target Racing 2 0 0 0 0 0 35º
2013 Formula Renault 3.5 ISR Racing 15 0 0 0 2 61
2014 Formula 1 Sauber F1 Team Piloto de Testes
Formula Renault 3.5 Series Fortec Motorsports 17 1 1 0 4 132
2015 GP2 Series Rapax Team 22 1 1 1 5 139
2016 Fórmula 1 Renault Sport F1 Team Piloto de Testes
GP2 Series ART Grand Prix 22 2 3 3 8 159
2017 Formula 1 Renault Sport F1 Team Piloto de Testes
Fórmula 2 ART Grand Prix 2 0 0 0 0 9 20º
24 Horas de Le Mans - LMP2 SMP Racing 1 0 0 0 0 N/A 16º
2018* Formula 1 Williams Martini Racing 10 0 0 0 0 0 20º

* Temporada em andamento.

Posição de chegada nas corridas de Fórmula 1[editar | editar código-fonte]

Legenda: (Corridas em negrito indicam pole position); (Corridas em itálico indicam volta mais rápida)

Temporada Equipe Chassis Motor 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 Classificação Pontos
2018* Williams Martini Racing FW41 Mercedes-AMG F1 M09 EQ Power+ 1.6 V6 AUS
Ret
BHR
15
CHN
15
AZE
Ret
ESP
14
MON
16
CAN
17
FRA
15
AUT
14
GBR
14
ALE
Ret
HUN
16
BEL
12
ITA
10
SIN
RUS
JAP
EUA
MEX
BRA
EAU
20º 1

* Temporada em andamento.

Referências

  1. «Sergey Sirotkin stats f1». statsf1 
  2. «Campionato Italiano Formula ACICSAI Abarth 2010». Driver Database. Consultado em 31 de outubro de 2011. 
  3. «Sirotkin Wins Race One in Barcelona and Gets the Title». Formula Abarth. 30 de outubro de 2011. Consultado em 31 de outubro de 2011. 
  4. «Niederhauser Wins in Monza and Is the New Italian Champion». Formula Abarth. 16 de outubro de 2011. Consultado em 31 de outubro de 2011. 
  5. a b «Sirotkin stays with Euronova for double programme» (PDF). euronova-racing.com. Euronova Racing. 19 de fevereiro de 2012. Consultado em 19 de fevereiro de 2012.. Arquivado do original (PDF) em 19 de fevereiro de 2014 
  6. «Quaife-Hobbs takes first World Series pole». Auto GP World Series. Auto GP Organisation. 9 de março de 2012. Consultado em 13 de abril de 2012. [ligação inativa] 
  7. «Sirotkin clinches Race 1 win in Valencia». Auto GP World Series. Auto GP Organisation. 31 de março de 2012. Consultado em 13 de abril de 2012. [ligação inativa] 
  8. «Sirotkin the record braker». ItaliaRacing.net. Inpagina. p. 11. Consultado em 13 de abril de 2012. 
  9. «Sirotkin takes Marrakech pole». Auto GP World Series. Auto GP Organisation. 13 de abril de 2012. Consultado em 13 de abril de 2012. [ligação inativa] 
  10. Costa, Massimo (11 de julho de 2012). «Sirotkin e BVM Target assieme nell'inedito appuntamento di Mosca» [Sirotkin and BVM Target together in the meeting of Moscow]. ItaliaRacing.net (em Italian). Inpagina. Consultado em 12 de julho de 2012.. Arquivado do original em 5 de julho de 2014 
  11. Freeman, Glenn (18 de dezembro de 2012). «Auto GP star Sergey Sirotkin joins ISR for Formula Renault 3.5». Autosport. Haymarket Publications. Consultado em 18 de dezembro de 2012. 
  12. Allen, Peter (6 de janeiro de 2014). «Sirotkin signs with Fortec for 2014 FR3.5 campaign». PaddockScout.com. Paddock Scout. Consultado em 29 de junho de 2014. 
  13. «Sirotkin claims maiden FR3.5 win in Russia». GPUpdate.net. JHED Media BV. 28 de junho de 2014. Consultado em 29 de junho de 2014. 
  14. Khorounzhiy, Valentin (17 de fevereiro de 2015). «Sirotkin makes GP2 switch with Rapax». formulascout.com. Consultado em 3 de dezembro de 2017. 
  15. Rook, Aaron (4 de julho de 2015). «SERGEY SIROTKIN TAKES MAIDEN GP2 WIN AT SILVERSTONE». thecheckeredflag.co.uk. Consultado em 21 de janeiro de 2018. 
  16. Allen, Peter (4 de julho de 2015). «Sergey Sirotkin takes first GP2 victory in Silverstone feature race». formulascout.com. Consultado em 3 de dezembro de 2017. 
  17. Allen, Peter (15 de janeiro de 2016). «Sergey Sirotkin joins ART for 2016 GP2 season». formulascout.com. Consultado em 3 de dezembro de 2017. 
  18. Allen, Peter (27 de novembro de 2016). «Gasly secures GP2 title as Lynn wins final race». formulascout.com. Consultado em 3 de dezembro de 2017. 
  19. «Renault's Sirotkin replaces Albon for F2 Baku round». 20 de junho de 2017. Consultado em 20 de junho de 2017. 
  20. Kalinauckas, Alex. «King disqualified from fourth in second Baku F2 race». Motorsport.com. Motorsport Network. Consultado em 3 de dezembro de 2017.. The decision promotes Sergey Sirotkin to fourth and also elevates Artem Markelov, Nobuharu Matsushita, Luca Ghiotto and Ralph Boschung, who now claims the final point in eighth place. 
  21. Kabanovsky, Aleksander (15 de julho de 2013). «Sergey Sirotkin eyes F1 practice outings in 2013». Autosport. Haymarket Publications. Consultado em 15 de julho de 2013. 
  22. Straw, Edd; Rencken, Dieter (15 de julho de 2013). «Russian teenager Sergey Sirotkin set to race with Sauber in 2014». Autosport. Haymarket Publications. Consultado em 15 de julho de 2013. 
  23. «F1 – Sirotkin será piloto reserva da Renault». Autoracing. 21 de fevereiro de 2017. Consultado em 22 de fevereiro de 2017. 
  24. «Williams quebra acordo com Kubica, rende-se ao dinheiro russo e põe Sirotkin na vaga de Massa para 2018». Grande Prêmio. 16 de janeiro de 2018. Consultado em 16 de janeiro de 2018. 
  25. «Grosjean é excluído do GP da Itália, e Sirotkin anota seu primeiro ponto na F1». GloboEsporte.com. 02 de setembro de 2018. Consultado em 02 de setembro de 2018.  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]