Sergio Leo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2015). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Sergio Leo
Nascimento 1963 (54 anos)
Rio de janeiro
Nacionalidade Brasil Brasileira
Ocupação Jornalista e escritor
Principais trabalhos Mentiras do Rio
Prémios Prêmio Sesc de Literatura (2009)

Sergio Leo de Almeida Pereira (Rio de janeiro, 1963) é um jornalista e escritor brasileiro.

Atua profissionalmente desde 1983. Formou-se na Escola de Comunicação da UFRJ. É especialista em Relações Internacionais pela UnB. Foi redator na Ciência Hoje, pauteiro na Manchete, repórter na ISTOÉ e diretor de sucursal na ISTOÉ Dinheiro. Fez artigos na revista argentina Notícias. Foi repórter especial no Globo, na Folha de S. Paulo e na TV Globo. Coordenador de Economia no JB. Editor regional da sucursal Brasília no Estadão. Foi repórter especial e colunista no jornal Valor Econômico.

Acompanhou viagens dos presidentes Sarney, Collor, FHC, Lula e Dilma. Participou da cobertura da Conferência da ONU para o Desenvolvimento e Meio Ambiente, no Rio (Eco-92) e da cúpula para o Desenvolvimento Sustentável, em Joanesburgo. Cobriu reuniões de cúpula do Mercosul e das negociações da Alca, reuniões do FMI e Banco Mundial, em Washington, Madri e Hong Kong, da OMC em Seattle, em 1999, Cancun, em 2003, e Hong Kong 2005, as duas primeiras versões do Fórum Social Mundial, em Porto Alegre, e, como Media Leader, do Fórum Econômico Mundial - América Latina, no Chile 2007 no México 2008, e no Rio 2011, e do Fórum Econômico Mundial em Davos, 2010,2011 e 2013. .

Entre 2001 e 2003, foi professor do Curso de Extensão em Jornalismo Econômico, na Universidade de Brasília; em 2003, lecionou a disciplina Jornalismo Opinativo no Centro de Ensino Unificado de Brasília

Em 2008, ganhou o Prêmio Sesc de Literatura na categoria Contos, com o livro Mentiras do Rio, publicado pela editora Record. Em 2014, publicou, pela Nova Fronteira, o livro-reportagem "Ascensão e Queda do Império X" sobre o fracasso empresarial do ex-bilionário Eike Batista. Também em 2014, publicou o livro-conto Segundas Pessoas pela coleção Formas Breves, da e-galáxia. Em 2017, participou da coletânea de contos Conversa de Botequim, pela editora Mórula, baseada em músicas de Noel Rosa.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

[1]