Serra do Cabral

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A Serra do Cabral é um maciço montanhoso, isolado, que fica no centro-norte de Minas Gerais.[1] Recentemente foi criado o Parque Estadual da Serra do Cabral, ou APA Serra do Cabral. Está situada nos municípios de Várzea da Palma, Buenópolis, Joaquim Felício, Augusto de Lima, Lassance e Francisco Dumont, além de povoados e fazendas que se localizam no seu entorno.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Apresenta incontáveis nascentes de riachos, a fauna e a flora são típicas de campos rupestres, com algumas espécies endêmicas, sendo que muitas ainda não estão catalogadas. Muitos riachos que nascem nesta serra correm para afluentes do Rio das Velhas ou do Rio Jequitaí, mais ao norte, ambos são afluentes do Rio São Francisco. Possui formações cársticas (cavernas e "lapinhas"), dada a razoável quantidade de calcário na região.

Na Serra do Cabral viveram povos indígenas nômades até aproximadamente 350 anos atrás, o que caracteriza a importância arqueológica e histórica. Eram conhecidos como Cabralinos e deixaram muitas pinturas rupestres.

Sua importância se deve como ponto de referência entre viajantes do período colonial e ao longo do século XX, e também pela literatura. Algumas obras do escritor mineiro João Guimarães Rosa têm como cenário a região norte do estado, onde encontra-se a serra do Cabral e suas características naturais que conferem singularidade regional.

A riqueza mineral dessa formação geológica também é relevante. O povoamento do seu entorno se deve, entre outros motivos, à descoberta de diamantes na região.

Referências

  1. Arquivos do Museu de História Natural, Volume 10. Arquivos do Museu de Historia Natural, Universidade Federal de Minas Gerais. Museu de História Natural. Universidade Federal de Minas Gerais. Museu de História Natural. Ed. Museu de História Natural (1985)
Ícone de esboço Este artigo sobre geografia (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.