Shōdoshima

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Syodoshima landsat.jpg
Angel Road Shodo Island Japan01s3.jpg

A Ilha Shōdo (小豆島, Shōdoshima?) é uma ilha localizada no Mar Interior de Seto do Japão. O nome significa literalmente "Ilha dos Feijões Pequenos". Há duas vilas na ilha: Tonoshō e Shodoshima, formando o distrito de Shōzu.

A ilha é famosa como o cenário da novela Vinte e Quatro Olhos e suas adaptações em filmes. A ilha foi a primeira área do Japão a cultivar com sucesso oliva, sendo conhecida às vezes como "Olive Island".

Geografia[editar | editar código-fonte]

Shōdoshima é parte da província de Kagawa e localiza-se no norte da capital Takamatsu. Ela tem uma área de 153,3 km² e uma costa marítima de 126 km. Ela é a 19º maior ilha do Japão e a segunda maior no Mar Interior.

Shōdoshima abriga o Estreito de Dobuchi (土渕海峡, Dobuchi-kaikyō?), o estreito mais estreito do mundo, com 9,93 m² em sua parte mais estreita.

Balsas frequentem funcionam da ilha para Takamatsu, Himeji, Teshima e Okayama. Há também balsas para Osaka e Kobe.

História[editar | editar código-fonte]

Shōdoshima já foi conhecida como Azuki-shima e foi parte da província de Kibi (mais tarde Bizen), que foi anexada à província de Sanuki, posteriormente fazendo parte da província de Kagawa.

Turismo e cultura[editar | editar código-fonte]

Shōdoshima é um destino popular para o turismo interno do Japão. Além das características naturais como o Estreito de Dobuchi, a Estrada do Anjo, o Parque das Olivas de Shōdoshima e o Kanka Gorge (寒霞渓, Kanka-kei?), Shōdoshima é famosa como cenário da novela antiguerra Vinte e Quatro Olhos (二十四の瞳, Nijūshi no Hitomi?), escrita pela autora nativa Sakae Tsuboi e transformada em filme por duas vezes (1954 e 1987) bem como um especial de televisão.[1][2] A ilha é o local de nascimento de dois outros escritores conhecidos: o marido de Sake, o poeta Shigeji Tsuboi, e a novelista e escritora Denji Kuroshima. Todos os três foram participantes importantes do movimento literário proletário, uma corrente importante e politicamente radical na literatura moderna japonesa.

Shōdoshima também é conhecido por suas olivas, molho de soja, macacos selvagens e praias. Além disso, turistas são atraídos pela versão em miniatura dos 88 templos da Peregrinação de Shikoku.

A ilha também é famosa por ser a primeira no Japão a cultivar com sucesso as olivas. Oliveiras proliferam na ilha e o comércio relacionado ao produto é muito popular entre os turistas.

Ilha irmã[editar | editar código-fonte]

O moinho no Shodoshima Olive Park é um presente de Milos a Ilha de Shōdo

Referências

  1. «Twelve Sets of Eyes». TMS Entertainment. Consultado em 30 de agosto de 2011. 
  2. «二十四の瞳» (em Japanese). TMS Entertainment. Consultado em 30 de agosto de 2011. 

Notas[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Shōdoshima