Shades of Deep Purple

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Shades of Deep Purple
Álbum de estúdio de Deep Purple
Lançamento Estados Unidos Julho de 1968
Reino Unido Setembro de 1968
Gravação 11 de Maio - 13 de Maio de 1968
Pye Studios, Londres
Gênero(s) Hard rock
Rock psicodélico
Duração 43:27 (LP original)
64:01 (Edição em CD de 2000)
Gravadora(s) Reino Unido Parlophone
Estados Unidos Tetragrammaton
Canadá Polydor
Produção Derek Lawrence
Cronologia de Deep Purple
Último
The Book of Taliesyn
(1968)
Próximo

Shades of Deep Purple é o álbum de estreia da banda de hard rock inglesa Deep Purple, lançado em Julho de 1968 pela Tetragrammaton Records, nos Estados Unidos, e em Setembro de 1968 pela Parlophone no Reino Unido. O grupo, originalmente designado por Roundabout, foi uma ideia do ex-baterista dos Searchers, Chris Curtis, que recrutou Jon Lord e Ritchie Blackmore antes de deixar o projecto. A formação final da banda ficou completa com o vocalista Rod Evans, o baixista Nick Simper e o baterista Ian Paice, em Março de 1968.

Após dois meses de ensaios, Shades of Deep Purple foi gravado em apenas três dias em Maio de 1968, contendo quatro músicas originais e quatro covers, cuidadosamente trabalhados para incluir interlúdios clássicos e parecer mais psicadélico. Em termos de estilo, o álbum está próximo do rock psicadélico e do rock progressivo, dois géneros em crescimento na década de 1960.

O álbum não foi bem recebido no Reino Unido, onde pouco vendeu, e nem entrou para as tabelas de vendas. Pelo contrário, nos Estados Unidos foi um sucesso, e o single Hush, uma música de rock muito ritmada escrita por Joe South, tornou-se popular na época, chegando ao 4.º lugar na tabela Billboard Hot 100.[1] As boas vendas do álbum e a intensa passagem do single na rádio, contribuíram para a atenção que os Deep Purple iriam ter nas suas primeiras digressões pelos Estados Unidos e durante os anos 1970. As análises recentes ao álbum são positivas e consideram Shades of Deep Purple uma peça importante na história dos Deep Purple.

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
allmusic 4 de 5 estrelas. [2]
Symbol unlikely.svg Esta tabela precisa de ser acompanhada por texto em prosa. Consulte o guia.

Faixas[editar | editar código-fonte]

Lado um
N.º Título Compositor(es) Duração
1. "And the Address"   Ritchie Blackmore, Jon Lord 4:38
2. "Hush"   Joe South 4:24
3. "One More Rainy Day"   Lord, Rod Evans 3:40
4. "Prelude: Happiness / I'm So Glad"   Blackmore, Evans, Lord, Ian Paice, Nick Simper / Skip James 7:19
Lado dois
N.º Título Compositor(es) Duração
1. "Mandrake Root"   Blackmore, Lord, Evans 6:09
2. "Help!"   John Lennon, Paul McCartney 6:01
3. "Love Help Me"   Blackmore, Evans 3:49
4. "Hey Joe"   Billy Roberts 7:33

Créditos[editar | editar código-fonte]

Informações técnicas[editar | editar código-fonte]

  • Produzido por Derek Lawrence
  • Engendrado por Barry Ainsworth
  • Faixas bônus gravadas em 1968 e 1969
  • Dedicado a Bobby, Chris, Dave e Ravel
  • Digitalmente remasterizado e restaurado por Peter Mew em Abbey Road Studios, Londres

Paradas musicais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c «Shades of Deep Purple Billboard Singles». Allmusic. Rovi Corporation. Consultado em 25 de Maio de 2016. 
  2. Avaliação no allmusic
  3. «Top Albums/CDs – Volume 10, No. 12, 18 November 1968». Library and Archives Canada. 18 November 1968. Consultado em 26 December 2013. 
  4. «Top Singles – Volume 10, No. 5, 30 September 1968». Library and Archives Canada. 30 September 1968. Consultado em 25 December 2013. 
  5. «Deep Purple – Hush». Hitparade.ch (em German). Media Control Charts. Consultado em 26 December 2013.