Shakira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Shakira
Shakira durante uma apresentação em 2010.
Nome de nascimento Shakira Isabel Mebarak Ripoll
Outros nomes
Data de nascimento
2 de fevereiro de 1977 (41 anos)
Local de nascimento
Residência
Nacionalidade colombiana
Progenitores Mãe: Nidia Ripoll Torrado[3]
Pai: William Mebarak Chadid[3]
Cônjuge Gerard Piqué (c. 2011)
Filho(s) Milan Piqué Mebarak (n. 2013)[4]
Sasha Piqué Mebarak (n. 2015)[5]
Alma mater Universidade da Califórnia[6]
Ocupação
Período em atividade 1990 (1990)—presente
Outras ocupações
Altura 1,57 m[7]
Carreira musical
Gênero(s)
Extensão vocal Contralto
Instrumento(s)
Gravadora(s)
Influências
Fortuna AumentoUS$ 220 milhões (2017)[10]
Página oficial www.shakira.com
Shakirasignature.svg

Shakira Isabel Mebarak Ripoll (Barranquilla, 2 de fevereiro de 1977), mais conhecida simplesmente como Shakira, é uma cantora, compositora, dançarina e instrumentista colombiana, além de atuar regularmente como coreógrafa, arranjadora, produtora, empresária, atriz,[11] e modelo. Shakira é também filantropa e embaixadora da Boa Vontade da UNICEF colombiana.[12]

Nascida e criada em Barranquilla, ela começou a se apresentar na escola, demonstrando influências de música latina, árabe e rock and roll e habilidades em dança do ventre. Os primeiros álbuns de estúdio de Shakira, Magia e Peligro, não alcançaram sucesso comercial na década de 1990; No entanto, ela começou a obter êxito na América Latina, com o lançamento de seu terceiro álbum, Pies descalzos (1996) e o quarto Dónde están los ladrones? (1998).

Shakira entrou no mercado de língua inglesa com seu quinto álbum, Laundry Service. Seu principal single, "Whenever, Wherever", tornou-se um dos singles mais bem sucedidos de 2002. Seu sucesso foi solidificado com seus sexto e sétimo álbuns, Fijación oral, vol. 1 e Oral Fixation, Vol. 2 (2005), o último dos quais gerou uma das músicas mais vendidas do século 21, "Hips Don't Lie", vendendo mais de 13 milhões de downloads (não incluindo outras formas de vendas digitais e cópias físicas).[13] O seu oitavo e nono álbum, She Wolf (2009) e Sale el sol (2010), receberam elogios da crítica. Sua música oficial para a Copa do Mundo FIFA de 2010, "Waka Waka (This Time for Africa)", tornou-se a música mais vendida de uma Copa do Mundo de todos os tempos com 10 milhões de downloads.[14][13] Com mais de 1,5 bilhões de visualizações, é um dos videoclipes mais vistos no YouTube. Shakira serviu como treinadora na quarta e sexta temporadas da versão americana do The Voice em 2013 e 2014, respectivamente. Seu décimo álbum, Shakira (2014), é precedido por seu single principal, "Can't Remember to Forget You".

Shakira recebeu inúmeros prêmios, incluindo 5 MTV Video Music Awards, 3 Grammy Award, 13 Latin Grammy Awards, 7 Billboard Music Awards, 33 Billboard Latin Music Awards e foi nomeada ao Globo de Ouro. Ela estrelou a Hollywood Walk of Fame e vendeu mais de 125 milhões de discos e singles em todo o mundo.[15][16] Com 25,4 milhões de vendas nos Estados Unidos (até 2014),[17] fazendo dela a cantora sul-americana mais vendida e um dos artistas mais vendidos de todos os tempos. Ela realiza atividades filantrópicas bem conhecidas através do trabalho de caridade, mais notavelmente através de sua Fundação Barefoot. Em 2011, ela foi nomeada pelos ex-Presidente americano Barack Obama, à Comissão Consultiva do Presidente sobre Excelência Educacional para Hispanos - um grupo de quatro pessoas que dará conselhos ao Presidente e Secretário de Educação Arne Duncan.[18][19] Em 2014, ela foi listada como a 58ª mulher mais poderosa do mundo pela Forbes.[20]

Biografia

Barranquilla, cidade colombiana, onde Shakira nasceu e foi criada.

Shakira Isabel Mebarak Ripoll nasceu em 2 de fevereiro de 1977 em Barranquilla no departamento de Atlántico, na Colômbia. Ela é a única filha de William Mebarak Chadid e Nidia Ripoll Torrado.[3] Seus avós paternos emigraram do Líbano para Nova York, onde o pai dela nasceu.[21][22][23][24] Seu pai então emigrou para a Colômbia aos 5 anos. O nome de Shakira é árabe (شاكرة, šākirah), de que no idioma ele se traduz como "grata". É a forma feminina do nome Shakir (شاكر, šākir). De sua mãe, ela tem ascendência espanhola (catalã e castelhana)[25][26] e italiana.[27] Ela foi criada na religião católica e frequentou escolas católicas.[28] Ela tem oito meio-irmãos mais velhos do casamento anterior de seu pai.[29] Shakira passou grande parte de sua juventude em Barranquilla, uma cidade localizada na costa norte do Caribe na Colômbia e escreveu seu primeiro poema, chamado "La Rosa De Cristal / The Crystal Rose", quando tinha apenas quatro anos. Enquanto ela estava crescendo, ela ficou fascinada observando seu pai escrevendo histórias em uma máquina de escrever e pedindo uma como presente de Natal. Ela conseguiu essa máquina de escrever com a idade de sete anos, e continuou escrevendo poesia desde então. Estes poemas eventualmente evoluíram para músicas. Quando Shakira tinha dois anos, um meio-irmão mais velho foi morto em um acidente de moto; seis anos depois, aos oito anos de idade, Shakira escreveu sua primeira música, intitulada "Seus óculos escuros / seus óculos escuros", que foi inspirada por seu pai, que durante anos usava óculos escuros para esconder sua dor.[30]

Quando Shakira tinha quatro anos, seu pai a levou para um restaurante local do Oriente Médio, onde Shakira ouviu o doumbek, um tambor tradicional usado na música árabe e que costuma ser usado na dança do ventre.[31] Ela começou a dançar na mesa, e a experiência fez com que ela percebesse que queria ser uma artista. Ela gostava de cantar para colegas de escola e professores (e até mesmo as freira s) na escola católica, mas na segunda série, ela foi rejeitada pela escola porque seu vibrato era muito forte. O professor de música disse a ela que ela era soava "como uma cabra".[31][32] Na escola, ela foi freqüentemente enviada para fora da aula por causa de sua hiperatividade (TDAH).[33] Ela diz que também ficou conhecida como "a dama do barriga", como ela demonstrava todas as sexta-feira na escola um número que ela havia aprendido.[31] "Foi assim que descobri minha paixão pela performance ao vivo", diz ela.[29][34] Para despertar gratidão em Shakira pela educação dada, seu pai levou-a ao parque local para ver órfãos que moravam lá. As imagens ficaram na cabeça dela e ela disse para si mesma: "Um dia eu vou ajudar essas crianças quando eu me tornar uma artista famosa".[29]

Entre as idades de 10 e 13 anos, Shakira foi convidada para vários eventos em Barranquilla e ganhou alguns reconhecimentos na área.[35] Foi nessa época que conheceu a produtora de teatro local Monica Ariza, que ficou impressionada com ela e como resultado, tentou ajuda-la em sua carreira. Durante um voo de Barranquilla a Bogotá, Ariza convenceu o presidente da Sony Colômbia, Ciro Vargas, de realizar uma audição para Shakira no lobby do hotel. Vargas manteve a Shakira em grande consideração e, voltando ao Sony Office, entregou a cassete a uma música a um diretor de artistas. No entanto, o diretor não estava excessivamente excitado e pensou que Shakira era algo como "uma causa perdida". Implacável e ainda convencido de que Shakira tinha talento, Vargas criou uma audição em Bogotá. Tenho providenciado que os executivos da Sony Colombia cheguem à audição, com a ideia de surpreendê-los com o desempenho de Shakira. Ela cantou três músicas para os executivos e os impressionou o suficiente para que ela ter conseguido um contrato para gravar três álbuns.[36]

Carreira

1990–94: Magia e Peligro

Ver artigos principais: Magia e Peligro

Seu álbum de estreia, Magia, foi lançado pela Sony Music, em 1990, quando tinha apenas treze anos.[37] Depois disso, começou a fazer programas de televisão. As canções são uma coleção de escritos por ela desde que tinha 8 anos, misto de pop-rock romance e disco com acompanhamento eletrônico, no entanto, foi prejudicada pela falta de registro e coesão de produção. O álbum foi lançado em 1991 e contou com Magia e três outros singles. Apesar de ter se saído bem nas rádios da Colômbia, dando exposição à jovem Shakira, o álbum não foi bem sucedido comercialmente. O vídeo para a música Magia tornou-se primeiro vídeo pop nacional na Colômbia. Após a aclamação de Magia, o rótulo de Shakira pediu de volta ao estúdio para lançar uma continuação com mais canções de sucesso, para dar o potencial álbum.

Embora pouco conhecido fora de sua Colômbia natal, Shakira foi convidada para se apresentar no Chile no Viña del Mar Festival Internacional da Canção em Fevereiro de 1993. O festival deu aspirantes a cantores latino-americanos a chance de realizar suas canções, e o vencedor foi escolhido por um painel de juízes. Shakira interpretou a balada "Eres" ("You Are") e ganhou o troféu pelo terceiro lugar. Um dos juízes que nela votaram era Ricky Martin.[38][39]

O seu segundo álbum Peligro do mesmo género foi lançado em 1993, mas Shakira não estava satisfeita com o resultado final, principalmente a questão da produção. O álbum foi melhor recebido do que Magia, embora ele também tenha sido considerado um fracasso comercial, devido à recusa de Shakira para anunciá-lo. Shakira decidiu, então, dar um hiato na gravação para que se pudesse graduar da escola. No mesmo ano, Shakira estrelou a série de TV colombiana "El Oasis", vagamente baseada na tragédia de Armero, tanto que cantou a música que era tema de abertura da novela de mesmo nome, sendo que esta não esteve presente no álbum Peligro.

1995–00: Pies Descalzos e Dónde Están Los Ladrones?

Shakira interpretando "¿Dónde Estás Corazón?" durante a Tour Anfibio em 2000.

Shakira voltou a gravar música na Sony Music junto com a Columbia em 1995, com Luis F. Ochoa, usando influências musicais de vários países e uma personagem orientada a Alanis Morissette, que afetou dois de seus próximos álbuns.[40] Essas gravações geraram seu terceiro álbum de estúdio, e sua estréia em grandes gravadoras, intitulado Pies Descalzos. A gravação do álbum começou em fevereiro de 1995, após o sucesso de seu single "¿Dónde Estás Corazón?", A Sony deu à Shakira 100 mil dólares para produzir o álbum, já que eles previam que o álbum não venderia mais de 100 mil cópias.

O álbum, Pies Descalzos, foi lançado em fevereiro de 1996. Ele estreou no número um em oito países diferentes. No entanto, conseguiu somente alcançar o número cento e oitenta no Billboard 200 dos EU mas alcançou o número cinco na parada do Billboard Top Latin Albums. O álbum gerou seis singles de sucesso, "Estoy Aquí", que alcançou a segunda posição na parada latina dos EUA, "¿Dónde Estás Corazón?", Que alcançou o quinto lugar na parada latina dos EUA, "Pies Descalzos, Sueños Blancos" alcançou o número 11 no gráfico latino dos EUA, "Un Poco de Amor" que alcançou o sexto lugar na parada americana dos EUA, "Antología", que alcançou o 15º lugar na parada latino-americana, e "Se quiere, Se Mata", que alcançou o oitavo lugar na parada latina dos EUA.[41] Em agosto de 1996, RIAA o certificou com status de platina para o álbum.[42]

Em março de 1996, Shakira fez sua primeira turnê internacional, chamada simplesmente de Tour Pies Descalzos. A turnê consistiu em 20 shows e terminou em 1997. Também nesse ano, Shakira recebeu três Billboard Latin Music Awards por Álbum do Ano por Pies Descalzos, Vídeo do Ano para "Estoy Aqui", e Melhor Novo Artista.[43] Pies Descalzos mais tarde vendeu mais de 5 milhões de cópias,[44][45] solicitando o lançamento de um álbum de remixes, simplesmente intitulado The Remixes que também incluíram versões de algumas de suas canções conhecidas em língua portuguesa, que foram gravadas como resultado de seu sucesso no mercado brasileiro, onde Pies Descalzos vendeu mais de um milhão de cópias.[35]

Seu quarto álbum de estúdio foi intitulado ¿Dónde Están Los Ladrones?, produzido inteiramente pela própria Shakira e Emilio Estefan Jr. como produtor executivo, foi lançado em setembro de 1998. O álbum, inspirado por um incidente em um aeroporto no qual uma mala cheia de suas letras escritas foi roubada, se tornou um grande sucesso. O álbum alcançou uma posição de pico de número 131 na Billboard 200 dos EUA e ocupou o primeiro lugar na parada de álbuns latino dos EUA por 11 semanas. Desde então, vendeu mais de 10 milhões de cópias em todo o mundo[46] e 1,5 milhões de cópias só nos EUA, tornando-se um dos álbuns espanhóis mais vendidos nos EUA. Oito singles foram tirados do álbum, incluindo "Ciega, Sordomuda", "Moscas En La Casa", e "No Creo", que se tornou seu primeiro single a traçar sobre os Billboard Billboard Hot 100, "Inevitable", "", "Si Te Vas", "Octavo día", e "Ojos Así". As duas últimas músicas renderam a Shakira um Grammy Latino cada, com seis dos oito singles alcançando o top 40 na parada latino-americana.

Shakira também recebeu sua primeira indicação ao Grammy Award em 1999 pelo Best Latin Rock/Alternative Album.[47] O primeiro álbum ao vivo de Shakira, MTV Unplugged, foi gravado em Nova York em 12 de agosto de 1999. Altamente aclamado pela crítica americana, é considerado uma de suas melhores performances ao vivo.[48] O álbum ao vivo ganhou o Grammy Award para Best Latin Pop Album em 2001 e ganhou vendas de cinco milhões em todo o mundo. Em março de 2000, Shakira embarcou em sua turnê Anfibio, uma turnê de dois meses na América Latina e nos Estados Unidos. Em agosto de 2000, ela ganhou um MTV Video Music Award na categoria de Escolha Popular - Artista Internacional Favorito por "Ojos Así". Em setembro de 2000, Shakira cantou "Ojos Así" na cerimônia inaugural do Grammy Latino, onde foi indicada em cinco categorias: Álbum do Ano e Álbum Vocal Pop Feminino por MTV Unplugged, Melhor Performance Vocal Feminina de Rock para "Octavo Día". Melhor Performance Vocal Pop Feminina e Melhor Video de Forma Curta para o vídeo de "Ojos Así".[49] Ela ganhou dois prêmios Grammy.

2001–04: Mudança de imagem e Laundry Service

Ver artigo principal: Laundry Service

Após o sucesso de Dónde Están los Ladrones? e MTV Unplugged, Shakira começou a trabalhar em um álbum crossover inglês.[50] Ela trabalhou por mais de um ano em um novo material para o álbum. "Whenever, Wherever", chamado de "Suerte" em países de língua espanhola, foi lançado como o primeiro e primeiro single de seu primeiro álbum em Inglês e quinto álbum de estúdio durante todo o período entre agosto de 2001 e fevereiro de 2002. A canção teve forte influência da música andina, incluindo o charango e flauta de pã em sua instrumentação. Tornou-se um sucesso internacional, alcançando o número um na maioria dos países. Foi também seu primeiro sucesso nos EUA, alcançando o sexto lugar no Hot 100. Em 2003, Shakira escreveu uma música chamada "Come Down Love" com Tim Mitchell para o filme de Hollywood The Italian Job, estrelado pela atriz sul-africana Charlize Theron e Mark Wahlberg, mas a música não foi incluída na trilha sonora do filme.

Shakira antes de entrar no palco para sua Tour of the Mongoose em 2003.

O quinto álbum de estúdio de Shakira e o primeiro álbum em inglês, intitulado Laundry Service nos países de língua inglesa e Servicio De Lavanderia na América Latina e Espanha, foram lançados em 13 de novembro de 2001. O álbum estreou no terceiro lugar na Billboard 200, vendendo mais 200.000 cópias em sua primeira semana. O álbum foi posteriormente certificado como platina tripla pela RIAA em junho de 2004 também.[51] Ajudou a estabelecer a presença musical de Shakira no mercado mainstream da América do Norte. Sete singles foram tirados do álbum, como "Whenever, Wherever"/"Suerte", "Underneath Your Clothes", "Objection (Tango)"/"Te Aviso, Te Anuncio (Tango)", "The One", "Te Dejo Madrid", "Que Me Quedes Tú", e "Poem to a Horse".

Como o álbum foi criado para o mercado de língua inglesa, sendo um álbum de rock e influenciado pela dança espanhola ganhou um leve sucesso crítico, com alguns críticos alegando que suas habilidades em inglês eram muito fracas para ela escrever músicas para ele; A Rolling Stone, por exemplo, afirmou que "ela soa francamente e boba" ou "a magia de Shakira está perdida na tradução".[52] Uma visão semelhante foi expressa por Elizabeth Mendez Berry da "Vibe": "Enquanto seus álbuns de língua espanhola brilhavam com elegante jogo de palavras, esse álbum é repleto de clichês, tanto musicalmente quanto liricamente. [...] Para amantes latinos anglófonos, As letras de Shakira são melhor deixadas para a imaginação".[53] Shakira também foi criticada por alguns de seus fãs latinos por aparentemente abandonar suas raízes folk e rock em favor da música pop americana contemporânea. Apesar disso, o álbum se tornou o álbum mais vendido de 2002, vendendo mais de 20 milhões de cópias em todo o mundo.[37][54][55][56] e se tornou o álbum de maior sucesso de sua carreira até hoje. O álbum lhe deu o título de maior artista de crossover feminino do mundo.[57] Nessa época, Shakira também lançou quatro músicas para a Pepsi para sua promoção nos mercados ingleses: "Ask for More", "Pide Mas", "Knock on My Door" e "Pídeme el Sol".

Em 2002, pelo MTV Icon do Aerosmith em Abril de 2002, Shakira cantou "Dude (Looks Like a Lady)". Ela também se juntou a Cher, Whitney Houston, Celine Dion, Mary J. Blige, Anastacia, e a Dixie Chicks para o VH1 Divas Live Las Vegas. Em setembro, ela ganhou o International Viewer's Choice Award no MTV Video Music Awards com "Whenever, Wherever". Ela também ganhou o Grammy Latino pela categoria Melhor Vídeo Musical de Forma Curta para a versão em espanhol do vídeo. Em outubro, ela ganhou cinco MTV Video Music Awards América Latina de Melhor Artista Feminina, Melhor Artista Pop, Melhor Artista - Norte (Região), Vídeo do Ano (para "Suerte") e Artista do Ano. Em novembro, ela embarcou na Tour of the Mongoose, com 61 shows ocorrendo em maio de 2003. A turnê também foi sua primeira turnê mundial, com pernas na América do Norte, América do Sul, Europa e Ásia. A gravadora de Shakira, Sony BMG, também lançou sua coletânea espanhola de grandes sucessos, Grandes Éxitos. Um DVD e 10-track álbum ao vivo, intitulado Live & Off the Record, também foi lançado em 2004, atingindo vendas de três milhões em todo o mundo.

2005–07: Fijación Oral, Volume 1 e Oral Fixation, Volume 2

Shakira durante a Oral Fixation Tour em 2007.

O sexto álbum de estúdio de Shakira, Fijación Oral, Volumen Uno, foi lançado em junho de 2005. O primeiro single do álbum, " La Tortura", alcançou o top 40 no Hot 100. A música também contava com o cantor espanhol Alejandro Sanz. Shakira se tornou a primeiro artista a executar uma canção em língua espanhola no MTV Video Music Awards em 2005. Ao contrário de baixas expectativas, O álbum foi muito bem recebido. Ele estreou no número quatro na Billboard 200, vendendo 157.000 cópias em sua primeira semana. Desde então, vendeu mais de dois milhões de cópias nos EUA, ganhando uma certificação 11 × Platina (campo latino) da RIAA. Devido às vendas da primeira semana, o álbum se tornou a maior estreia de todos os tempos para um álbum em espanhol. Depois de apenas um dia de lançamento na América Latina, o álbum ganhou certificações. Na Venezuela, obteve uma certificação Platina, na Colômbia, uma certificação Platina tripla, enquanto na demanda mexicana superou as remessas e o álbum ficou indisponível após apenas um dia de lançamento. O álbum vendeu mais de um milhão de cópias em três dias em todo o mundo. Outros quatro singles também foram lançados do álbum. "No", "Día de Enero", "La Pared" e "Las de la Intuición", com cada um atingindo o número um em países do mundo. Fijación Oral, Vol. 1 já vendeu mais de quatro milhões de cópias em todo o mundo.[58] Em 8 de fevereiro de 2006, Shakira ganhou seu segundo Grammy Award com a vitória deBest Latin Rock/Alternative Album para Fijación Oral, Vol. 1.[59] Ela recebeu quatro Grammy latino em novembro de 2006, ganhando os prêmios de Gravação do Ano, Canção do Ano por "La Tortura", Álbum do Ano e Álbum Vocal Pop Feminino para Fijación Oral, Vol. 1.[60]

Shakira durante o Rock in Rio, em 2006.

O single principal do sétimo álbum de Shakira, Oral Fixation, Vol. 2, "Don't Bother", falhou em alcançar o sucesso nos Estados Unidos ao perder o top 40 no Hot 100. No entanto, chegou ao top 20 na maioria dos países do mundo. O segundo álbum de estúdio inglês de Shakira e o sétimo álbum de estúdio, Oral Fixation, Vol. 2, foi lançado em 29 de novembro de 2005. O álbum estreou no número cinco na Billboard 200, vendendo 128.000 cópias em sua primeira semana. O álbum vendeu 1,8 milhões de discos nos EUA e mais de oito milhões de cópias em todo o mundo.[61]

Apesar do fracasso comercial do primeiro single do álbum nos EUA, ele gerou mais dois singles. "Hips Don't Lie", que contou com Wyclef Jean, foi lançado como o segundo single do álbum em fevereiro de 2006. A canção se tornou o single mais vendido do século 21[62][63] e se tornou o primeiro single número um de Shakira na Billboard Hot 100, além de alcançar o número um em mais de 55 países. Shakira e Wyclef Jean também gravaram uma versão Bamboo da música para servir como tema oficial da Copa do Mundo de 2006. Shakira mais tarde lançou o terceiro e último single do álbum, "Illegal", em novembro de 2006. Ela então embarcou na Oral Fixation Tour, que começou em junho de 2006. A turnê consistiu em 125 shows entre junho de 2006 e julho de 2007 e visitou seis continentes. Em fevereiro de 2007, Shakira se apresentou pela primeira vez no 49º Grammy Awards e ganhou a indicação de Best Pop Collaboration with Vocals por "Hips Don't Lie" com Wyclef Jean.

No final de 2006, Shakira e Alejandro Sanz colaboraram para o dueto "Te lo Agradezco, Pero No", que é apresentado no álbum El Tren de los Momentos, de Sanz. A música foi um dos dez melhores sucessos da América Latina e ficou no topo da parada da Billboard Hot Latin Tracks. Shakira também colaborou com Miguel Bosé no dueto "Si tú no vuelves", que foi lançado no álbum de Bosé, Papito. No início de 2007, Shakira trabalhou com a cantora de R&B americana Beyoncé Knowles para a faixa "Beautiful Liar", que foi lançado como o segundo single a partir da edição de luxo do álbum de Beyoncé B'Day. Em abril de 2007, o single subiu 91 posições, de 94 para três, na parada da Billboard Hot 100, estabelecendo o recorde para o maior movimento ascendente na história da parada na época. Também foi o número um no UK Singles Chart. A música rendeu a elas uma indicação ao Grammy de Best Pop Collaboration with Vocals. Shakira também participou da música "Sing", de Annie Lennox, do álbum Songs of Mass Destruction, que também conta com outras 23 cantoras.[64] No final de 2007, Shakira e Wyclef Jean gravaram seu segundo dueto, "King and Queen", A música foi apresentada no álbum Carnival Vol. II: Memoirs of an Immigrant de Wyclef Jean.

Shakira escreveu as letras, e compôs em conjunto, para duas novas músicas que são apresentadas no filme Love in the Time of Cholera, baseado no aclamado romance escrito pelo escritor colombiano Gabriel García Márquez. O próprio García pediu a Shakira que escrevesse as músicas.[65] As músicas que Shakira emprestou para a trilha sonora foram "Pienso en ti", uma música do primeiro álbum de Shakira, Pies Descalzos, "Hay Amores" e "Despedida" que foi indicada para Melhor Canção Original no 65º Globo de Ouro.

2008–09: She Wolf

Ver artigo principal: She Wolf
Shakira durante sua apresentação no Rock in Rio em 2008.

No início de 2008, a Forbes nomeou Shakira como a quarta artista feminina mais bem-sucedida da indústria da música.[66] Então, em julho daquele ano, Shakira assinou um contrato de US $ 300 milhões com a Live Nation, uma gigante internacional de turismo, cujo contrato permaneceria em vigor por dez anos.[67][68] O grupo de turismo também funciona como uma gravadora que promove, mas não controla, a música que seus artistas lançam. O contrato de Shakira com a Epic Records também pedia mais três álbuns - um em inglês, um em espanhol e uma compilação, mas confirmou-se que as turnês e outros direitos do contrato com a Live Nation começariam imediatamente.

Em janeiro de 2009, Shakira se apresentou no Lincoln Memorial, em homenagem à posse do presidente Barack Obama. Ela cantou "Higher Ground" com Stevie Wonder e Usher.[69] She Wolf, foi lançado em outubro de 2009 internacionalmente e em 23 de novembro de 2009 nos EUA. O álbum recebeu críticas positivas da crítica, e foi incluído na lista de "Álbuns Favoritos"[70] "Álbuns Latinos Favoritos"[71] e "Álbuns pop favoritos".[72] She Wolf alcançou o número um nas paradas da Argentina, Irlanda, Itália, México e Suíça. Também ficou entre os cinco primeiros na Espanha, Alemanha e Reino Unido. Ele estreou no número quinze na Billboard 200. She Wolf foi certificada com dupla platina na Colômbia e no México, platina na Itália e na Espanha, e ouro em vários países, incluindo a França e o Reino Unido. Até o momento, o álbum já vendeu 2 milhões de cópias em todo o mundo, tornando-se um dos álbuns de estúdio menos bem sucedidos da cantora até hoje em termos de vendas.[73]

Em maio, Shakira colaborou com o grupo sul-africano Freshlyground para criar a música oficial da Copa do Mundo FIFA de 2010 na África do Sul. "Waka Waka (This Time for Africa)", que é baseado em um tradicional hino dos soldados camaroneses em Fangue intitulada "Zangalewa" lançada pelo grupo Zangalewa ou Golden Sounds.[74] O single mais tarde alcançou o top 20 na Europa, América do Sul e África e o top 40 em os EUA e foi cantado por Shakira no pontapé inicial e encerramento da Copa do Mundo. Tornou-se a música mais vendida da Copa do Mundo de todos os tempos.[75][76]

2010–15: Sale el Sol e Shakira

Ver artigos principais: Shakira e Sale el sol
Shakira se apresentando na Celebração inaugural de Obama no Lincoln Memorial, em 2009

Em outubro de 2010, Shakira lançou seu nono álbum de estúdio, intitulado Sale el Sol. O álbum foi aclamado pela crítica e foi incluído nas listas de fim de ano do AllMusic, "Álbuns favoritos de 2010" e "Álbuns latinos favoritos de 2010".[77][78] Na cerimônia do Grammy Latino de 2011, Sale el Sol foi nomeado para "Álbum do Ano" e "Melhor Álbum Vocal Pop Feminino", ganhando o prêmio na última categoria.[79] Comercialmente o álbum foi um sucesso em toda a Europa e América Latina, Sale el Sol atingiu o topo das paradas dos países Bélgica, Croácia, França, México, Portugal e Espanha. Nos Estados Unidos, estreou no número sete no quadro Billboard 200 dos Estados Unidos, marcando a maior estréia de um álbum latino para o ano[80] e foi o quinto álbum de Shakira a atingir o número um.[81] De acordo com a Billboard, 35% de suas vendas na primeira semana foram creditadas a fortes vendas digitais.[80] O álbum também alcançou o primeiro lugar nas paradas Top Latin Albums e Latin Pop Albums, alcançando fortes vendas digitais na região. O primeiro single, "Loca", foi o número um em muitos países. O álbum vendeu mais de 1 milhão de cópias em todo o mundo em 6 semanas,[82] e mais de 4 milhões desde o seu lançamento.[83]

Em setembro, Shakira embarcou na turnê mundial The Sun Comes Out World Tour, em apoio aos seus dois álbuns mais recentes. A turnê visitou países da América do Norte, Europa, América do Sul, Ásia e África, com 107 shows no total. A turnê foi recebida com reações positivas dos críticos, que elogiaram a presença de palco e energia de Shakira durante suas performances. Em 9 de novembro de 2011, Shakira foi homenageada como Personalidade do Ano da Academia Latina da Gravação e fez um cover da música "En Barranquilla Me Quedo" de Joe Arroyo no Mandalay Bay Events Center como uma homenagem ao cantor, que havia morrido anteriormente ano.[84][85] Em 2010, Shakira colaborou com o rapper Pitbull para a música "Get It Started", que foi escalado para ser o primeiro single do próximo álbum de Pitbull, o Global Warming. O single foi lançado em 28 de junho de 2012.[86] Ela também assinou com a Roc Nation sob efeitos de gestão para seu próximo álbum de estúdio.[87]

Em 17 de setembro de 2012, foi anunciado que Shakira e Usher substituiriam Christina Aguilera e CeeLo Green pela quarta temporada do programa de TV americano The Voice, ao lado de Adam Levine e Blake Shelton. Shakira anunciou que iria se concentrar em seu novo álbum no outono e eventualmente retornou para a sexta temporada do programa em fevereiro de 2014.

Shakira em coletiva de imprensa para a cerimônia de encerramento da Copa do Mundo FIFA de 2014

Shakira originalmente planejava lançar seu novo álbum em 2012, mas devido a sua gravidez, os planos para lançar o single e o vídeo foram adiados.[88][89] Em dezembro de 2013, foi anunciado que o novo single de Shakira havia sido adiado para janeiro de 2014.[90][91] O décimo álbum de estúdio de Shakira foi lançado em 25 de março de 2014. Comercialmente o álbum estreou em número dois na tabela Billboard 200, com vendas na primeira semana de 85.000 cópias. Ao fazer isso, Shakira tornou-se o álbum com o maior número de fichas da cantora no gráfico, embora também tenha alcançado seu menor valor de vendas na primeira semana (para um álbum em inglês). O álbum gerou três singles. Depois de lançar os dois primeiros singles do álbum, "Can't Remember to Forget You" e "Empire".[92] A RCA escolheu "Dare (La La La)" como terceiro single.[93][94] A versão da Copa do Mundo FIFA de 2014 foi oficialmente lançada em 27 de maio para impactar estações de rádio, com a participação do músico brasileiro Carlinhos Brown. Em 13 de julho de 2014, Shakira cantou "La La La (Brazil 2014)" no estádio do Maracanã.[95] Este desempenho tornou-se sua terceira aparição consecutiva na Copa do Mundo da FIFA.[96][97]

2016–presente: El dorado

Ver artigo principal: El Dorado

Shakira começou a trabalhar em seu décimo primeiro álbum de estúdio no início de 2016.[98] Em maio de 2016, ela colaborou com o cantor colombiano Carlos Vives na faixa "La bicicleta". Em 28 de outubro de 2016, Shakira lançou o single "Chantaje" com a participação do cantor colombiano Maluma; embora a música fosse uma faixa do próximo álbum de estúdio da Shakira, não era planejado ser o primeiro single.[99] Em 7 de abril de 2017, Shakira lançou a música "Me enamoré" como o segundo single oficial tirado de seu décimo primeiro álbum de estúdio El dorado, que foi lançado em 26 de maio de 2017. Shakira também lançou a música "Perro Fiel" como single promocional para o álbum em 25 de maio de 2017.[100] Seu lançamento oficial como terceiro single ocorreu em 15 de setembro de 2017, na mesma data em que foi lançado o seu videoclipe, que foi filmado em Barcelona em 27 de julho de 2017.[101] Antes de ser lançado como single, foi certificado de ouro na Espanha por vender mais de 20.000 cópias em 30 de agosto de 2017.[102]

A El Dorado World Tour foi anunciado em 27 de junho de 2017[103] e será patrocinado pela Rakuten.[104] Também como parceiros da turnê, a Divisão de Turismo Global da Live Nation Entertainment (que anteriormente colaborou com Shakira na The Sun Comes Out World Tour) e o Citi, que são, respectivamente, o produtor e o cartão de crédito para a parte norte-americana da Tour.[105] Como parte da apresentação da turnê, a Live Nation publicou um vídeo através de suas redes sociais oficiais como uma lembrança disso.[106]

A turnê começaria no dia 8 de novembro, em Colônia, na Alemanha, mas devido a problemas de tensão na voz da cantora durante os ensaios de sua turnê, a data foi cancelada um dia antes da programação original da turnê e será reprogramada para acontecer em uma data posterior.[107] Em 9 de novembro, pelo mesmo motivo, ela anunciou o adiamento para datas posteriores a serem anunciadas logo também para os dois shows em Paris, bem como os seguintes em Antuérpia e Amsterdã.[108] Em 14 de novembro, ela fez um anúncio através de suas redes sociais em que revela ter adquirido uma hemorragia nas cordas vocais direitas, durante o final de outubro, em seu último cronograma de ensaios, e precisa descansar sua voz durante algum tempo para ser curada; então toda a perte européia foi adiada para acontecer em 2018.

Espera-se que as datas latino-americanas sejam anunciadas mais tarde.[104] Há planos para trazer a turnê para países como a República Dominicana.[109] Além disso, um jornalista da edição brasileira do jornal português Destak anunciou em sua conta no Twitter que a cantora colombiana iria visitar o Brasil no próximo mês de março.[110] No entanto, de acordo com este mesmo jornal, devido ao hiato de Shakira para se recuperar do dano da corda vocal, as datas latino-americanas também foram adiadas para acontecer durante o segundo semestre de 2018.[111] Shakira se recuperou da hemorragia, e retomou sua turnê, tocando em Hamburgo, Alemanha, em 3 de junho de 2018.

Arte

Shakira em 2010.

Quando perguntada sobre sua arte, Shakira afirmou: "Minha música, penso eu, é uma fusão de muitos elementos diferentes. E estou sempre experimentando. Então eu tento não me limitar, nem me colocar em uma categoria, ou ... ser a arquiteta da minha própria prisão".[112] Shakira freqüentemente afirmou que ela possui influência da música oriental e da música indiana, que influenciou muitos de seus primeiros trabalhos.[113] Ela também foi influenciada por sua descendência árabe, que foi uma grande inspiração para seu sucesso mundial "Ojos Así". Ela disse à TV portuguesa: "Muitos dos meus movimentos pertencem à cultura árabe". Ela também cita seus pais como principais contribuidores para seu estilo musical.[114] Ela também é fortemente influenciada pela música andina e música folclórica sul-americana, usando sua instrumentação nativa para suas músicas latinas de dance-pop.[115]

Seus primeiros álbuns em espanhol, incluindo Pies Descalzos e ¿Dónde están los ladrones?, Possuíam uma certa influência de música folk e rock latino. Seu primeiro álbum totalmente em inglês, Laundry Service e mais tarde os demais álbuns, foram influenciados pelo pop rock e pop latino.[116] "Laundry Service" é principalmente um álbum de pop rock, mas também desenha influências de uma variedade de gêneros musicais.[117] A cantora acreditou isso em sua etnia miscigenada, dizendo: "Eu sou uma fusão. Essa é minha personalidade. Eu sou uma fusão entre preto e branco, entre pop e rock, entre culturas, entre meu pai libanês e o sangue espanhol de minha mãe, o folclore colombiano e a dança árabe que amo com a música americana".[118]

Os elementos árabes e do oriente médio que exerceram uma grande influência sobre Dónde Están los Ladrones?[118] também estão presentes no Laundry Service, mais proeminente em "Eyes Like Yours"/"Ojos, assim"."Ojos Así".[119] Os estilos musicais de diferentes países da América do Sul estão no álbum. O Tango, um estilo de dança de salão de ritmo acelerado que se originou na Argentina, é evidente em "Objection (Tango)", que também combina elementos de rock and roll.[117] A música uptempo possui um solo de guitarra e uma ponte, na qual Shakira entrega vocais com rap.[120]

"Hips Do not Lie" é uma música de salsa e worldbeat, que incorpora fortemente elementos do single anterior de Jean "Dance Like This" e "Amores Como el Nuestro", escrito por Omar Alfanno.

Problemas para escutar este arquivo? Veja a ajuda.

She Wolf é predominantemente um álbum electropop, que combina influências dos estilos musicais de vários países e regiões, como África, Colômbia, Índia e Oriente Médio.[121][122] Shakira denominou o álbum como uma "viagem experimental sonora" e disse que pesquisou música folclórica de diferentes países para "combinar elementos eletrônicos com sons do mundo, pandeiros, clarinetes, música oriental e hindu, dancehall, etc."[123] O álbum de 2010, Sale el Sol, é um retorno a suas origens contendo baladas, músicas de rock e músicas de dança latina como "Loca".[124][125]

Shakira afirmou que John Lennon era seu ídolo número um e sua maior influência musical.[126] Quando criança, Shakira foi influenciada pela música rock, ouvindo fortemente bandas de rock como Led Zeppelin,[127] The Beatles, Nirvana, The Police e U2,[128] enquanto suas outras influências incluíam Gloria Estefan, Madonna, Sheryl Crow, Alanis Morissette, Marc Anthony, Meredith Brooks e The Cure.[129][130] Shakira é conhecida por sua dança em vários videoclipes e em apresentações. Seus movimentos são baseados na arte da dança do ventre, como parte da descendência libanesa. Ela costuma executa-la com os pés descalços; Shakira diz que aprendeu essa forma de dança quando adolescente, para superar sua timidez. Ela também mencionou em uma entrevista a MTV, que ela aprendeu a dança do ventre, tentando virar uma moeda com a barriga dela.[131][132]

Legado

Estátua de Shakira em Barranquilla, Colômbia

Shakira recebeu inúmeros prêmios e reconhecimento por seu trabalho. Segundo a Sony, Shakira é a artista colombiana mais vendida de todos os tempos, tendo vendido entre 50 e 60 milhões de discos, singles e DVDs.[133]

De acordo com o Yahoo!, seu single "Hips Don't Lie" é o single mais vendido da última década (2000).[63] A Nielsen Broadcast Data Systems disse que a canção foi a música pop mais tocada em uma única semana na história das rádios americanas. Foi reproduzida 9.637 vezes em uma semana. Shakira tornou-se a primeira artista na história das paradas da Billboard a conquistar o cobiçado número um, tanto no Top 40 Mainstream quanto no Latin Chart, na mesma semana, com "Hips Do not Lie".[134] Além disso, ela é a única artista da América do Sul a chegar ao número um do Billboard Hot 100, na parada da ARIA e do UK Singles Chart.[135]

Sua música "La Tortura" quebrou o recorde na parada da Hot Latin Tracks da Billboard, aparecendo no número um mais do que qualquer outro single com um total de 25 semanas não consecutivas, um recorde atualmente quebrado pela música de Enrique Iglesias "Bailando" com 41 semanas.[136] A Nokia declarou em 2010 que havia mais downloads da música de Shakira no ano anterior do que qualquer outro artista latino nos últimos cinco anos e She Wolf ficou entre os 10 downloads latinos.[137] Em 2010, ficou em número cinco nos "Artistas Viralistas de Vídeo Online de 2010" com 404,118,932 visualizações.[138] Ela se tornou uma sensação no YouTube, superando 1 bilhão de visualizações no site com "Waka Waka", representando mais de 1,2 bilhões de visualizações, e seu canal atualmente é o 35º mais inscrito do YouTube.

Em 2011, Shakira foi homenageada no Grammy Latino como Personalidade do Ano da Academia Latina da Gravação.[139] Ela também recebeu uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood, localizado no 6270 Hollywood Blvd.[140][141] Originalmente, ela deveria ter recebido a estrela em 2004, mas ela desistiu da oferta.[142] Em 2012, recebeu a honra da Ordem das Artes e das Letras.[143] Em 2014, Shakira tornou-se o primeiro artista musical a se apresentar três vezes na Copa do Mundo da FIFA.[97]

Outros empreendimentos

Shakira aventurou-se em muitas outras empresas e indústrias. Ela protagonizou na telenovela colombiana El Oasis em 1994, interpretando a personagem de Luisa Maria.[144]

Shakira começou sua própria linha de beleza, "S by Shakira", com a empresa-mãe Puig, em 2010.[145] Entre os primeiros perfumes, lançou-o "S by Shakira" e "S by Shakira Eau Florale", juntamente com loções e pulverizações corporais. Em 2012, ela lançou uma nova fragrância, chamada "Elixir by Shakira", que também estava disponível nas formas de "Paradise Elixir" e "Elixir selvagem". Em 2014, lançou um novo perfume, "Rock by Shakira". A partir de 2017, ela lançou 19 perfumes, sem contar as edições de luxo.[146] Em 17 de setembro de 2015, ela foi apresentada como um pássaro jogável no jogo Angry Birds POP!, por um tempo limitado e também em um torneio especial no jogo Angry Birds Friends, depois de algumas semanas. Em 15 de outubro de 2015, Love Rocks, estrelado por Shakira, foi o primeiro videogame a apresentar a estrela pop.[147]

Em 14 de agosto de 2015, na Disney's D23 Expo, foi anunciado que Shakira interpretaria um personagem na animação da Disney Zootopia; Nele, ela daria voz a Gazelle, a maior estrela do pop da Zootopia. Shakira também contribuiu com uma música original para o filme, intitulada "Try Everything", que foi escrita e composta por Sia e Stargate.[148][149] O filme recebeu aclamação crítica universal com elogios direcionados para sua animação, elenco de voz, personagens, humor, roteiro e temas sobre discriminação e estereótipos sociais.[150][151] Ele abriu um sucesso de bilheteria recorde em vários países e ganhou um total bruto de mais de US $ 1 bilhão, tornando-se o quarto filme de maior bilheteria de 2016 e o ​​27º filme de maior bilheteria de todos os tempos. O filme foi escolhido pelo American Film Institute, como um dos dez melhores filmes de 2016.[152]

A cantora teve sua fortuna estimada em mais de US$ 220 milhões (R$ 695 milhões) em 2017, por alguns veículos midiáticos.[10][153][154] A revista Forbes, já a colocou diversas vezes em sua lista das mulheres mais poderosas do mundo.[155][156][157] Shakira possuía uma residência avaliada em mais de 14.95 milhões de dólares, em Miami,[153] porém a vendeu em 2015.[158] a cantora também possui uma propriedade nas Bahamas desde 2004,[159] atualmente reside com a família, em uma mansão em um dos melhores bairros de Barcelona, onde teria pagado um valor de mais de 5 milhões de euros, pelo imóvel.[2]

Trabalho social

Shakira, Alejandro Sanz e Juan Carlos da Espanha durante a Cúpula Ibero-Americana do El Salvador.

Shakira decidiu criar, em 1997, na Colômbia, seu país de origem, a Fundação Pies Descalzos, que é uma entidade assistencial voltada para as crianças carentes. Mais de 4,5 mil crianças são atendidas e recebem atendimento médico, odontológico, psicológico e educacional.[160] São beneficiadas crianças que perderam os pais e aquelas que possuem família. Nestes casos, os pais também recebem auxílio. Centenas de escolas recebem colaboração da fundação, que tem o nome de um dos álbuns de Shakira, Pies Descalzos (Pés Descalços).[160] Desde o início da carreira, Shakira declara-se preocupada com as causas sociais. Foi eleita a primeira colombiana a ser embaixadora do Unicef, o fundo das Nações Unidas para a Infância e Juventude.[161] Regularmente, Shakira visita a fundação, que conta com o apoio de várias empresas, e até ensina as crianças a cantar e dançar. A Colômbia enfrenta diversos problemas sociais. Além das distorções quanto a distribuição de renda, a guerrilha aprofunda estes problemas. No documentário de um dos seus DVD's, Shakira afirma que zelar pela criança é cuidar para que o futuro seja melhor e que não basta fazer um trabalho assistencial, deixando de lado a educação. Ela também fez questão de colocar imagens de bairros pobres e de como é comum a presença do Exército nas ruas.

A ex-presidente do Brasil Dilma Rousseff, recebendo uma guitarra para o leilão de caridade de Shakira (2011)

Actualmente, Shakira aliou-se com cantores, e empresários e organizações de cooperação internacional criando a Fundação ALAS, ou América Latina en Acción Social, para arrecadar fundos para o combate à pobreza em todo o continente. A entidade terá o apoio de organizações não-governamentais e de intergovernamentais como a Unicef.[161][162]

Mercado latino

Shakira e Carlinhos Brown no show de encerramento da Copa do Mundo 2014 (foto:Marcello Casal Jr./ABr)

Shakira foi uma das principais artistas responsáveis pela mudança do mercado fonográfico latino. O sucesso de “Pies Descalzos”, lançado oficialmente na Colômbia em 6 de outubro de 1995, chamou à atenção para a América Latina. “Pies Descalzos” também foi um dos primeiros álbuns latinos a ter um retorno comercial considerável nos Estados Unidos. Devido a esse álbum, a Sony se viu obrigada a criar o prêmio Prisma de Diamante, devido a um milhão de cópias vendidas na Colômbia, um feito inédito até então. Pouco mais de um ano depois, o disco já havia superado a marca dos três milhões de exemplares.

Porém, foi mesmo a partir de seu segundo álbum, ¿Dónde están los ladrones?, lançado em 23 de setembro de 1998, que o mercado fonográfico americano começou de fato a abrir-se para Shakira. O disco foi lançado em Miami, numa colectiva para mais de de trezentos jornalistas de todo o mundo. No mesmo dia, o disco vendeu trezentas mil cópias. Com esse álbum, a cantora colombiana foi indicada ao Grammy. Shakira também teve destaque ao receber prêmios como os da Billboard (Melhor Álbum, Melhor Artista Revelação, e Melhor Vídeo) e da Univision por Artista Feminina e Artista Revelação.

Na tarefa de divulgar o álbum nos Estados Unidos, a cantora passou a se dedicar a aprender a língua inglesa e um dos singles do disco, Inevitable, ganhou uma versão em inglês, apresentada pela primeira vez na emissora de TV Norte americana ABC; no programa Rosie O'Donnel Show.

O apelo comercial de Shakira levou à gravação de um álbum acústico. Com a colaboração de Tim Mitchel na produção e a participação do grupo Morra Ariaga, na noite de 12 de agosto de 1999, ela se apresentou no Manhattan Center Studios, em Nova Iorque. A apresentação, para cerca de quinhentas pessoas, seria a base para o lançamento do álbum MTV Unplugged. O sucesso do álbum rendeu a Shakira um Grammy, três Grammy Latinos e milhões de cópias vendidas.

Shakira começou a investir em sua carreira internacional. Após quase dois anos dedicados à produção, ela ressurgiu na mídia com uma produção discográfica diferente das anteriores, um álbum com gravações em inglês intitulado Laundry Service, que veio a consolidar seu sucesso no mercado latino do pop rock. A boa imagem na mídia rendeu à cantora importantes contratos publicitários — como a Pepsi e a marca americana de jeans Calvin Klein — que a ajudariam na tarefa de manter sua imagem em evidência na mídia.

Vida pessoal

Shakira é poliglota, além de falar espanhol que é sua língua materna, ela ainda é fluente em inglês e português e possui conhecimentos básicos de italiano e francês.[163]

Academicamente a cantora iniciou o curso de “Introdução à História Ocidental: Antigas Civilizações”, na Universidade da Califórnia em Los Angeles em 2007.[164] Shakira começou as aulas logo após o fim da sua turnê mundial, Oral Fixation. Seu empresário, Fifi Kurzman, disse à Associated Press, que ela se preocupa muito com sua educação e sempre se dedicou muito aos estudos, nem que fosse por conta própria ou com o auxílio de tutores. "Depois de uma longa turnê, eu precisava de um tempo pra mim", afirmou a cantora. "O universo é tão grande, eu não posso estar no centro dele. Resolvi ir para a universidade apenas para desacelerar e experimentar a vida como estudante", disse.[6] A fim de evitar ser alvo da atenção dos paparazzi e dos demais estudantes, a cantora – que se chama Shakira Isabel Mebarak Ripoll – usava o nome Isabel, em vez de Shakira:"Eu costumava usar um boné e uma mochila grande. Eu parecia um menino. Não fui reconhecida. Algumas pessoas olhavam pra mim com desconfiança, outras me perguntavam, mas eu falava que meu nome era Isabel. Eu irei para a universidade outras vezes se puder”, completou.[6]

Shakira iniciou um relacionamento com o advogado argentino Antonio de la Rúa em 2000. Em uma entrevista de 2009, Shakira afirmou que sua relação já tinha funcionado como um casal e que "eles não precisavam de papéis para isso".[165]

Depois de 11 anos juntos, Shakira e de la Rúa separaram-se em agosto de 2010 no que descreveu como "uma decisão mútua para dar um tempo, além do nosso relacionamento". Ela escreveu que o casal "vê esse período de separação como temporário", com de la Rúa supervisionando os "negócios e interesses da carreira de Shakira como ele sempre fez".[166] Como noticiado pela primeira vez em setembro de 2012,[167] de la Rúa processou Shakira em abril de 2013, pedindo US$ 100 milhões, ele acreditava que era devido depois que Shakira terminou de repente sua parceria comercial com ele em outubro de 2011.[168] Seu julgamento foi emitido por um juiz do Tribunal Superior do Condado de Los Angeles em agosto de 2013.[169]

Shakira entrou em um relacionamento com o jogador de futebol espanhol Gerard Piqué, zagueiro do FC Barcelona e a seleção espanhola em 2011.[170][171] Eles se conheceram pela primeira vez na primavera de 2010, quando Piqué apareceu no videoclipe da música de Shakira "Waka Waka (This Time for Africa)", a canção oficial da Copa do Mundo FIFA de 2010.[167] Shakira deu à luz o primeiro filho do casal, Milan Piqué Mebarak, em 22 de janeiro de 2013, em Barcelona, ​​Espanha, onde a família se instalou.[4] Shakira deu à luz seu segundo filho, Sasha Piqué Mebarak, em 29 de janeiro de 2015.[5]

Em 2017 surgiram rumores de que Piqué e Shakira estariam se separando,[172] mas o boato foi rapidamente desmentido pelo casal.[173][174]

Discografia

Ver artigo principal: Discografia de Shakira

Turnês

Filmografia

Ver artigo principal: Videografia de Shakira
Televisão
Ano Título Papel Notas
1994 El Oasis Luisa Maria Rico
2001; 2005;
2009
Saturday Night Live Ela Mesma / Convidada musical "Gerard Butler/Shakira" (35.4)
"Alec Baldwin/Shakira" (31.8)
"Derek Jeter/Shakira/Bubba Sparxxx" (27.7)
2002 Popstars Mentora especial Temporada 1
2002 Taina Ela Mesma Episodio: "Abuelo Knows Best"
2005 7 vidas Ela Mesma Episodio: "Todo por las pastis"
2009 Ugly Betty Ela Mesma Episodio: "The Bahamas Triangle"
2010 Os Feiticeiros de Waverly Place Ela Mesma Episodio: "Mano parece a Shakira"
2013–2014 The Voice Coach / Mentora Temporada 4 a 6
2014 Dreamland Ela Mesma Episodio: "3"
Filme
Ano Título Papel Notas
2002 Shakira: The Documentary Film Ela Mesma Documentário
2007 Pies Descalzos Foundation Ela Mesma Documentário
2011 Hagamos que Salga El Sol Ela Mesma Documentário
2011 A Day with Shakira Ela Mesma Documentário
2016 Zootopia Gazelle[148]

Ver também

Referências

  1. Dania Loaeza (2 de fevereiro de 2017). «Shakira, la reina latina cumple 40 años». Debate.com.mx. Consultado em 16 de março de 2017. 
  2. a b «Shakira e Piqué compraram casa no melhor bairro de Barcelona». Sabado.pt. Consultado em 21 de julho de 2015. 
  3. a b c «Shakira - Biografia». Consultado em 16 de dezembro de 2011. [ligação inativa] 
  4. a b «Shakira welcomes baby boy Milan Piqué Mebarak». NBC News. Consultado em 20 de Janeiro de 2010. 
  5. a b «Shakira welcomes second baby boy Sasha Piqué Mebarak». Shakira News. Consultado em 20 de Janeiro de 2010. 
  6. a b c «Shakira conta que ia para faculdade disfarçada de menino». Quem. 19 de outubro de 2009. Consultado em 16 de novembro de 2017. 
  7. Saiba qual é a altura, o peso, a dieta e a idade de Shakira .Portal Shakira.
  8. Baltin, Steve«Archived copy». Consultado em 15 de janeiro de 2018.. Arquivado do original em 15 de janeiro de 2018 . Rolling Stone. 15 de janeiro de 2018. Retrieved 15 de janeiro de 2018.
  9. http://rocnation.com/artists/
  10. a b «SHAKIRA GANHA MAIS QUE O COMPANHEIRO GERARD PIQUÉ». O fuxico. 18 de agosto de 2017. Consultado em 15 de janeiro de 2018. 
  11. «Shakira confirma segunda gravidez em entrevista para revista mexicana». fernandaalbuquerque.com.br. Consultado em 23 de outubro de 2014. 
  12. «Na ONU, Shakira e UNICEF pedem mais investimentos para primeira infância». Nações Unidas no Brasil. 25 de setembro de 2015 
  13. a b «Shakira Introduction». Sony/ATV. Consultado em 10 de agosto de 2017. 
  14. «Pitbull Vs. Shakira: Whose World Cup Song Is Better? (Poll)». Billboard. Consultado em 20 de outubro de 2017. 
  15. «Shakira turns 40: Waka Waka views, net worth, Facebook likes and other career milestones». IBTimes UK. 21 de setembro de 2017 
  16. McInerney, Lisa (21 de setembro de 2017). «Column: Passionate or possessive? Shakira forbidden from appearing in videos with men». The Journal 
  17. «Shakira's 'Empire' Sizzles at Billboard Music Awards». Billboard. 18 de maio de 2014. Consultado em 7 de setembro de 2017. 
  18. «Obama Appoints Shakira to Hispanic Education Commission». ABC News. ABC News. Consultado em 21 de setembro de 2017. 
  19. «Obama appoints Shakira to education commission». The Washington Post. The Washington Post. Consultado em 21 de setembro de 2017. 
  20. «The World's 100 Most Powerful Women». Forbes. Forbes. Consultado em 21 de setembro de 2017. 
  21. Diego, Ximena (2002). Shakira: Woman Full of Grace. [S.l.]: The Rosen Publishing Group. pp. 19–20. ISBN 0-7432-1668-7 
  22. Williams, Zella (2010). Shakira: Star Singer/Estrella de La Cancin. [S.l.]: Simon & Schuster. p. 6. ISBN 978-1-4488-1066-6 
  23. Day, Holly (2007). Shakira. [S.l.]: Lucent Books. p. 15. ISBN 978-1-59018-974-0 
  24. Krohn, Katherine (2007). Biography Shakira. [S.l.]: Lerner Publishing Group, Inc. p. 11. ISBN 978-0-8225-7159-9. 'Yo soy una fusion. I am a fusion,' says Shakira. 'That's my persona. I'm a fusion between black and white, between pop and rock, between cultures—between my Lebanese father and my mother's Spanish blood, the Colombian folklore and Arab dance I love and American music.' 
  25. «Shakira's Catalan Blood». YouTube. 16 de dezembro de 2011. Consultado em 16 de dezembro de 2011. 
  26. «Shakira: dELIAs Interview». Numberonestars.com. Consultado em 16 de dezembro de 2011.. Arquivado do original em 16 de dezembro de 2011 
  27. Powers, Ann (16 de dezembro de 2011). «Shakira's dance of dynamism». Up Front: Concerts POP MUSIC REVIEW. LA Times. Consultado em 16 de dezembro de 2011.. 29-year-old child of a half-Italian mother 
  28. «Holy Cross: Celebrities Who Are Catholic». BET.com. 16 de dezembro de 2011 
  29. a b c Turner, Amy (16 de dezembro de 2011). «Shakira: Every little thing she does is magic». The Times. UK. Consultado em 16 de dezembro de 2011.  (subscription required)
  30. «Shakira». RedBalcony. Consultado em 16 de dezembro de 2011.. Arquivado do original em 16 de dezembro de 2011 
  31. a b c Wright, Evan (16 de dezembro de 2011). «Cover Story: Shakira». Rolling Stone. Consultado em 16 de dezembro de 2011.. Arquivado do original em 16 de dezembro de 2011 
  32. «Shakira: 'I don't hate Britney'». News.bbc.co.uk. Consultado em 16 de dezembro de 2011. 
  33. «Shakira Shows Jimmy Kimmel How To Be 'Incognito,' Shares Near-Death Experience With Sea Lion (VIDEOS)». Huffingtonpost.com. 16 de dezembro de 2011. Consultado em 16 de dezembro de 2011. 
  34. [1] [ligação inativa]
  35. a b «Shakira». Gale. Consultado em 16 de dezembro de 2011.. Arquivado do original em 16 de dezembro de 2011 
  36. «Driven: Shakira». VH1. Consultado em 16 de dezembro de 2011.. Arquivado do original em 16 de dezembro de 2011 
  37. a b «Shakira's Biography». shakira-bio.tumblr.com 
  38. «El Oasis, telenovela y miniserie». Colarte. Consultado em 16 de dezembro de 2011. 
  39. «Efemérides de febrero». Patrimonio Fílmico. Consultado em 16 de dezembro de 2011. 
  40. Freedom du Lac, Josh. «In Any Language, a Whole Lotta Shakira Goin' On». The Washington Post. Consultado em 18 de Julho de 2014. 
  41. «Billboard — Artist Chart History: Shakira». Billboard 
  42. «RIAA: Gold & Platinum. Search results for Pies Descalzos». RIAA. Consultado em 18 de Julho de 2014. 
  43. «Música- Shakira». Europanas.com. Consultado em 18 de Julho de 2014. 
  44. «SS Music». SS Music. Consultado em 18 de Julho de 2014. [ligação inativa] 
  45. «Shakira.com». Shakira.com [ligação inativa] 
  46. «Vendrá Shakira a México a promover Nuevo disco». El Universal. Consultado em 18 de Julho de 2014. 
  47. «Half.com / Music / ¿Dónde Están Los Ladrones?». Product.half.ebay.com. Consultado em 18 de Julho de 2014. [ligação inativa] 
  48. «Shakira — MTV Unplugged: Review». Allmusic 
  49. «Emilio Estefan Tops Latin Grammy Noms List». BMI. Consultado em 18 de Julho de 2014. 
  50. Valdes-Rodriguez, Alisa. «Queen of Crossover?». Los Angeles Times. Consultado em 27 de Dezembro de 2010. 
  51. «Ask Billboard». Billboard.biz. Consultado em 27 de Dezembro de 2010. [ligação inativa] 
  52. Lechner, Ernesto. «Shakira: Laundry Service». Rolling Stone. Consultado em 27 de Dezembro de 2010. 
  53. Elizabeth Mendez Berry. "Shakira. Laundry Service". In: Vibe, vol. 9, No. 12, p. 188.
  54. «Shakira and Enrique Iglesias join line-up for Live Earth Hamburg». PRNewswire.com. Consultado em 27 de Dezembro de 2010. 
  55. «Shakira's songs are the heart of her success». Bmi.com. Consultado em 27 de Dezembro de 2010. 
  56. «Shakira's Official Website. Sign up for email updates!». Shakira.com. Consultado em 27 de Dezembro de 2010. 
  57. «Артисты: Shakira». First Class Agency. Consultado em 27 de Dezembro de 2010. 
  58. «Shakira Tickets, Wembley Arena». Ticket4-you.com. 13 de novembro de 2017. Consultado em 13 de novembro de 2017. 
  59. «Search results for Shakira». Grammy.com 
  60. «Shakira Wins Big at Latin Grammys News». CBS News. 13 de novembro de 2017. Consultado em 13 de novembro de 2017. 
  61. «Oral Fixation vol. 2: Description». shakira.com. 13 de novembro de 2017. Consultado em 13 de novembro de 2017. [ligação inativa] 
  62. «Shakira named Artist of the Year». Harvard Gazette. 13 de novembro de 2017. Consultado em 13 de novembro de 2017. 
  63. a b Winistorfer, Andrew (13 de novembro de 2017). «Shakira and Britney Dominate List of the 20 Best-Selling Singles of Last 10 Years». Prefixmag.com. Consultado em 13 de novembro de 2017. 
  64. «Contactmusic.com». Contactmusic.com. 13 de novembro de 2017. Consultado em 13 de novembro de 2017. 
  65. Bayona, Jose (13 de novembro de 2017). «Gabriel Garcia Marquez & Shakira are soundtrack pals». ShakiraMedia.com. Consultado em 13 de novembro de 2017. 
  66. «The Top-Earning Women In Music». Forbes. Consultado em 18 de dezembro de 2010. 
  67. Sisario, Ben. «Shakira Leaves Record Company for Live Nation». New York Times. Consultado em 18 de dezembro de 2010. 
  68. «Shakira Sued for $100 Million by Ex-Manager». The Hollywood Reporter. Consultado em 18 de dezembro de 2010. 
  69. Gallo, Phil. «We Are One: The Obama Inaugural Celebration». Variety. Consultado em 18 de dezembro de 2010. 
  70. «AllMusic's Favorite Albums of 2009». AllMusic. Rovi Corporation. Consultado em 18 de dezembro de 2010. 
  71. «AllMusic's Favorite Latin Albums of 2009». AllMusic. Rovi Corporation. Consultado em 18 de dezembro de 2010. 
  72. «AllMusic's Favorite Pop Albums of 2009». AllMusic. Rovi Corporation. Consultado em 18 de dezembro de 2010. 
  73. Diver, Mike. «Shakira She Wolf Review». BBC. Consultado em 18 de dezembro de 2010. Shakira and Juanes are the most recognized Colombian artists in the world
  74. Mackey, Robert. «Shakira Remixes African Hit for World Cup – The Lede Blog». The New York Times. Consultado em 18 de dezembro de 2010. 
  75. Anderson, Sara D. «Shakira Records Official Song for 2010 FIFA World Cup». Aolradioblog. Consultado em 18 de dezembro de 2010. 
  76. «Shakira scoops prestigious MTV award». FIFA. Consultado em 18 de dezembro de 2010. [ligação inativa] 
  77. «AllMusic's Favorite Albums of 2010». AllMusic. Rovi Corporation. Consultado em 3 de janeiro de 2018. 
  78. «AllMusic's Favorite Latin Albums of 2010». AllMusic. Rovi Corporation. Consultado em 3 de janeiro de 2018. 
  79. «Past Winners Search». Latingrammy.com. Latin Academy of Recording Arts & Sciences. Consultado em 3 de janeiro de 2018. 
  80. a b Cobo, Leila. Beyond Physical. [S.l.]: Billboard. p. 74. Consultado em 3 de janeiro de 2018. 
  81. Aguilar, Justino. «Shakira Is Latin Grammy Person of the Year». Billboard. Prometheus Global Media. Consultado em 3 de janeiro de 2018. 
  82. «Sony Music Brasil Official Twitter». Twitter. Consultado em 3 de janeiro de 2018. 
  83. «Shakira reviendra à Bercy le 14 juin». Chartsinfrance (em French). Consultado em 3 de janeiro de 2018. 
  84. «Shakira Honored as Latin Grammy Person of the Year». Billboard. Consultado em 3 de janeiro de 2018. 
  85. «Emotivo tributo a Shakira como Persona del Año» (em Spanish). El Heraldo. Consultado em 3 de janeiro de 2018. 
  86. Lewis, Corner. «Shakira, Pitbull collaboration 'Get It Started' leaks online». Digital Spy. Hearst Magazines UK. Consultado em 3 de janeiro de 2018. 
  87. Ramon. «News – Shakira Signs To Roc Nation as her Management». ShakiraMedia.com. Consultado em 3 de janeiro de 2018. 
  88. «Shakira upcoming singles "Truth or Dare" and "Beautiful Disaster" – Ultimate Music». Ultimate Music. Consultado em 3 de janeiro de 2018. 
  89. «Escuche 30 segundos de la nueva canción de Shakira que está grabando en Lisboa». El Heraldo Colombia (em Spanish). elheraldo.co. Consultado em 3 de janeiro de 2018. 
  90. [2] Arquivado em 2013-12-16 no Wayback Machine.
  91. «Shakira y Rihanna hacen una canción – Revista Elenco». Eltiempo.Com. Consultado em 3 de janeiro de 2018. 
  92. O'Mance, Brad. «Shakira's next single is called 'Empire' and might be online quite soon». Popjustice. Consultado em 3 de janeiro de 2018. 
  93. «Shakira – Dare (La La La) (Radio Date: 28-03-2014)». Earone. Consultado em 3 de janeiro de 2018. 
  94. «Shakira – Dare (La La La) (Radio)». Radio Airplay Official. Consultado em 3 de janeiro de 2018. 
  95. «Shakira Delivers Winning Performance at World Cup Closing Ceremony». Consultado em 3 de janeiro de 2018. 
  96. «Musical Superstars to wow audience at FIFA World Cup™ Final». FIFA.com. Consultado em 3 de janeiro de 2018. 
  97. a b Cobo, Leila. «Shakira Confirmed to Perform 'La La La' at World Cup Closing Ceremony». Billboard.com. Consultado em 3 de janeiro de 2018. 
  98. «Shakira New Album 2016: Singer Reveals Details About The Upcoming Eleventh Studio Album : TRENDING : Youth Health Magazine». Youthhealthmag.com. 15 de janeiro de 2018. Consultado em 15 de janeiro de 2018. 
  99. Shakira Drops New Single 'Chantaje' Featuring Maluma: Listen | Billboard
  100. «Nicky Jam, la sorpresa en el nuevo álbum de Shakira | elsalvador.com». elsalvador.com. 15 de janeiro de 2018. Consultado em 15 de janeiro de 2018. 
  101. «Shakira Premieres "Perro Fiel" Music Video With Nicky Jam: Watch». Directlyrics. Consultado em 15 de janeiro de 2018. 
  102. «Shakira feat. Nicky Jam - Perro Fiel». PROMUSICAE. 15 de janeiro de 2018. Consultado em 15 de janeiro de 2018. 
  103. «It's time / Llegó la hora! #ElDoradoWorldTour». Shakira's official Twitter account. 15 de janeiro de 2018. Consultado em 15 de janeiro de 2018. 
  104. a b «SHAKIRA ANNOUNCES EL DORADO WORLD TOUR, PRESENTED BY RAKUTEN». Shakira.com. 15 de janeiro de 2018. Consultado em 15 de janeiro de 2018. 
  105. «Shakira Announces EL DORADO WORLD TOUR, Presented by Rakuten». Live Nation. 15 de janeiro de 2018. Consultado em 15 de janeiro de 2018. 
  106. «You heard @shakira, she's heading out on her #ElDoradoWorldTour in 2018! You know you'll be dancing all night long». Live Nation's official Twitter account. 15 de janeiro de 2018. Consultado em 15 de janeiro de 2018. 
  107. «MESSAGE FROM SHAKIRA RE COLOGNE SHOW / NOTA DE SHAKIRA SOBRE EL SHOW DE COLONIA». Shakira.com. 15 de janeiro de 2018. Consultado em 15 de janeiro de 2018. 
  108. «to my fans and friends». Shakira's official account on Facebook. 15 de janeiro de 2018. Consultado em 15 de janeiro de 2018. 
  109. Aybar, José Antonio (15 de janeiro de 2018). «Shakira incluye RD en El Dorado World Tou» [Shakira adds Dominican Republic on El Dorado World Tour] (em Spanish). El Nacional. Consultado em 15 de janeiro de 2018. 
  110. «Já tem SP, Rio e Porto Alegre certos na tour de Shakira, no supermarço.» [We have already Sao Paulo, Rio de Janeiro and Porto Alegre confirmed on Shakira's tour, on the great March.] (em Brazilian Portuguese). José Norberto Flesch's official Twitter account. 15 de janeiro de 2018. Consultado em 15 de janeiro de 2018. 
  111. «Por conta de problemas de saúde, Shakira adia vários shows de sua turnê mundial, incluindo as apresentações na América do Sul. A princípio, ela deve remarcar para o segundo semestre as datas no Brasil e em países vizinhos.» [Due to health problems, Shakira postpones several concerts from her world tour, including presentations in South America. At first, she must reschedule for the second half the dates in Brazil and neighboring countries.] (em Brazilian Portuguese). Destak's official Twitter account. 15 de janeiro de 2018. Consultado em 15 de janeiro de 2018. 
  112. Mim, Udovitch (16 de dezembro de 2011). «Q&A: Shakira – A pop artist with a rock & roll heart». Rollingstone. Consultado em 16 de dezembro de 2011.. Arquivado do original em 16 de dezembro de 2011 
  113. Chadha, Monica (16 de dezembro de 2011). «Shakira's hips Bollywood bound?». BBC. Consultado em 16 de dezembro de 2011. 
  114. «Shakira proud of Arab background». BBC. 16 de dezembro de 2011. Consultado em 16 de dezembro de 2011. 
  115. «Shakira». Thecelebezine.com. 16 de dezembro de 2011. Consultado em 16 de dezembro de 2011.. Arquivado do original em 16 de dezembro de 2011 
  116. Lechner, Ernesto (16 de dezembro de 2011). «Shakira: Laundry Service Review». Rollingstone. Consultado em 16 de dezembro de 2011.. Arquivado do original em 16 de dezembro de 2011 
  117. a b Cobo, Leila (16 de dezembro de 2011). Billboard. 113. [S.l.]: Nielsen Business Media. p. 94. ISSN 0006-2510. Consultado em 16 de dezembro de 2011. 
  118. a b Ma, Suzanne. «Cover Story: Shakira – A Cultural Fusion». Faze. Consultado em 16 de dezembro de 2011. 
  119. Henderson, Alex. «Laundry Service – Shakira». AllMusic. Rovi Corporation. Consultado em 16 de dezembro de 2011. 
  120. Petridis, Alexis (16 de dezembro de 2011). «Thong songs». The Guardian. Guardian Media Group. Consultado em 16 de dezembro de 2011. 
  121. «Shakira: The 'She Wolf' Billboard Cover Story». Billboard. Consultado em 16 de dezembro de 2011. 
  122. Ditzian, Eric (16 de dezembro de 2011). «Shakira Says New Album She Wolf Is 'Very Electronic'». MTV.com. Consultado em 16 de dezembro de 2011. 
  123. «She Wolf». Shakira.com (Archive). Consultado em 16 de dezembro de 2011.. Arquivado do original em 16 de dezembro de 2011 
  124. «Shakira plans November release for 'Sale El Sol'». The Independent. London. 16 de dezembro de 2011. Arquivado do original em 16 de dezembro de 2011 
  125. «Shakira – Sale El Sol – Sony Music Entertainment Germany GmbH». Sonymusic.de. Consultado em 16 de dezembro de 2011.. Arquivado do original em 16 de dezembro de 2011 
  126. «Shakira inlfuences». Inflooenz.com. Consultado em 16 de dezembro de 2011. 
  127. «The poet and the princess». The Guardian. UK. 16 de dezembro de 2011. Consultado em 16 de dezembro de 2011. 
  128. Huey, Steve. «Shakira Biography – MTV». MTV. Consultado em 16 de dezembro de 2011. 
  129. «Mini Biography – Shakira» (PDF). Dailynews. Consultado em 16 de dezembro de 2011.. Arquivado do original (PDF) em 16 de dezembro de 2011 
  130. «Artist Influences for Shakira». MTV. Consultado em 16 de dezembro de 2011. 
  131. Mendoza, Nadia (16 de dezembro de 2011). «Shakira spills toned tum secret». London: The Sun. Consultado em 16 de dezembro de 2011.. Arquivado do original em 16 de dezembro de 2011 
  132. «Shakira's Belly Dancing Discovery». contactmusic.com. 16 de dezembro de 2011. Consultado em 16 de dezembro de 2011. 
  133. «Shakira – Sale El Sol (Spanish Version) Pop». BMI.com. 21 de setembro de 2017. Consultado em 21 de setembro de 2017. 
  134. «Shakira — Shakira Scores Most-Played Record». Contactmusic.com. Consultado em 21 de setembro de 2017. 
  135. «BBC – Music -Shakira». BBC. Consultado em 21 de setembro de 2017. 
  136. Mendizabal, Amaya (21 de setembro de 2017). «Enrique Iglesias' 'Bailando' Breaks Record for Longest No. 1 Run on Hot Latin Songs». Billboard. Consultado em 21 de setembro de 2017. 
  137. Barber (21 de setembro de 2017). «Shakira Most Downloaded Latin Artist». TMM – The Music Magazine. Consultado em 21 de setembro de 2017.. Arquivado do original em 21 de setembro de 2017 
  138. Barber (21 de setembro de 2017). «Shakira Most Downloaded Latin Artist». TMM – The Music Magazine. Consultado em 21 de setembro de 2017.. Arquivado do original em 12 de março de 2012 
  139. «Photos: Shakira Honored As 2011 Latin Recording Academy Person Of The Year». B96 Chicago. 21 de setembro de 2017 
  140. «Shakira to be honored with star on the Hollywood Walk of Fame». Shakira.com. 21 de setembro de 2017. Consultado em 21 de setembro de 2017.. Arquivado do original em 21 de setembro de 2017 
  141. Ramon (21 de setembro de 2017). «Shakira to be honored with star on the Hollywood Walk Of fame». ShakiraMedia.com. Consultado em 21 de setembro de 2017. 
  142. «New addition to Hollywood walk revealed». Ireland On-line. 21 de setembro de 2017. Consultado em 21 de setembro de 2017.. Arquivado do original em 21 de setembro de 2017 
  143. «Shakira receives Ordre des Arts et des Lettres award». Shakira.com. 21 de setembro de 2017. Consultado em 21 de setembro de 2017.. Arquivado do original em 21 de setembro de 2017 
  144. «El Oasis». IMDb. Consultado em 16 de dezembro de 2011. 
  145. «The Rhythm of Shakira». Puig.com. Consultado em 16 de dezembro de 2011. 
  146. «Shakira perfumes and colognes» 
  147. Shaul, Brandy (16 de dezembro de 2011). «Rovio Launches Love Rocks Starring Shakira on iOS, Android | SocialTimes». Adweek.com. Consultado em 16 de dezembro de 2011. 
  148. a b Kit, Borys (16 de dezembro de 2011). «Shakira Joins Voice Cast of Disney Animation's 'Zootopia'». The Hollywood Reporter. Consultado em 16 de dezembro de 2011. 
  149. «This News Don't Lie: Shakira is Coming to a Disney Movie Near You». Disney Playlist. 16 de dezembro de 2011. Consultado em 16 de dezembro de 2011. 
  150. Travers, Peter (16 de dezembro de 2011). «Zootopia». Rolling Stone. Consultado em 16 de dezembro de 2011. 
  151. Pressberg, Matt. «Anti-Racist 'Zootopia' Is Crushing It In Countries Where Diversity Often Doesn't Play». International Business Times 
  152. Hipes, Patrick (16 de dezembro de 2011). «AFI Awards: Best Of 2016 Film List Includes 'Silence', 'Hacksaw Ridge' & More». Deadline.com. Consultado em 16 de dezembro de 2011. 
  153. a b «Shakira». 18 de agosto de 2017. Consultado em 15 de janeiro de 2018. 
  154. «La fortuna que amasan Shakira y Piqué». 18 de agosto de 2017. Consultado em 15 de janeiro de 2018. 
  155. «Lady GaGa, Beyoncé e Shakira são três das mulheres mais poderosas do mundo, diz revista Forbes». Blitz. Consultado em 15 de janeiro de 2018. 
  156. «Shakira é a 81ª mulher mais poderosa do mundo atualmente, segundo a Forbes...». Purebreak. Consultado em 15 de janeiro de 2018. 
  157. «Forbes divulga lista com as mulheres mais poderosas do mundo e apenas três cantoras estão nela, confira!». MTV News. Consultado em 15 de janeiro de 2018. 
  158. «Shakira vende casa de Miami por 11,1 milhões». Idealista. Consultado em 15 de janeiro de 2018. 
  159. «Investigação revela que Shakira administra fortuna em Malta e Luxemburgo». Uol. 7 de novembro de 2017. Consultado em 15 de janeiro de 2018. 
  160. a b «Fundación Pies Descalzos». fundacionpiesdescalzos.com. Consultado em 30 de dezembro de 2011. 
  161. a b «UNICEF nombra a la cantante y compositora Shakira Embajadora de Buena Voluntad». unicef.org. 24 de outubro de 2003. Consultado em 16 de dezembro de 2011. 
  162. «Shakira y presidente de Colombia lanzan iniciativa a favor de niños». imagendelgolfo.com. 27 de setembro de 2010. Consultado em 16 de dezembro de 2011. 
  163. «10 Multilingual VIPs Who Speak Several Languages - MastersPortal.eu». www.mastersportal.eu. Consultado em 20 de janeiro de 2017. 
  164. «Shakira faz curso de História em faculdade americana». EGO. 14 de setembro de 2007. Consultado em 20 de Janeiro de 2010. 
  165. Clark, Cindy (20 de Janeiro de 2010). «Shakira breaks out of her cage for 'She Wolf' album, video». USAToday. Consultado em 20 de Janeiro de 2010. 
  166. «France, 1/10/11». Shakira.com. 20 de Janeiro de 2010. Consultado em 20 de Janeiro de 2010.. Arquivado do original em 20 de Janeiro de 2010 
  167. a b «Antonio de la Rúa, Shakira's Ex-Boyfriend, Sues Star For $250 Million». Huffington Post. 20 de Janeiro de 2010. Consultado em 20 de Janeiro de 2010. 
  168. «Shakira Sued for $100 Million by Ex-Manager». The Hollywood Reporter. 20 de Janeiro de 2010. Consultado em 20 de Janeiro de 2010. 
  169. «Shakira Wins: Ex-Boyfriend's Lawsuit Dismissed, Singer "Could Not Be Happier Now"». E! News. 20 de Janeiro de 2010. Consultado em 20 de Janeiro de 2010. 
  170. «Piqué confirms Shakira relationship on request from Barcelona coach Guardiola». tribalfootball.com. Consultado em 20 de Janeiro de 2010. 
  171. «Gerard Piqué and Shakira spotted together again». whoateallthepies.tv. Consultado em 20 de Janeiro de 2010.. Arquivado do original em 20 de Janeiro de 2010 
  172. «Casamento de Piqué e Shakira chega ao fim, revela site espanhol». O Dia. 20 de Janeiro de 2010 
  173. «Gerard Piqué e Shakira acabam com rumores de separação». Caras 
  174. «Shakira abre intimidade com Piqué e afasta rumores de término: 'Doce castigo do destino'». Extra Online 

Ligações externas

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikiquote Citações no Wikiquote
Commons Imagens e media no Commons
Commons Categoria no Commons