Xams Aldim de Samarcanda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Shams al-Dīn al-Samarqandī)
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde novembro de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Xams Aldim Maomé ibne Axerafe al-Huceine de Samarcanda (Shams al-Dīn Muḥammad ibn Ashraf al-Ḥusaynī al-Samarqandī; {{ca.|1250ca. 1310) foi um astrônomo e matemático do século XIII de Samarcanda. Nada é conhecido de sua vida, exceto que compôs seus mais importantes trabalhos em torno de 1276. Escreveu trabalhos sobre teologia, lógica, filosofia, matemática e astronomia que se provaram importantes em sua própria razão e também ao dar informação sobre os trabalhos de outros cientistas de seu período.

Xams Aldim escreveu um trabalho — Risala fi adab al-bahth — que discutiu o método de investigação intelectual de raciocínio usando a dialética. Tais métodos de pesquisa foram muito usados pelos gregos antigos. Também escreveu a sinopse da astronomia e produziu um catálogo estelar para o ano de 1276-77. Em matemática, Xams é famoso por um trabalho curto, de apenas 20 páginas, que discute 35 proposições de Euclides. Embora com um trabalho curto, consultou amplamente os trabalhos de outros matemáticos muçulmanos antes de escrevê-lo. Por exemplo, ele se refere aos escritos de Alhazen, Omar Khayyam, al-Abas ibne Saide al-Jauari, Nácer Aldim al-Tuci e Atir Aldim al-Abari.

Leitura aprofundada[editar | editar código-fonte]