Sharmeen Obaid-Chinoy

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sharmeen Obaid-Chinoy
شرمین عبید چنائے
Obaid-Chinoy no Fórum Econômico Mundial em 2013
Nascimento 12 de novembro de 1978  (39 anos)
Karachi, Sindh, Paquistão
Nacionalidade Paquistanesa
Ocupação cineasta, jornalista
Página oficial
Website oficial

Sharmeen Obaid-Chinoy (em urdu: شرمین عبید چنائے; nascida em 12 de Novembro de 1978) é uma jornalista, ativista e cineasta paquistanesa. Ela é a primeira mulher do Paquistão a receber um Oscar e a primeira mulher a ganhar duas vezes. Ela recebeu o prêmio pelos seus documentários Saving Face (2012)[1][2] e A Girl in the River: The Price of Forgiveness (2015).[3] Após se graduar na Smith College em 2002,[4] ela lançou a sua carreira como cineasta com o seu primeiro filme: Terror's Children para o The New York Times.[5] Em 2003 e 2004 ela fez dois filmes premiados enquanto se graduava na Stanford University.[5] Seus filmes incluem Children of the Taliban, The Lost Generation (sobre exilados iraquianos), Afghanistan Unveiled e o ganhador do Oscar Saving Face.[6] Suas contribuições visuais lhe renderam diversos prêmios, incluindo o Oscar de melhor documentário de curta metragem (2012 e 2016), o Emmy Award (2010 e 2011) e o One World Media Award for Broadcast Journalist of the Year (2007). Seus filmes foram exibidos na PBS, CNN, Discovery Channel, Al Jazeera English e Channel 4.[7][8]

Ela também ganhou dois Emmy Awards, um International Emmy Award pelos documentários Pakistan's Taliban Generation[9] e Saving Face.[10] Seu Oscar de melhor documentário por Saving Face a fez a primeira paquistanesa a ganhar um Oscar,[11][12][13] e ela é uma das únicas onze diretoras que ganharam um Oscar por um filme não-ficcional.[14][15][16] Ela é também a primeira não-estadunidense a ganhar o  Livingston Award for Young Journalists.[13]

Em 2007 ela ajudou a fundar o Citizens Archive of Pakistan, cujos projetos visam a preservação do patrimônio cultural e social do Paquistão. Sharmeen já palestrou no TED e recebu o Hilal-e-Imtiaz, o segundo maior prêmio concedido a um civil no Paquistão.[17] Ela também é embaixadora pela doação de sangue no Banco de Sangue do Paquistão.[18] Time magazine nomeou Sharmeen na sua lista anual das 100 pessoas mais influentes no mundo em 2012.[19][20]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Ano Filme Papel Diretor
Produtor Notes
2002 Terror's Children Repórter
2003 Reinventing the Taliban? Repórter
2004 On a Razor's Edge Repórter
2005 Women of the Holy Kingdom Repórter
2005 Pakistan's Double Game Repórter
2006 Highway of Tears Repórter
2006 City of Guilt Repórter
2006 Cold Comfort Repórter
2006 The New Apertheid Repórter
2006 Assimilation No, Integration Yes Repórter
2007 Afghanistan Unveiled Repórter
2007 Birth of a Nation Repórter
2008 Iraq: The Lost Generation Repórter
2009 Pakistan's Taliban Generation Repórter
Emmy Award for Best Documentary
2010 Transgender: Pakistan's Open Secret Repórter
2012 Saving Face Repórter
Academy Award for Best Short Subject Documentary

Emmy Award for Best Documentary
Emmy Award for Outstanding Editing: Documentary and Long Form

2013 Humaira: The Dream Catcher Repórter
2015 3 Bahadur
2015 A Girl in the River: The Price of Forgiveness Academy Award for Best Short Subject Documentary
2015 Song of Lahore

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano
Prêmio Categoria Trabalho Resultado
2007 One World Media Broadcast Journalist of the Year Award
2010 International Emmy Award Best Current Affairs Pakistan's Taliban Generation
Livingston Award Young Journalists - Best International Reporting
2012 Academy Award Academy Award for Best Documentary (Short Subject) Saving Face
New York Indian Film Festival Best Documentary
SAARC Film Awards Best Documentary Prize
Government of Pakistan Contribution to arts Tamgha-e-Imtiaz (Medal of Distinction)
Lux Style Awards Lux Style Achievement Award
2013 Crystal Award Outstanding efforts in Promoting Human Rights and Women’s Issues through Film
Emmy Award Best Documentary Saving Face
Outstanding Editing: Documentary and Long Form
Outstanding Science and Technology Programming
Outstanding Cinematography Documentary and Long Form
Outstanding Research
2016 Academy Award Academy Award for Best Documentary (Short Subject) A Girl in the River: The Price of Forgiveness

Ver também[editar | editar código-fonte]

  • Lista de jornalistas paquistaneses

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Pakistan's Oscar triumph for acid attack film Saving Face». BBC News. Nosheen Abbas. Consultado em 28 de dezembro de 2014 
  2. Oscar-winning Pakistani Filmmaker Inspired by Canada http://www.cbc.ca/news/arts/story/2012/02/28/oscar-saving-face-obaid-chinoy.html
  3. Clark, Alex (14 de fevereiro de 2016). «The case of Saba Qaiser and the film-maker determined to put an end to 'honour' killings». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077. Consultado em 18 de fevereiro de 2016 
  4. «Sharmeen Obaid-Chinoy '02». www.smith.edu. Consultado em 2 de março de 2016 
  5. a b «Stanford Magazine - Article». alumni.stanford.edu. Consultado em 18 de fevereiro de 2016 
  6. Obaid-Chinoy, Sharmeen. «Sharmeen Obaid-Chinoy | Speaker | TED.com». www.ted.com. Consultado em 18 de fevereiro de 2016 
  7. [1] Dawn 24 January 2012.
  8. «Pakistan's Oscar triumph for acid attack film Saving Face». BBC News. 27 de fevereiro de 2012 
  9. «Glory: Sharmeen Obaid Chinoy bags an Emmy». dawn.com 
  10. Canadian Broadcast Company's Post-Oscar interview with Sharmeen Obaid-Chinoy http://www.cbc.ca/video/news/audioplayer.html?clipid=2202643558
  11. «Sharmeen Obaid-Chinoy dreams of Pakistan's first Oscar». BBC News. Consultado em 28 de dezembro de 2014 
  12. Sharmeen Obaid-Chinoy wins an Emmy for Pakistan 28 September 2010.
  13. a b Sharmeen Obaid-Chinoy Wins Emmy for "Children of the Taliban" All Things Pakistan. 2 October 2010.
  14. Qureshi, Huma (1 de março de 2012). «Pakistan's first Oscar-winner should be celebrated for exposing the 'bad bits'». The Guardian. London 
  15. «Pakistan lauds Oscar-winning filmmaker - Yahoo! News Singapore». Sg.news.yahoo.com. 27 de fevereiro de 2012. Consultado em 19 de abril de 2012 
  16. «Sharmeen Obaid-Chinoy's documentary bags Oscar nomination - The Express Tribune». The Express Tribune (em inglês). Consultado em 18 de fevereiro de 2016 
  17. «Sharmeen Obaid-Chinoy fights to end honour killings with her film A Girl in the River». www.cbc.ca. Consultado em 18 de fevereiro de 2016 
  18. «Sharmeen appointed honorary ambassador of blood safety». The Nation. Consultado em 18 de fevereiro de 2016 
  19. Rachel Quigley (15 de março de 2012). «TIME magazine 100 most influential people 2012 list includes Pippa and Kate Middleton | Mail Online». London: Dailymail.co.uk. Consultado em 19 de abril de 2012 
  20. Correspondent, Our. «The 2012 TIME 100: Justice Chaudhry, Obaid-Chinoy among Time's 100 influential people, The Express Tribune». Tribune.com.pk. Consultado em 19 de abril de 2012 

External links[editar | editar código-fonte]