Shavkat Mirzioev

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Shavkat Mirziyoyev
2Presidente do Uzbequistão
Período 8 de setembro de 2016
a Atualidade
Antecessor(a) Nigmatilla Yuldoshev (interino)
4.º Primeiro-ministro do Uzbequistão
Período 11 de dezembro de 2004
a 14 de dezembro de 2016
Dados pessoais
Nome completo Shavkat Miromonovich Mirziyoyev
Nascimento 24 de julho de 1957
Jizaque, RSS do Uzbequistão, URSS
Nacionalidade Bandeira do Uzbequistão uzbeque
Cônjuge Ziroatkhon Hoshimova
Partido Partido Democrático do Renascimento Nacional (1998-2016)
Partido Liberal Democrático do Uzbequistão (2016-)
Religião Islam

Shavkat Miromonovich Mirziyoyev (Uzbeque: Шавкат Мирзиёев; Jizaque, 24 de julho de 1957) é um político uzbeque e atual presidente do Uzbequistão desde 2016, após a morte de seu antecessor, Islam Karimov. Anteriormente, foi primeiro-ministro do Uzbequistão, de 2004 a 2016.[1]

Venceu as eleições presidenciais realizadas no dia 4 de dezembro de 2016.[2][3]

Carreira política[editar | editar código-fonte]

Ele serviu como governador da região de Jizaque de 1996 a 2001, depois como governador da região de Samarcanda de 2001 até sua nomeação como primeiro-ministro em 2003. Ele foi nomeado como primeiro-ministro pelo presidente Islam Karimov em 12 de dezembro de 2003, e aprovado pelo parlamento uzbeque. Ele substituiu o primeiro-ministro Okir Sultonov. Seu vice era Ergash Shoismatov.

Mirziyoyev e Han Myeong-sook, o primeiro-ministro da Coreia do Sul, reuniram-se em Tasquente em 25 de setembro de 2006. Eles assinaram vários acordos, incluindo um acordo no qual o Uzbequistão enviaria 300 toneladas de minério de urânio uzbeque para a Coreia do Sul todos os anos de 2010 a 2014. O acordo contorna empresas norte-americanas que atuaram anteriormente como intermediários para as importações sul-coreanas de minério de urânio uzbeque. Han também se reuniu com o presidente Islam Karimov e o presidente do Parlamento Erkin Xalilov. Han e Mirziyoyev impulsionaram a cooperação nos setores de energia, agricultura, construção, arquitetura e tecnologia da informação. O comércio entre a Coreia do Sul e o Uzbequistão aumentou quase 40% entre 2005 e 2006, para US$ 565 milhões.[4]

De acordo com um relatório de 2017 da Human Rights Watch sobre o trabalho forçado e infantil no setor de algodão do Uzbequistão, durante seu tempo como primeiro-ministro de 2003 a 2016, Mirziyoyev "supervisionou o sistema de produção de algodão, e como governador anterior de Jizaque e Samarcanda, ele estava no comando de duas regiões produtoras de algodão. A safra de 2016, quando Mirziyoyev era presidente interino e manteve o controle sobre a produção de algodão, continuou a ser definida pela mobilização involuntária em massa de trabalhadores sob ameaça de penalidade." O relatório afirma que durante uma teleconferência em 2015 com autoridades locais e agricultores, Mirziyoyev disse : "Vá para as casas dos agricultores endividados, que não podem pagar seu crédito, levar seus carros, gado, e se não houver nenhum, tire a lousa de seus telhados!"

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Ele tem duas irmãs, um meio-irmão e uma irmã. Mirziyoyev é casado com Ziroatkhon Hoshimova e tem duas filhas, um filho e cinco netos. Seu genro mais velho, Oybek Tursunov, é o atual chefe da administração presidencial de Mirziyoyev, enquanto seu genro mais novo, Otabek Shahanov, é o chefe dos serviços de segurança presidencial.

Desde que chegou ao poder, Mirziyoyev tem usado o Distrito de Qibray para uma nova residência para si mesmo, que poderia potencialmente incluir uma rodovia presidencial,[5] e um interior que é decorado com lajes de mármore argentino e cristais Swarovski.

Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço relacionado ao Projeto Biografias de Políticos. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências

  1. Uzbekistan Names Longtime PM Mirziyaev Interim President, em inglês, acesso em 11 de setembro de 2016.
  2. All four parties to participate in presidential elections, em inglês, acesso em 23 de setembro de 2016
  3. Mirziyaev Declared Winner Of Uzbekistan's Presidential Election, em inglês, acesso em 05 de dezembro de 2016.
  4. «Coreia do Sul e Uzbequistão assinam acordo de urânio». Radio Free Europe/Radio Liberty. 25 de setembro de 2006. Consultado em 13 de abril de 2021 
  5. «Presidente uzbeque começa a usar nova residência a leste de Tasquente». Radio Free Europe / Radio Liberty. 11 de agosto de 2017. Consultado em 13 de abril de 2021