Shel Silverstein

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Shel Silverstein
Nascimento 25 de setembro de 1930
Chicago
Morte 10 de maio de 1999 (68 anos)
Key West
Cidadania Estados Unidos
Alma mater Universidade de Chicago
Ocupação poeta, compositor, escritor, cantor, músico, autor-compositor, escritor de literatura infantil, compositor de bandas sonoras, cartunista, desenhista
Causa da morte ataque cardíaco
Página oficial
http://www.shelsilverstein.com/
Assinatura
Shel Silverstein Signature.svg

Sheldon Allan "Shel" Silverstein (Chicago, 25 de Setembro de 193210 de maio de 1999 (66 anos) foi um poeta, compositor, músico, cartunista e autor de livros de crianças americano.

De origem judaica, Silverstein cresceu em Chicago, onde começou a desenhar e a escrever aos 12 anos. Depois de terminar o secundário na Theodore Roosevelt High School, começou a estudar arte na Universidade dos Illinois sem nunca ter completado o curso devido às suas más notas. Mais tarde, declarou que o tempo gasto com a universidade teria sido um desperdício e que teria sido melhor empregue a viajar pelo mundo, conhecendo pessoas.[1]

Silverstein publicou suas primeiras histórias no jornal militar Pacific and Stripes, enquanto servia o exército na Coreia, nos anos 1950. Seu trabalho chamou a atenção da Playboy, onde colaborou durante seis anos, e ganhou notoriedade internacional com o cartum que representa um prisioneiro acorrentado à parede pelos pés e pelos punhos dizendo a outro acorrentado: “Pssst! Tenho um plano!”. Em 1961, estreou com o romance Uncle Shelby’s ABZ Book, que despertou a curiosidade de um editor de livros infantis. Dois anos depois, Silverstein lançaria sua primeira publicação para crianças, Leocádio, o leão que mandava bala (Cosac Naify, 2003). Desde então, não parou de escrever. Mas foi A árvore generosa (1964) que o consagrou. Arriscou-se, ainda, a escrever algumas peças de teatro e roteiros de cinema, sendo o mais famoso Things change (1988), em coautoria com David Mamet. [2]

Era apaixonado pela música e pela composição de letras, como comprovado pelos hits que foi fazendo ao longo dos anos para cantores como Johnny Cash, e a banda de rock Dr. Hook and the Medicine Show. Compôs também música original para diversos filmes, mostrando competências em guitarra, piano, saxofone e trombone. Ele próprio gravou ainda várias músicas. [3]

Shel morreu em 1999, de um ataque cardíaco.

Referências

  1. «Hoje na História: Nasceu Shel Silverstein (1930) · Lomography». 25 de agosto de 2015. Consultado em 25 de agosto de 2015 
  2. «Cosac Naify». 25 de agosto de 2015. Consultado em 25 de agosto de 2015  Texto " Shel Silverstein" ignorado (ajuda)
  3. «Hoje na História: Nasceu Shel Silverstein (1930) · Lomography». 25 de agosto de 2015. Consultado em 25 de agosto de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]