Shigeaki Ueki

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Shigeaki Ueki
Shigeaki Ueki
10º Ministro de Minas e Energia do Brasil
Período 15 de março de 1974 até
15 de março de 1979
Presidente Ernesto Geisel
Antecessor(a) Antônio Dias Leite Júnior
Sucessor(a) César Cals
16º Presidente da Petrobras
Período 26 de março de 1979 até
28 de agosto de 1984
Presidente João Figueiredo
Antecessor(a) Araken de Oliveira
Sucessor(a) Thelmo Dutra de Rezende
Dados pessoais
Nascimento 15 de agosto de 1935 (83 anos)
Bastos, SP
Nacionalidade brasileiro
Alma mater Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Profissão advogado
político
Shigeaki Ueki com Geólogos do Projeto Radam (Radar na Amazônia), inclusive Raimundo Montalvão.

Shigeaki Ueki, em japonês: 植木 茂彬 [Ueki Shigeaki] (Bastos, 15 de agosto de 1935) é um advogado e político brasileiro.

Formado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Foi ministro de Minas e Energia do Brasil no governo Ernesto Geisel, de 15 de março de 1974 a 15 de março de 1979.

Em 3 de janeiro de 1975, Ueki anuncia a descoberta de petróleo no litoral norte do Estado do Rio de Janeiro.[1]

Foi o primeiro presidente civil da Petrobras.[2]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Antônio Dias Leite Júnior
Ministro de Minas e Energia do Brasil
1974 — 1979
Sucedido por
César Cals
Precedido por
Araken de Oliveira
Presidente da Petrobras
1979 — 1984
Sucedido por
Thelmo Dutra de Rezende


Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.