Shira Haas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Shira Haas
Haas em 2018.
Nome completo Shira Haas
Nascimento 11 de maio de 1995 (25 anos)
Tel Aviv, Israel
Nacionalidade israelense
Ocupação Atriz
Atividade 2014-presente

Shira Haas (Tel Aviv, Israel, 11 de maio de 1995) é uma atriz israelense. Ela originalmente ganhou destaque nacional por seus papéis principais em filmes de drama e televisão israelenses,[1] antes de receber elogios internacionais por seu desempenho na minissérie da Netflix Unorthodox (2020).[2][3] Dentre várias indicações, Haas ganhou um prêmio da Academia Israelense por seu desempenho coadjuvante em Noble Savage (2018).

Biografia[editar | editar código-fonte]

1995–2014: Início da vida e estreia em Princess[editar | editar código-fonte]

Shira Haas nasceu em 11 de maio de 1995 em Tel Aviv, Israel,[4] de uma família judia. Seus pais são descendentes de poloneses, húngaros e checos. Seu avô, um sobrevivente do Holocausto, havia sido preso no campo de concentração de Auschwitz durante a Segunda Guerra Mundial. Aos 12 anos, ela se mudou com seus pais para Hod HaSharon, para a casa onde passou a maior parte de seus primeiros anos. Aos três anos, Haas contraiu câncer de rim e se recuperou aos cinco anos de idade após uma série de tratamentos severos.[5]

Aos 14 anos, começou a se apresentar em peças no Teatro Cameri, como "Ghetto" e "Richard III". Ela fez sua estréia na televisão como o papel de Ruchama Weiss na série Shtisel em 2013.[6] Haas estudou teatro na Escola de Artes Thelma Yellin em Givatayim. Enquanto estudava em Thelma Yellin, Haas foi abordada por uma diretora de elenco com o nome de Esther Kling via mensagem do Facebook em 2014. Ela incentivou Haas a fazer um teste para o papel principal no filme Princess (2014).[7] Depois de conseguir seu papel de estréia aos 16 anos, Haas foi elogiada pelo New York Times por seu "desempenho de liderança verdadeiramente notável",[8] e foi admirada pela revista The Hollywood Reporter. O papel lhe rendeu os prêmios de Melhor Atriz no Festival de Cinema de Jerusalém, e no Festival Paz e Amor, além de uma indicação de Melhor Atriz Principal no Israeli Academy Awards.[9]

2015–2017: estréia em Hollywood[editar | editar código-fonte]

Haas durante gravações de The Zookeeper's Wife.

Haas fez sua primeira aparição em um filme internacional quando interpretou o papel da jovem Fania em Tale of Love and Darkness (2015). Haas também estrelou ao lado de Jessica Chastain em The Zookeeper's Wife (2017), o que a levou a uma entrevista no The Today Show em 2016.[10] Haas ganhou sua segunda indicação ao prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante de Israel por Foxtrot (2017). Ela também desempenhou o papel de Leah na adaptação cinematográfica de Mary Magdalene (2018).[11]

2020 - presente: avanço internacional com Unorthodox[editar | editar código-fonte]

Haas chegou a Berlim dois meses antes das filmagens de Unorthodox, a fim de estudar a língua iídiche que seria falada principalmente na série. Entre outras pesquisas e trabalho duro que Haas realizou para se preparar para seu papel, ela foi obrigada a raspar a cabeça para interpretar Esther "Esty" Shapiro, que foge de seu casamento arranjado e da comunidade ultraortodoxa em Williamsburg, Brooklyn, Nova Iorque.[12] James Poniewozik, do New York Times, descreveu Haas como "um fenômeno expressivo e cativante". Brigid Delaney, do The Guardian, a descreveu como "hipnotizante" e "extraordinária", observando: "fisicamente pequena, como uma criança, o espectador é imediatamente protetor dela".[13] Sheena Scott, da Forbes, escreveu que Haas "oferece uma performance incrível como Esty, cheia de sutileza, revelando delicadamente a luta interior e a felicidade de sua personagem sem precisar dizer uma palavra". Hank Stuever, do The Washington Post, escreveu que "empresta uma luminescência grave e ainda vulnerável ao papel".[14]

Haas atuou ao lado de Alena Yiv no papel de uma filha que fica confinada a uma cadeira de rodas no filme israelense Ásia (2020), que estreou online no Festival de Cinema de Tribeca de 2020, devido à pandemia de COVID-19.[15] O papel rendeu a Haas o prêmio de Melhor Atriz Internacional no festival.[16] O júri escreveu: "O rosto dela é uma paisagem interminável, na qual até a menor expressão é de partir o coração; ela é uma atriz incrivelmente honesta e atual, que traz profundidade a tudo o que faz".[16] No final de abril de 2020, ela participou de uma cerimônia virtual comemorando o 72º Dia da Independência de Israel com outras estrelas israelenses.

Haas foi considerada uma candidata muito provável a uma indicação de Melhor Atriz Principal em Série Limitada (por Unorthodox). A indicação veio no final de julho de 2020, onde se tornou a primeira israelense a ser indicada para um prêmio Emmy na história.[17]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Filmes[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel Notas
2014 Princess Adar Papel principal
2015 A Tale of Love and Darkness Fania (jovem)
2017 Foxtrot Alma
The Zookeeper's Wife Urszula
2018 Mary Magdalene Leah
Noble Savage Anna venceu o Israel Academy Award de melhor atriz coadjuvante
2019 Broken Mirrors Ariela Papel principal
Esau Leah
2020 Asia Vika Papel principal

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel Notas
2013-2016 Shtisel Ruchami Weiss 24 episódios
2015 Hazoref Sofi 7 episódios
2016 Ikaron HaHachlafa Salame 3 episódios
2017 Harem Tamar 8 episódios
2018 HaMenatzeah Odi 10 episódios
2020 Unorthodox Esther "Esty" Shapiro Protagonista

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Premiação Categoria Trabalho Resultado
2014 Israeli Academy Awards Melhor atriz principal Princess Indicado
Jerusalem Film Festival Melhor atriz Venceu
2015 P&L Film Festival, Sweden Venceu
2017 Israeli Academy Awards Melhor atriz coadjuvante Foxtrot Indicado
2018 Noble Savage Venceu
Melhor atriz principal Broken Mirrors Indicado
2020 Festival de Cinema de Tribeca Melhor atriz internacional Ásia Venceu
Deutscher Fernsehpreis Melhor atriz Unorthodox Indicado
Prémios Emmy do Primetime Melhor atriz em minissérie ou telefilme Indicado
Gold Derby Awards Atriz de Melhor Filme / Série Limitada Pendente
Melhor Artista do Ano Pendente
2021 Globo de Ouro Melhor atriz em minissérie ou telefilme Indicado

Referências

  1. Lisabeth, Zach (7 de abril de 2020). «Shira Haas is a darling of the Israeli film scene». Looper (em inglês). Consultado em 16 de abril de 2020 
  2. Wilkinson, Alissa (26 de março de 2020). «Netflix's Unorthodox movingly captures the pain and power of leaving a strict religious community». Vox (em inglês). Consultado em 15 de abril de 2020. Unorthodox has been largely well-received by critics, who praise Shira Haas’s performance in particular. 
  3. Syme, Rachel (9 de abril de 2020). «"Unorthodox," Reviewed: A Young Woman's Remarkable Flight from Hasidic Williamsburg». The New Yorker (em inglês). Consultado em 13 de abril de 2020. Haas’s remarkable performance manages to convey the reserves of pain, both personal and communal, in Esty’s story. 
  4. «Forbes Israel 30 Under 30: שירה האס». Forbes (em hebraico). 17 de janeiro de 2019. Consultado em 14 de abril de 2020 
  5. Segal, Itai (31 de outubro de 2018). «"ככל שהזמן עובר, אודישנים, תפקידים ואולי גם החיים, נהיים עבורי יותר קלים"» [As time goes on, auditions, roles and even life get better for me]. Yedioth Ahronoth (em hebraico). Consultado em 15 de abril de 2020 
  6. Saval, Malina (26 de março de 2020). «'Unorthodox' Star Shira Haas Brings Yiddish, Hassidic Judaism and Contemporary German Culture to Netflix». Variety (em inglês). Consultado em 13 de abril de 2020 
  7. Miller, Gerri (25 de março de 2020). «'Shtisel' Star Shira Haas Leaves the Charedi Life in 'Unorthodox'». Jewish Journal. Consultado em 14 de abril de 2020 
  8. Catsoulis, Jeannette (26 de maio de 2016). «Review: In 'Princess,' an Israeli Family in Need of Boundaries». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 14 de abril de 2020 
  9. Brown, Hannah (13 de agosto de 2014). «'Zero Motivation' gets 12 Ophir nods». The Jerusalem Post. Consultado em 14 de abril de 2020 
  10. «Jessica Chastain On 'Zookeeper's Wife' And Her Real-Life Love Of Animals». The Today Showaccess-date=15 de abril de 2020. 7 de abril de 2017 
  11. Zaltzman, Lior (18 de abril de 2018). «There Are So Many Jews in the New Jesus Movie 'Mary Magdalene'». Kveller (em inglês). Consultado em 16 de abril de 2020 
  12. O'Malley, Katie (15 de abril de 2020). «Unorthodox: The True Story Behind The Hit Netflix Show». ELLE (em inglês). Consultado em 16 de abril de 2020 
  13. Delaney, Brigid (19 de abril de 2020). «Unorthodox: a thrilling story of rebellion and freedom from New York to Berlin». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077. Consultado em 19 de abril de 2020 
  14. Stuever, Hank (25 de março de 2020). «Review | 'Unorthodox' carefully and beautifully depicts a young woman's flight from tradition». Washington Post (em inglês). Consultado em 16 de abril de 2020 
  15. «A Statement from Tribeca». Tribeca Film Festival. 12 de março de 2020. Consultado em 16 de abril de 2020 
  16. a b Brown, Hannah (30 de abril de 2020). «Israeli actress Shira Haas wins Best Actress award at Tribeca Festival». The Jerusalem Post. Consultado em 2 de maio de 2020 
  17. Lavin, Will (28 de julho de 2020). «See full list of 2020 Emmy Awards nominations». NME (em inglês). Consultado em 28 de julho de 2020  Parâmetro desconhecido |url-status= ignorado (ajuda)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]