Shishapangma

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Shishapangma
Shishapangma
Shishapangma está localizado em: Planalto tibetano
Shishapangma
Localização
Coordenadas 28° 21' N 85° 47' E
Altitude 8013 m (26289 pés)
Posição: 14
Proeminência 2897 m
Listas 8000s
Ultra
Localização Tibete ( China)
Cordilheira Langtang Himal
Primeira ascensão 1964 por uma equipe chinesa
Rota mais fácil Escalada em neve/gelo

O Shishapangma [1] (ou Shisha Pangma[2], em tibetano: ཤི་ཤ་སྦང་མ།; Wylie: shi sha sbang ma; ZWPY: Xixabangma; em nepali: शिशापाङ्मा Shishāpāngmā; chinês: 希夏幫馬峰, pinyin: Xīxiàbāngmǎ Fēng), também chamado Gosainthān (em nepali: गोसाईथान Gōsāīthān; chinês: 高僧赞峰, pinyin: Gāosēngzàn Fēng) é a décima quarta montanha mais elevada do mundo e a mais baixa das montanhas com mais de oito mil metros de altitude. Apesar disso, o Shishapangma foi o último pico de mais de 8000 metros de altitude a ser escalado. O nome tibetano significa crista acima das planícies gramíneas. Os nomes alternativos para o Shishapangma incluem Gosainthan (lugar dos santos em sânscrito), Xixabangma (o tempo mau em chinês) e Xixabangma Feng.

Ascensões[editar | editar código-fonte]

O Shishapangma foi escalado primeiramente em 2 de maio de 1964, por Hsu Ching e sua expedição com mais dez chineses.

Em 11 de Dezembro de 2004, Jean-Christophe Lafaille, um alpinista francês, terminou a primeira ascensão solo de uma rota nova na face sul.

O cume foi alcançado pela primeira vez de inverno em 14 de janeiro de 2005, pelo italiano Simone Moro e o polonês Piotr Morawski.[3]

Até 2006 o cume desta montanha nunca tinha sido alcançado por nenhum português. Nesse ano o alpinista português João Garcia liderou uma expedição 100% portuguesa a esta montanha que integrou, para além de João Garcia, os alpinistas Bruno Carvalho, Hélder Santos, Rui Rosado, e Ana Santos. O jornalista Aurélio Faria acompanhou grande parte da expedição. O cume foi atingido no dia 31 de outubro, por João Garcia, Bruno Carvalho e Rui Rosado. Durante a descida, Bruno Carvalho faleceu, após uma queda, aos 31 anos de idade. Para Rui Rosado e Bruno Carvalho foi a primeira vez que ascenderam a uma montanha com mais de 8 mil metros. Esta expedição de João Garcia insere-se no âmbito do projeto À Conquista dos Picos do Mundo, onde João Garcia pretende escalar (sem recurso a oxigénio, e entre 2006 e 2010) oito das catorze montanhas com mais de oito mil metros de altitude, totalizando assim em 2010 os catorze cumes.

Referências

  1. Potterfield, Peter; Viesturs, Ed; Breashears, David (2009). Himalayan Quest: Ed Viesturs Summits All Fourteen 8,000-Meter Giants. National Geographic. p.137 ISBN 142620485X.
  2. Messner, Reinhold (1999). All 14 eight-thousanders. Mountaineers Books. p.105. ISBN 089886660X.
  3. Planetmountain.com, ed. (14 de janeiro de 2005). «Shisha Pangma, primeira escalada de inverno, Moro e Morawski». Consultado em 20 de janeiro de 2012 


Os catorze picos com mais de oito mil metros de altitude
Everest
1. Flag of the People's Republic of China.svg Flag of Nepal.png Everest 8 844 m
2. Flag of the People's Republic of China.svgFlag of Pakistan.svg K2 8 611 m
3. Flag of India.svg Flag of Nepal.png Kanchenjunga 8 586 m
4. Flag of the People's Republic of China.svg Flag of Nepal.png Lhotse 8 516 m
5. Flag of the People's Republic of China.svg Flag of Nepal.png Makalu 8 462 m
6. Flag of the People's Republic of China.svg Flag of Nepal.png Cho Oyu 8 201 m
7. Flag of Nepal.svg Dhaulagiri 8 167 m
8. Flag of Nepal.svg Manaslu 8 156 m
9. Flag of Pakistan.svg Nanga Parbat 8 125 m
10. Flag of Nepal.svg Annapurna 8 091 m
11. Flag of the People's Republic of China.svgFlag of Pakistan.svg Gasherbrum I 8 068 m
12. Flag of the People's Republic of China.svgFlag of Pakistan.svg Broad Peak 8 047 m
13. Flag of the People's Republic of China.svgFlag of Pakistan.svg Gasherbrum II 8 035 m
14. Flag of the People's Republic of China.svg Shishapangma 8 013 m
Ícone de esboço Este artigo sobre geografia da República Popular da China é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.