Shiva Samhita

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Shiva Samhita é um texto. Samhita é palavra sânscrita que significa “coleção de ensinamentos", portanto, coleção de ensinamentos de Shiva.

É um texto poético em sânscrito sobre yoga, escrito por um autor desconhecido, provavelmente no século XVIII. O texto é endereçado pelo deus hindu Shiva a sua consorte Parvati. O texto consiste em cinco capítulos, com o primeiro capítulo um tratado que resume a filosofia não-dual Vedanta (Advaita Vedanta) com influências da escola Sri Vidya do sul da Índia.[1][2]

Referências

  1. James Mallinson (2007). The Shiva Samhita: A Critical Edition. [S.l.]: Yoga Vidya. pp. ix–x. ISBN 978-0-9716466-5-0 
  2. Ellen Goldberg (2002). The Lord Who Is Half Woman: Ardhanarisvara in Indian and Feminist Perspective. [S.l.]: State University of New York Press. pp. 57–59. ISBN 978-0-7914-5326-1 
Ícone de esboço Este artigo sobre Hinduísmo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.