Short Skyvan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde setembro de 2015). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Short SC.7 Skyvan
Avião
Descrição
País de origem  Irlanda do Norte
Fabricante Short Brothers
Período de produção 1963-1986
Quantidade produzida 153
Desenvolvido de Short 330
Desenvolvido em Short 360
Primeiro voo em 17 de janeiro de 1963 (56 anos)
Tripulação 2
Passageiros 19
Especificações
Dimensões
Comprimento 12,21 m (40,1 ft)
Envergadura 19,78 m (64,9 ft)
Altura 4,6 m (15,1 ft)
Área das asas 35,12  (378 ft²)
Alongamento 11.1
Peso(s)
Peso máx. de decolagem 5,670 kg (12,5 lb)
Propulsão
Motor(es) 2 × Garrett AiResearch TPE-331 -201 turboélices, 533 kW (715 hp) cada
Performance
Velocidade máxima 325 km/h (175 kn)
Velocidade de cruzeiro 317 km/h (171 kn)
Teto máximo 6,858 m (22,5 ft)

A Short SC.7 Skyvan (carinhosamente chamado de "caixa de sapatos voadora[1]" é um bimotor turboélice, que foi fabricado pela Short Brothers de Belfast, na Irlanda do Norte. É usado principalmente para transporte de mercadorias de curta distância e pára-quedismo, além de servir/serviu muitas forças aéreas no mundo.

O Skyvan é um bimotor do tipo asa alta, seus lemes são semelhantes ao do Antonov 225. O primeiro vôo do Skyvan foi em 17 de janeiro de 1963. Ele é carinhosamente apelidado de "caixa" por pilotos e tripulantes.

O Short 330 e o Short 360 são modelos derivados do Skyvan, porém apresentam uma fuselagem alongada, concebido como aviões regionais.

Concepção e Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Em 1958, a Shorts foi contatada pela FG Miles Ltd (empresa sucessora da Miles Aircraft), que buscava apoio para produzir o projeto HDM106 Caravan (oque mais tarde seria o Miles Aerovan), com uma aeronave semelhante ao Hurel-Dubois HD.31. Shorts adquiriu o projeto e os dados recolhidos a partir de ensaios do protótipo HDM105. Depois de avaliar a proposta da Miles, a Shorts rejeitou o projeto. A Shorts então desenvolveram seu próprio projeto para um avião todo em metal e utilitário que foi chamado SC.7 Skyvan.

Ele era popular com os operadores de transporte de mercadorias em comparação com outras aeronaves pequenas por causa de sua grande porta (rampa) traseira para carga e descarga de mercadorias. A sua fuselagem lembra a forma de um trem, para simplicidade e eficiência.

A construção começou no Aeroporto Sydenham, em 1960, e o protótipo voou pela primeira vez em 17 de janeiro de 1963, alimentado por 2 motores Continental à pistão. Mais tarde, em 1963, o protótipo foi reequipados com os pretendidos motores turboélice Turbomeca Astazou.

Em 1968, a produção mudou para a aeronave Skyvan Série 3, que substituiu os motores Astazou para os turboélices Garrett AiResearch TPE331.

Um total de 153 Skyvans (mais o protótipo) foram produzidos, antes da produção terminar em 1986.

Operadores Militares[editar | editar código-fonte]

 Argentina
 Áustria
Botswana
  • Força Defensora Aérea da Botswana
Equador
Gana
  • Força Aérea de Gana
Guiana
  • Força Aérea da Guiana
Indonésia
  • Força Aérea Indonésia
 Japão
Lesoto
  • Força Aérea de Lesoto
Malawi
  • Força Aérea de Malawi
Mauritânia
  • Força Aérea da Mauritânia
 México
Flag of Nepal.svg Nepal
  • Força Aérea do Nepal
Omã
  • Força Aérea Real de Omã
 Panamá
  • Força Aérea do Panamá
 Singapura
  • Força Aérea de Singapura
 Tailândia
 Emirados Árabes Unidos
  • Força Aérea dos Emirados Árabes Unidos
 Reino Unido
Iêmen

Referências