Show Maravilha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Show Maravilha
Informação geral
Formato
Duração 4h (extensão máxima) 1991 - 13:30 as 18:15
Criador(es) Silvio Santos e Luciano Callegari
País de origem Brasil
Idioma original Português
Produção
Diretor(es) Flavio Carlini (1987/1990)

Antônio Maria (1990) - (1991/1993) Georgina Elvas (1990/1991) Guimarães Filho (1993/1994)

Elenco Mara Maravilha, Maravilhas, Marotos, Borboletas, Chocrível, Tira Gosto, Maquinista, Banana
Transmissão original 6 de abril de 198716 de Fevereiro de 1994 (Programas Inéditos) - 19 de março de 1994 (Reprises) [1]

Show Maravilha foi um programa de televisão infantil do SBT, exibido de 6 de abril de 1987 a 16 de Fevereiro de 1994, com reprises até 19 de março de 1994[1] . Inicialmente nas tardes da emissora, às 16h30, posteriormente passando para as 10h30, apresentado por Mara Maravilha[2] .

Formato[editar | editar código-fonte]

Mara Maravilha foi uma das primeiras apresentadoras infantis da TV brasileira. Ela começou sua carreira aos oito anos de idade, apresentando um programa infantil pela TV Itapoan na Bahia. Tornou-se uma das principais atrações televisivas produzida por uma emissora brasileira fora do eixo Rio-São Paulo. Ainda na Bahia, em 1982, Mara assina seu primeiro contrato com uma multinacional, a EMI-Odeon, lançando seu primeiro compacto duplo com grande vendagem. Mara foi apresentadora do Clube do Mickey e, alcança grande sucesso regional e chama a atenção do apresentador e empresário Silvio Santos. Em 1987 Mara estreou no SBT o Show Maravilha, aproveitando o mesmo formato do Xou da Xuxa que fazia um estrondoso sucesso na época. O programa ia ao ar na faixa vespertina da emissora, às 4h30 da tarde de segunda a sexta-feira. Nos primeiros anos do programa Mara chegava num trenzinho, a base principal do cenário era um sol sorridente, onde Mara dividia o palco com uma banana gigante e algumas assistentes de palco. O sucesso do programa pegou de surpresa até mesmo os produtores do Show Maravilha. Mara se tornaria uma das mais amadas apresentadoras infantis, alavancando a audiência nas tardes do SBT.Logo a apresentadora se transformou em um fenômeno dos "baixinhos". Show Maravilha ficou no ar durante 7 anos e o sucesso foi tanto que chegava a alcançar a liderança na audiência várias vezes, só não deixava para trás a Rainha Xuxa, mas após o término do Xou da Xuxa em 1992, o Show Maravilha liderou a audiência deixando a cachorrada da Tv Colosso para trás. O programa teve o seu final repentino em 1994, após Mara receber uma proposta da emissora argentina TV Córdoba, onde apresentou um programa naquele ano, desligando-se do SBT.Com tamanho sucesso o Show Maravilha, já a partir do seu segundo ano passou por uma série de aprimoramentos, não só no cenário, mas também teve algumas mudanças no elenco do programa. Mara ganhou um time de lindas garotas que cantavam, dançavam e assessoravam a apresentadora chamado "As Maravilhas", onde sem dúvida Dani Parada foi a mais famosa, pelo fato de ser tão parecida com Mara, chegando às vezes a ser confundida com a própria apresentadora. Dani também formou com outras duas Maravilhas o Trio Maravilha, grupo musical que basicamente se apresentava no programa e em shows da apresentadora. O programa Show Maravilha acabou indo para o horário da manhã já na década de 1990. E se Xuxa tinha os seus paquitos, na época Mara Maravilha ganhou a versão masculina das "Maravilhas", nascia os "Marotos", no qual Paulinho, que fez parte por vários anos, acabou casando com a apresentadora.[3] .

Desenhos[editar | editar código-fonte]

O programa contava em seu tempo de arte com a exibição de desenhos animados de sucesso. Diferente dos concorrentes Xou da Xuxa (Rede Globo) e Clube da Criança (Rede Manchete), o programa apresentava desenhos singelos, que ensinavam as crianças a lidar com problemas pessoais, ensinavam sobre natureza, valor da amizade, amor, além de aventuras.

Equipe[editar | editar código-fonte]

Produtores[editar | editar código-fonte]

Gilda Camacho / Rose West / Maria Alice Lima / Izildo Ramalho / Anna Lapena / Sergio Nascimento / Eduardo Queiroz / Raul Garin / Eliane Mendes / Pitucha Felix / Ramon Suassuna / Claudio Mattos / Carmen Cruz / Eliane de Oliveira / Zoi Thomas / Danilo Tucci / Emerson Lopes / Eder Nascimento /

Redatores[editar | editar código-fonte]

Willian Tucci / Eneas Pereira / Edson Fernandes / Dirceu de Oliveira /

Produtores Senior[editar | editar código-fonte]

Roberto Zaccarias / Ivan Ferreira / Mauricio Guido /

Direção de Imagens[editar | editar código-fonte]

Teofilo Gama - Grande diretor de imagens e fotografia da TV Tupi. Foi diretor de TV enquanto o programa era gravado na Vila Guilherme.

Egberto Luis - Também vindo da TV Tupi, foi diretor de imagens já quando o programa era gravado no Sumaré.

Ricardo Deocleciano - Diretor de imagens na fase em que o programa foi gravado no Teatro Silvio Santos.

Cenários[editar | editar código-fonte]

Sérgio Pinheiro

Paulo Rollo

Domingos Garcia

Aberturas[editar | editar código-fonte]

Everalvio de Jesus / Iastake Fassimoto / Angelo Ribeiro / Luiz Wanderley Lima / Fernando Pelégio (este somente fez a última abertura, a primeira abertura feita em desenho animado em vídeo, e não em película, na TV brasileira).

Sonoplastia[editar | editar código-fonte]

Antonio Carlos Souza - Ficou durante todo o tempo do programa.

Diretores[editar | editar código-fonte]

Flavio Antonio Ruggero Carlini (1987/1990) - Trabalhou mais de 20 anos no SBT. Produziu e dirigiu vários programas entre eles: Bozo, Viva a Noite, Em Nome do Amor, Show do Milhão e Mariane.

Antonio Maria de Paula (1990 e 1991/1993) - Produziu vários programas no SBT e dirigiu Vovó Mafalda, Sessão desenho com VovÓ Mafalda e com Eliana. Criou e dirigiu o Bom dia e Cia, com Eliana. Na Record, produziu Gilberto Barros e Ratinho e também dirigiu o programa Ed Banana

Georgina Elvas (1990/1991) - Mais conhecida como atriz de Pegadinhas. Foi diretora-geral do Domingo no Parque e do Passa ou Repassa.

Guimarães Filho (1993/1994) - Dirigiu o Show Maravilha

Diretores de Núcleo[editar | editar código-fonte]

Luis Afonso Mendes Junior - Diretor de programas do SBT (Programa Silvio Santos, Bozo, Flavio Cavalcante) até 87 quando foi criado o núcleo de programação infantil. Ficou até 91.

Rick Medeiros - Diretor do conselho de programação, assumiu o núcleo em 91. O espírita autor de vários livros cuidou do núcleo até o final deste, em 96. Foi o responsável pelo fim do Show. Particularmente, não gostava de Mara.

Cenários e Aberturas[editar | editar código-fonte]

Cenários[editar | editar código-fonte]

  • Os cenários do programa se modificavam a cada ano. Nos três primeiros anos, de 1987 até o início de 1990, Mara chegava em um trenzinho, comandado pelo maquinista Paulinho. O símbolo principal do programa era o sol que foi se modificando a cada ano, aumentando de tamanho e ganhando mais cores e luzes. No início de 1992, o sol ganhou o fundo total do estúdio sendo que Mara saía de dentro dele. A partir de 9 de agosto de 1993, o último cenário era uma paisagem multi-colorida onde havia castelos, prédios, hélices e brinquedos em forma de frutas além de um imenso arco-íris que começava no centro do palco e servia de passarela até o castelo de onde Mara chegava e para onde se dirigia ao final do programa.

Aberturas[editar | editar código-fonte]

As aberturas do Show Maravilha sempre se destacaram por sua originalidade.

  • 1987 / 1990 - O sol que simbolizava o programa aparecia ao amanhecer em uma montanha, Mara fazia caras e bocas em diferentes janelas que passavam pela tela. Aparecia um desenho de trem. Mara aparecia cantando e depois um outro trem é transferido pelo sol que formou o logotipo do programa. A música da abertura continuava, mesmo com a cena do programa em que começa.
  • 1990 - A abertura original foi substituída por créditos no vídeo ao som da versão álbum da abertura do programa.
  • 1991 / 1992 - A abertura original retorna com novas imagens: Cenas emocionantes de clipes e programas iam passando conforme a letra e o ritmo da música da mesma.
  • 1992 / 1993 - Mara e sua turma andavam por lugares sobre um carrinho de nuvens, Mara beijava diversas borboletas, em outra cena, desenhava um coração. O logotipo ganhou nuvens com notas musicais. A música tema ganhou nova versão para esta abertura. Ao transferir para a cena do programa, a música da mesma continuava.
  • 1993 / 1994 - Em desenho animado, Mara e seus telespectadores, que entravam na TV para acompanhá-la, passeavam pelo mundo multi-colorido que ficava semelhante ao cenário do programa. A música tema ganhou uma versão instrumental e diferente das versões cantadas por Mara. O logotipo foi bastante alterado assim como o sol.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Apresentação[editar | editar código-fonte]

Maravilhas[editar | editar código-fonte]

  • Danielle Parada
  • Valesca Pontinho
  • Alessandra Arcela
  • Angélica Castelhano
  • Graziela Grezzi Baptista
  • Alessandra Neves
  • Ângela Pires
  • Daniela Pizani
  • Janaína D'Aurea
  • Viviane
  • Priscila Jardini
  • Camila
  • Thaise Rocha
  • Francine
  • Patrícia Rocha
  • Nathallin Rocha
  • Fabiana Fernandez
  • Mayumi
  • Juliana Foresti
  • Fabiana Garro

Marotos[editar | editar código-fonte]

  • Paulinho
  • Sandro
  • Júnior
  • Alexandre
  • Hans
  • Ronaldo Gonçalves
  • Marcelo Storelli
  • Daniel
  • Anselmo
  • Anderson
  • Juliano

Borboletas[editar | editar código-fonte]

  • Wanessa Duc
  • Tadéia
  • Alessandra Arcela
  • Angélica Castelhano
  • Ângela Pires (Angelita)
  • Vanessa Labônia (Vanessinha)
  • Alessandra Neves (Alê)
  • Daniela Pizani (Daninha)
  • Juliana Lemezenski
  • Pamella Lara
  • Michelle Ferreiro
  • Paulinha
  • Daniele Fernandes Lima
  • Patrícia Moura
  • Juliana Weber
  • Kellyn Cristine Soares
  • Fabiana Garro

Personagens[editar | editar código-fonte]

  • Chocrível - Vivido por Mauro Eduardo
  • Super Banana - Vivido por Fábio Villalonga
  • Tira Gosto - Vivido por Adilson Hechila
  • Maquinista - Vivido por Paulinho Lima

Mais informações[editar | editar código-fonte]

  • Vários filhos de então contratados da emissora ou então cantores,participaram do Show Maravilha como participantes da audiência ou como borboletas do dia: entre eles os cantores Wanessa Camargo, Sandy e Junior e os filhos das jornalistas Leila Cordeiro, Sônia Abrão, Claudete Troiano,além da família do dono do canal Silvio Santos
  • Inicialmente o programa era gravado na antiga sede da TVS na Vila Guilherme. Passou para o Teatro Silvio Santos e depois para a outra antiga sede no Sumaré.
  • Todos os anos, no aniversário de Mara (6 de março) e no aniversário do programa (6 de abril), havia uma grande festa com participação de artistas do SBT, cantores e apresentadores importantes do cenários artístico da época.
  • O Show Maravilha foi indicado três vezes para o prêmio de Melhor Programa Infantil do Troféu Imprensa - em 1990, 1991 e 1992. Nesses três anos, acabou perdendo para o Xou da Xuxa. Em 1991, Mara também foi indicada para o prêmio de Melhor Apresentadora ou Animadora, mas a vencedora foi Hebe Camargo.
  • Após várias propostas, sendo uma delas, a retirada da plateia e cenários, onde Mara ficaria limitada a apenas apresentar os desenhos, ela não renovou seu contrato com o SBT, ocorrendo assim, o encerramento brusco do Show Maravilha, que foi ao ar com programas inéditos até o dia 16 de Fevereiro de 1994, não havendo um programa de despedida. Seguiu com reprises até 19 de março de 1994[1] em seguida, o horário do programa foi ocupado pela extensão da Sessão Desenho com Vovó Mafalda, sendo substituído em seguida pela estreia do Programa Sérgio Mallandro.

Referências

  1. a b c . Folha de S.Paulo. 19 de março de 1994 http://acervo.folha.uol.com.br/resultados/?q=show+maravilha&site=&periodo=acervo&x=0&y=0. Consultado em 19 de março de 1994.  Falta o |titulo= (Ajuda)
  2. «O Dia na História (06/04/1987): Estreia o Show Maravilha no SBT, com apresentação de Mara Maravilha». SBTpédia. 6 de abril de 2014. Consultado em 28 de março de 2016. 
  3. «Show Maravilha». Ifantv.