Show do Milhão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Show do milhão)
Show do Milhão
Show do Milhão PicPay
Informação geral
Também conhecido(a) como Jogo do Milhão (1999)
Formato game show
Duração 45 minutos
Criador(es) Silvio Santos
País de origem  Brasil
Idioma original (em português brasileiro)
Produção
Diretor(es) Célia Trevisan
Produtor(es) Sérgio Christophe
Apresentador(es) Silvio Santos (1999–2003; 2009)
Celso Portiolli (2021)
Narrador(es) Lombardi (1999–2003)
Tema de abertura Baseado em "Planet Earth", Duran Duran
Localização CDT da Anhanguera, Osasco, São Paulo
Exibição
Emissora original SBT
Formato de exibição 1080i (HDTV)
480i (SDTV) (1999–2003)
Transmissão original 1.ª fase: 7 de novembro de 199923 de outubro de 2003
2.ª fase: 8 de julho9 de setembro de 2009
3.ª fase: 3 de setembro de 2021 - presente
Cronologia
Programas relacionados Who Wants to Be a Millionaire?

Show do Milhão é um game show brasileiro de perguntas e respostas exibido pelo SBT, que concede um prêmio máximo de um milhão de reais.[1][2] A atração era inicialmente apresentada por Silvio Santos,[3] e alcançou grande sucesso de audiência no primeiro período em que esteve no ar, entre 7 de novembro de 1999 e 23 de outubro de 2003.[4] O programa voltou à grade de programação do SBT no dia 8 de julho de 2009, mas não obteve o mesmo êxito de audiência das temporadas antigas e foi exibido pela última vez no dia 9 de setembro do mesmo ano.

A terceira versão do programa retornaria em 2017, dessa vez aos sábados, numa versão "kids", onde só poderiam se inscrever crianças de até 12 anos de idade.[5] A apresentação do terceiro formato ficaria a cargo de Patrícia Abravanel.[6] Porém, assim como a versão mirim de Roda a Roda, o projeto foi cancelado pela emissora.[7] Uma das razões foi a aquisição do formato britânico Who Wants to Be a Millionaire? pela Rede Globo, exibido como quadro do programa Caldeirão do Huck. Entre os dias 30 de maio e 25 de julho de 2021, algumas edições do game show foram reexibidas dentro do Programa Silvio Santos, que estava com a produção de programas inéditos suspensa em razão da pandemia de COVID-19.[8] Devido à boa aceitação das reprises, o programa foi revivido novamente em 3 de setembro, através de uma parceria com a fintech PicPay e sob o comando de Celso Portiolli.[9][10]

Formato[editar | editar código-fonte]

Primeira versão[editar | editar código-fonte]

Logotipo do programa em suas duas primeiras fases

O programa consiste em três rodadas e uma pergunta final: a primeira contém 5 perguntas, cada uma valendo mil reais cumulativos. A segunda, de 5 perguntas, valendo R$ 10 mil cumulativos cada. A terceira, de 5 perguntas de R$100 mil reais cumulativos cada. A última pergunta vale R$ 1 milhão.[11]

Ajudas[editar | editar código-fonte]

O candidato conta com vários tipos de ajuda:

  • Universitários - Três estudantes de diversas faculdades dão suas respostas à pergunta e cabe ao participante confiar ou não.
  • Placas - Uma pequena plateia levanta placas numeradas, referentes à alternativa correta. Por exemplo, para a terceira alternativa, levantam a placa de número 3. Cabe ao participante decidir se concorda com a maioria das alternativas ou não.
  • Cartas - Quatro cartas de baralho são viradas e o participante escolhe uma. Se tirar o Rei, nenhuma alternativa errada é eliminada. Ás elimina uma alternativa, 2 elimina duas alternativas e 3 elimina todas as três alternativas erradas, restando apenas a correta.
  • Pulos - O participante pode "pular" a pergunta caso não saiba a resposta. Este recurso pode ser utilizado até três vezes.

Na pergunta final, que vale o prêmio máximo, nenhuma das ajudas pode ser usada. O participante tem de escolher se responde à pergunta ou para o jogo e sai com R$ 500 mil.

Segunda versão[editar | editar código-fonte]

Na segunda versão, estreada no dia 8 de julho de 2009, o programa passou de 16 para 24 perguntas. A primeira rodada consiste em 11 perguntas, começando por R$ 500 e acumulando R$ 100 por cada resposta correta. A partir da pergunta de R$ 1 mil, o cumulativo passa a ser de R$ 1 mil. Na segunda rodada, são feitas 6 perguntas valendo R$ 10 mil cumulativos cada. A terceira, de 6 perguntas valendo R$ 100 mil cumulativos cada. A última pergunta também valia R$ 1 milhão. As mesmas ajudas da primeira versão se repetiam na segunda versão, também não podendo usar nenhuma ajuda na pergunta milionária. A segunda versão, devido ao baixo Ibope, durou apenas 2 meses, terminando em 9 de setembro de 2009. Foi substituído pelo Um Contra Cem, de Roberto Justus.

Terceira versão[editar | editar código-fonte]

Anunciado no dia 9 de fevereiro de 2017, o programa voltaria a ser exibido nas noites de sábado junto com o Roda a Roda, porém com crianças de até 12 anos.[12][13]

Após o cancelamento do retorno em 2017, é anunciado a produção de uma nova temporada em 2021 e sendo exibido agora nas noites de sexta-feira.[9]

O programa é apresentado por Celso Portiolli e tem como principal patrocinador o PicPay[14].

Jogo eletrônico[editar | editar código-fonte]

Show do Milhão também é o título de uma franquia de jogos eletrônicos de perguntas e respostas. O primeiro jogo foi desenvolvido pela SBT Music e Abril Music e lançado em 1999 para o Windows e em 2000 foi lançado para o Mega Drive pela empresa brasileira Tectoy. Os jogos são baseados no famoso programa de televisão apresentado por Silvio Santos. O Ultimo jogo foi lançado oficialmente em 2006, o Show do Milhão 2006.

Em 2016, foi lançado o aplicativo Show do Milhão, disponível para Android e iOS.[15] O jogo tem versões paga e gratuita e foi desenvolvido em parceria com a Movile.[16]

Relação de jogos[editar | editar código-fonte]

  • Show do Milhão (600 perguntas) - 1 jogador
  • Show do Milhão Volume 2 (1000 perguntas) - 1 jogador
  • Show do Milhão Volume 3 (3000 perguntas) - 1 jogador
  • Show do Milhão Volume 4 (4000 perguntas) - 2 jogadores
  • Show do Milhão Volume 5 (10.000 perguntas) - 2 jogadores
  • Show do Milhão Júnior (800 perguntas) - 1 jogador
  • Show do Milhão Colecionador (coletânea dos 4 primeiros volumes) - 1 jogador (volumes 1 a 3), 2 jogadores (volume 4)
  • Show do Milhão Júnior Volume 2 (800 perguntas) - 2 jogadores
  • Show do Milhão 2006 (20.000 perguntas) - 8 jogadores

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Primeira versão[editar | editar código-fonte]

Acertar Parar Errar
1 R$ 1 mil R$ 0 R$ 0
2 R$ 2 mil R$ 1 mil R$ 500
3 R$ 3 mil R$ 2 mil R$ 1 mil
4 R$ 4 mil R$ 3 mil R$ 1.500
5 R$ 5 mil R$ 4 mil R$ 2 mil
6 R$ 10 mil R$ 5 mil R$ 2.500
7 R$ 20 mil R$ 10 mil R$ 5 mil
8 R$ 30 mil R$ 20 mil R$ 10 mil
9 R$ 40 mil R$ 30 mil R$ 15 mil
10 R$ 50 mil R$ 40 mil R$ 20 mil
11 R$ 100 mil R$ 50 mil R$ 25 mil
12 R$ 200 mil R$ 100 mil R$ 50 mil
13 R$ 300 mil R$ 200 mil R$ 100 mil
14 R$ 400 mil R$ 300 mil R$ 150 mil
15 R$ 500 mil R$ 400 mil R$ 200 mil
16 R$ 1 milhão R$ 500 mil R$ 0

Segunda versão[editar | editar código-fonte]

Acertar Parar Errar
1 R$ 500 R$ 0 R$ 0
2 R$ 600 R$ 500 R$ 250
3 R$ 700 R$ 600 R$ 300
4 R$ 800 R$ 700 R$ 350
5 R$ 900 R$ 800 R$ 400
6 R$ 1 mil R$ 900 R$ 450
7 R$ 2 mil R$ 1 mil R$ 500
8 R$ 3 mil R$ 2 mil R$ 1 mil
9 R$ 4 mil R$ 3 mil R$ 1.500
10 R$ 5 mil R$ 4 mil R$ 2 mil
11 R$ 6 mil R$ 5 mil R$ 2.500
12 R$ 10 mil R$ 6 mil R$ 3 mil
13 R$ 20 mil R$ 10 mil R$ 5 mil
14 R$ 30 mil R$ 20 mil R$ 10 mil
15 R$ 40 mil R$ 30 mil R$ 15 mil
16 R$ 50 mil R$ 40 mil R$ 20 mil
17 R$ 60 mil R$ 50 mil R$ 25 mil
18 R$ 100 mil R$ 60 mil R$ 30 mil
19 R$ 200 mil R$ 100 mil R$ 50 mil
20 R$ 300 mil R$ 200 mil R$ 100 mil
21 R$ 400 mil R$ 300 mil R$ 150 mil
22 R$ 500 mil R$ 400 mil R$ 200 mil
23 R$ 600 mil R$ 500 mil R$ 250 mil
24 R$ 1 milhão R$ 600 mil R$ 0

Ganhador[editar | editar código-fonte]

Sidney Ferreira Moraes, ex-bancário aposentado de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, foi o único participante que ganhou o prêmio máximo.[17][18] Ele conta que havia estudado para o programa diariamente[19] e que sabia a resposta da pergunta milionária "Em que dia nasceu e em que dia foi registrado o presidente Lula?".[20] Atualmente, Sidney mora na capital sul-mato-grossense, onde diz que mantém uma vida tranquila e simples.[21]

Referências

  1. «Silvio Santos processado por quebra de contrato no Show do Milhão». Consultor Jurídico. Consultado em 16 de novembro de 2020 
  2. «Folha de S.Paulo - Co-autor do "Show do Milhão" processa o SBT e Silvio Santos - 08/04/2000». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 16 de novembro de 2020 
  3. «Os 13 erros e deslizes mais inacreditáveis do "Show do Milhão"». www.bol.uol.com.br. Consultado em 16 de novembro de 2020 
  4. Prêmio todo dia
  5. «Silvio Santos retoma o 'Show do Milhão', agora com crianças». Telepadi. 9 de fevereiro de 2017. Consultado em 16 de novembro de 2020 
  6. «SBT anuncia retorno do 'Show do Milhão' - Emais». Estadão. Consultado em 16 de novembro de 2020 
  7. Rodrigues, Guilherme (10 de agosto de 2017). «SBT bate o martelo e decide o destino do novo Show do Milhão». Portal Observatório da Televisão. Consultado em 19 de outubro de 2017 
  8. «Silvio Santos abre o baú do SBT e exibe Show do Milhão e programa com Xuxa». Notícias da TV — UOL. Consultado em 10 de junho de 2021 
  9. a b «Show do Milhão voltará a ser produzido pelo SBT após 12 anos fora do ar». TV Pop. 16 de junho de 2021. Consultado em 16 de junho de 2021 
  10. «Pesquisa aponta preferência do brasileiro pela TV aberta e novelas». R7.com. 19 de julho de 2021. Consultado em 19 de julho de 2021 
  11. «Problemas de direitos autorais e mania nacional: A incrível história do Show do Milhão - Televisão». NaTelinha. Consultado em 16 de novembro de 2020 
  12. «SBT anuncia retorno do 'Show do Milhão' - Emais». Estadão. Consultado em 16 de novembro de 2020 
  13. «SBT anuncia volta do "Show do Milhão"». GZH. 10 de fevereiro de 2017. Consultado em 16 de novembro de 2020 
  14. «'Show do Milhão - PicPay' abre inscrições para universitários». O ANTENA. 26 de julho de 2021. Consultado em 27 de julho de 2021 
  15. «Show do Milhão volta em forma de app». Consultado em 16 de novembro de 2020 
  16. «SBT relança 'Show do Milhão' como aplicativo com prêmios - Economia». Estadão. Consultado em 16 de novembro de 2020 
  17. Jornal da Tarde
  18. Redação, Da (14 de fevereiro de 2017). «Show do Milhão: conheça o único participante que derrotou Silvio Santos». Jornal CORREIO | Notícias e opiniões que a Bahia quer saber. Consultado em 16 de novembro de 2020 
  19. Cardoso, Rodrigo (3 de novembro de 2011). «Ex-bancário, que estudou todos os dias nos últimos quatro anos, quebra tabu de programa do SBT e ganha R$ 1 milhão». www.terra.com.br. ISTOÉ Gente. Consultado em 16 de novembro de 2020 
  20. Bia Braune & Rixa, Almanaque da TV, Ediouro
  21. «11 anos após prêmio, único vencedor do Show do Milhão tem vida simples em Campo Grande». web.archive.org. 6 de setembro de 2014. Consultado em 16 de novembro de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]