Shrek 2

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Shrek 2
Pôster promocional
 Estados Unidos
2004 •  cor •  93 min 
Direção Andrew Adamson
Kelly Asbury
Conrad Vernon
Produção Aron Warner
John H. Williams
David Lipman
Roteiro Andrew Adamson
Joe Stillman
J. David Stem
David N. Weiss
História Andrew Adamson
Baseado em Shrek!
de William Steig
Elenco Mike Myers
Eddie Murphy
Cameron Diaz
Antonio Banderas
Julie Andrews
John Cleese
Rupert Everett
Jennifer Saunders
Gênero animação, aventura, comédia, fantasia
Música Harry Gregson-Williams
Edição Michael Andrews
Sim Evan-Jones
Companhia(s) produtora(s) DreamWorks Animation
Pacific Data Images
Distribuição DreamWorks Pictures
Lançamento França 15 de Maio de 2004 (Festival de Cannes)
Estados Unidos 19 de Maio de 2004
Brasil 18 de Junho de 2004
Portugal 1 de Julho de 2004
Idioma inglês
Orçamento US$ 150 milhões [1]
Receita US$ 919.838.758[1]
Cronologia
Shrek (2001)
Shrek the Third (2007)
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

Shrek 2 é um filme norte-americano de 2004, do gênero comédia, aventura, fantasia e animação computadorizada, produzido pela DreamWorks Animation. É a sequência do filme Shrek (2001) e o segundo filme da franquia de mesmo nome. Mike Myers, Eddie Murphy e Cameron Diaz reprisam seus respectivos papéis de voz como Shrek, Burro e Fiona. Eles se juntaram a novos personagens dublados por Antonio Banderas, Julie Andrews, John Cleese, Rupert Everett e Jennifer Saunders. O filme tem três diretores: além de Andrew Adamson e Kelly Asbury, Conrad Vernon também assina a direção.

O desenvolvimento começou em 2001 e, após divergências com produtores, os roteiristas do primeiro filme foram substituídos por Adamson. A história central foi inspirada no filme Guess Who's Coming to Dinner (1967), e novas ferramentas de animação foram utilizadas para melhorar a aparência visual de cada personagem, particularmente a do Gato de Botas. Os dubladores originais também receberam um aumento significativo no salário para US$ 10 milhões, que na época estava entre os contratos mais altos em suas respectivas carreiras.

Shrek 2 estreou no Festival de Cinema de Cannes de 2004, onde competiu pela Palma de Ouro, e foi lançado nos cinemas em 19 de maio de 2004. Com críticas favoráveis ​​como a de seu antecessor, o filme arrecadou US$ 919,8 milhões no mundo todo. Ele marcou o segundo maior fim de semana de estréia de três dias na história dos EUA e a maior abertura para um filme de animação na época de seu lançamento.[2] Ele se tornou o filme de maior bilheteria de 2004 em todo o mundo. Shrek 2 também é o filme de maior sucesso da DreamWorks Animation até hoje, e detinha o título de ser o filme de animação de maior bilheteria de todos os tempos em todo o mundo até ser superado por Toy Story 3 em 2010. O filme recebeu duas indicações ao Oscar de Melhor Animação e Melhor Canção Original, e sua trilha sonora associada alcançou o Top 10 na Billboard 200 dos EUA. A sequência intitulada Shrek the Third, foi lançada três anos depois, em em 2007.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Encantado, o típico príncipe belo e corajoso que resgataria a Princesa Fiona, viaja por climas hostis até chegar ao castelo onde espera libertá-la de sua prisão. No entanto, em vez da princesa, ela encontra o Lobo, que diz que a princesa já foi resgatada e está em lua-de-mel.

Shrek e Fiona, agora recém-casados, voltam para o pântano e encontram o Burro tomando conta da casa. Quando Shrek tenta expulsá-lo, ele e Fiona se deparam com uma comitiva do reino de Tão Tão Distante, governado pelos pais de Fiona, o rei Harold e a rainha Lillian. É anunciado que "o príncipe" que resgatou Fiona está convidado para conhecer a terra natal de sua noiva e celebrar seu casamento em família, além de receber a bênção de seus pais. Shrek, incomodado com a ideia de um casal ogro se apresentar a humanos, se recusa a ir, mas acaba cedendo após a insistência de Fiona e do Burro.

Eles são levados numa longa viagem até o reino. Quando finalmente chegam, são muito mal recebidos, já que todos esperavam um casal humano. O rei Harold, em especial, se enfurece com o ogro no jantar de boas-vindas. Naquela mesma noite, o palácio do reino é rapidamente visitado pela produtora de poções Fada Madrinha e seu filho, o Príncipe Encantado, que se revela mimado e muito arrogante. Ambos demonstram um caráter vil e desprezo por Shrek, e planejam secretamente acabar com seu casamento e fazer Fiona se casar com o Príncipe. A Fada conversa com Fiona sobre seu casamento, oferecendo sua magia para uma festa luxuosa, mas Shrek intervém e diz que eles não precisam disso. Enfurecida, ela vai até o quarto real e força Harold a ter uma conversa particular e separada com ela em sua carruagem voadora, onde ameaça "acabar com a felicidade" do rei caso ele não colabore com seus planos. Sob pressão da Fada Madrinha, Harold decide contratar o famoso assassino Gato de Botas para eliminar Shrek. Harold se desculpa falsamente e marca de se encontrar com o ogro na manhã seguinte para uma "caçada matinal" em uma floresta, onde na verdade é o ponto em que ele combinou com o gato para matá-lo.

No dia seguinte, Shrek parte na companhia de Burro até o local marcado, onde o Gato inesperadamente aparece e ataca o ogro. Porém, após ser "derrotado" e revelar por quem foi mandado, o Gato acaba por se aliar aos dois. O trio vai até fábrica da Fada Madrinha para lhe pedir ajuda, pois Shrek percebe que Fiona está infeliz, mas são rejeitados por ela. Não satisfeitos, eles se infiltram então como funcionários e roubam a poção "Felizes Para Sempre", cujo efeito é reconstruir relacionamentos. Shrek e Burro tomam a poção, e quando acordam no dia seguinte estão transformados em um homem e um alazão branco, respectivamente. Fiona também é afetada pela poção, recuperando sua forma humana. A Fada Madrinha, no entanto, fica sabendo qual poção eles roubaram e decide se aproveitar da situação.

Até a noite seguinte, a Fada e o Príncipe enganam Fiona fazendo-a pensar que Encantado é na verdade Shrek sob efeito da poção, e planejam faze-la tomar uma poção do amor para se apaixonar de vez pelo Príncipe. Shrek, Burro e o Gato são pegos escutando a conversa, e são presos pelos soldados do reino após gritos da Fada Madrinha. No entanto, eles são mais tarde libertados pelas criaturas de contos de fada que ficaram em seu pântano e assistiram a sua prisão pela TV. Shrek e seus amigos conseguem invadir a festa no palácio com a ajuda de Mongo, uma versão gigante e forte, porém palerma, de Biscoito. Eles enfrentam a Fada e o Príncipe antes deste conseguir beijar Fiona. Porém, Harold, além de revelar que não havia dado a poção para a filha conforme combinado, protege Shrek de um ataque mortal da Fada, que reflete nela, desintegrando-a, mas faz com o que o rei volte para a sua forma original antes de ser ajudado pela Fada: a de um sapo.

Shrek e Fiona se reconciliam, e Harold passa a reconhecer o ogro como filho. O casal e o Burro voltam às suas formas originais quando o efeito da poção passa à meia-noite. O Burro e o Gato cantam Livin' la Vida Loca, enquanto os personagens comemoram em uma grande festa. Em uma cena pós-créditos, a Dragão, companheira de Burro, chega à Tão Tão Distante e lhe apresenta seus bebês híbridos metade burro, metade dragão.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Personagem Original Estados Unidos
Shrek Mike Myers
Burro Eddie Murphy
Princesa Fiona Cameron Diaz
Rainha Lillian Julie Andrews
Gato de Botas Antonio Banderas
Rei Harold John Cleese
Príncipe Encantado Rupert Everett
Fada Madrinha Jennifer Saunders
Pinóquio Cody Cameron
Os Três Porquinhos
Biscoito Conrad Vernon
Mongo (Biscoito-Gigante)
Padeiro
Espelho Mágico Chris Miller
Doris (Irmã Feia) Larry King
Lobo Aron Warner
Capitão da Guarda Andrew Adamson
Joan Rivers
  • No Brasil, o comediante Bussunda voltou a dar voz para Shrek, enquanto o apresentador Pedro Bial dublou Doris, a irmã Feia.[3]
  • Na versão britânica, o apresentador Jonathan Ross dublou Doris.

Referências culturais[editar | editar código-fonte]

Piadas e paródias[editar | editar código-fonte]

  • No início do filme, Shrek está beijando Fiona na praia, quando uma onda surge e uma sereia aparece beijando ele, até Fiona joga-lá no mar novamente. Essa sereira é idêntica a Ariel, de A Pequena Sereia.[4]
  • Quando o anel de casamento cai no dedo da Fiona é uma referencia ao filme O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel, onde o anel "cai" no dedo de Frodo.[4]
  • A cena em que Shrek é beijada por Fiona enquanto estava pendurada de cabeça para baixo em uma armadilha com lama em seu rosto (que Fiona limpa como uma máscara) é uma referência ao primeiro beijo de Peter Parker e Mary Jane em Homem-Aranha.[4]
  • O trompetista que continua tocando depois do resto do grupo, quando Fiona está recebendo o convite de seus pais, está tocando a música original do Hawaii Five-O.[4]
  • A terra de Tão Tão Distante é uma paródia das áreas do Sul da Califórnia, como Hollywood, inclusive Tão Tão Distante possui o mesmo tipo de letreiro de Hollywood na montanha.[5]
    • O castelo de Tão Tão Distante é uma paródia do castelo da Disney.
  • Na cena em que o Gato de Botas começa a atacar Shrek e a percorrer todo o seu corpo, arranhando-o, em um certo momento, ele sai pela sua barriga, rasgando sua camisa. Essa parte é uma sátira ao filme Alien.[4]
  • Há várias paródias de marcas e empresas famosas em Tão Tão Distante, como "Farbucks", uma paródia do Starbucks[6], "Burger Prince",[7] uma paródia de Burger King, "Abercrombie & Witch", uma paródia da Abercrombie & Fitch, "Pewtery Barn",[7] uma paródia de Pottery Barn, "Armani Armory",[7] uma paródia da Armani, "Tower of London Records", uma paródia da Tower Records,[7] "Versarchery",[7] uma peça da gravadora Versace, e "Old Knavery",[7] uma paródia da Old Navy.
  • Na cena em que o Rei Harold, a Rainha Lilian, Shrek e Fiona gritam furiosamente o nome um do outro (com o Burro alegremente chamando seu próprio nome) depois que o jantar é arruinado é uma referência ao The Rocky Horror Picture Show.[4]
  • O número musical da Fada Madrinha com a mobília do quarto da Fiona faz paródia às canções Bibidi Babidi Boo, de Cinderela e À Vontade de A Bela e a Fera.
  • O personagem Gato de Botas foi baseado no personagem Zorro, interpretado nos cinemas por Antonio Banderas, que também é o dublador do Gato. Vários trejeitos do felino foram inspirados com base na interpretação de Banderas no filme The Mask of Zorro.[4]
    • A cena onde o Gato risca a letra P (de Puss in Boots, seu nome original) no tronco de uma árvore com sua espada faz referência ao Zorro.[4]
  • Na cena em que Shrek derruba o balde de poções na fábrica da Fada Madrinha, dois operários se transformam em um castiçal e em um relógio, fazendo uma paródia dos personagens de A Bela e a Fera.[5]
  • Quando Shrek, Burro e o Gato estão saindo da sala de poções da Fada Madrinha com a porta se fechando, o Gato desliza sobre o chão e ainda consegue salvar seu chapéu, assim como Indiana Jones em O Templo da Perdição.[4]
  • O Burro grita "Estou derretendo!" quando começa a chover, fazendo um referência à Bruxa Malvada do Oeste em O Mágico de Oz.[4]
  • Durante uma cena dentro do bar Maçã Envenenada, o Gato bebe uma dose de leite e diz: "Odeio segundas-feiras!", uma referência à frase de efeito do gato dos quadrinhos Garfield.[5]
  • A cena em que o Pinóquio, o Homem-Biscoito, Os Três Porquinhos e o Lobo Mau vão salvar Shrek, Burro e o Gato de Botas do calabouço onde estão presos é uma paródia ao filme Missão Impossível, inclusive contendo a música tema do mesmo.[4]
  • No final do filme, durante o número musical do Burro e do Gato de Botas, o Gato puxa uma corda e joga água nele mesmo em uma referência ao filme Flashdance.[4]
  • A cena em que vários personagens de contos de fadas, incluindo a Fada Madrinha, chegam ao Castelo de Tão Tão Distante é uma paródia ao Tapete Vermelho do Óscar.[5]
    • A atriz, comediante e apresentadora Joan Rivers aparece como ela mesma, apresentando a cerimônia na cena.
  • Shrek chama o biscoito gigante de "Mongo", em uma referência ao personagem igualmente estúpido, mas incrivelmente forte de mesmo nome em Blazing Saddles. Mongo é uma paródia de monstros da ficção como Frankenstein, Godzilla e Sr. Stay Puft, o Homem de Marshmallow de Os Caça-Fantasmas.[4]
  • Quando Mongo afunda no fosso em frente ao castelo, ele diz "Seja bom" para o Biscoito, em referência ao filme E.T. - O Extraterrestre, de Steven Spielberg (co-fundador da Dreamworks).[4]
  • O número musical da Fada Madrinha com um vestido vermelho no baile é uma paródia da clássica performance de Michelle Pfeiffer no filme Susie e os Baker Boys.[4]
  • Ao final do filme, o Rei Harold volta a sua forma original, a de um sapo, em uma paródia da fábula A Princesa e o Sapo.
  • Levando o humor do filme para um lado mais adulto, a cena em que Shrek, o Burro e o Gato estão sendo presos por guardas do reino, um deles encontra um saco de erva de gato com o Gato de Botas, que afirma não ser dele. Isso faz referência ao porte de drogas ilícitas. O programa que exibe a prisão dos três se chama Cavaleiros, uma paródia da série policial Cops.[4]

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

O filme estreou nos Estados Unidos no dia 19 de maio de 2004 e arrecadou $108,037,878, ficando em primeiro lugar nas bilheterias, e na época bateu o recorde de maior arrecadação em um único dia ($44,797,042). Também contém a segunda maior abertura da história, atrás apenas de Homem-Aranha.

Arrecadou ótimos $441,226,247 na América do Norte e $478,612,511 nos outros países. Somando, a arrecadação foi de $919,838,758. 

Recepção[editar | editar código-fonte]

Comentários do filme foram, em geral, positivos, conquistando 88% no Rotten Tomatoes por ‎233 votos, levando o consenso "Pode não ser tão fresco como o original, mas o humor tópico e os personagens secundários coloridos fazem Shrek 2 um vencedor por si próprio''.[8] No Metacritic, o filme mantém uma pontuação de 75% em 100, com base em 40 críticos, indicando "revisões positivas''.[9]

Videogames[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Shrek 2 (jogo eletrônico)
  • Shrek 2 (Shrek 2: Team Action) (2004)
  • Shrek 2 Activity Center: Twisted Fairy Tale Fun (2004)[10]
  • Shrek 2: Beg for Mercy (2004)[11]
  • Shrek Super Slam (2005)
  • Shrek Smash n' Crash Racing (2006)


Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

  1. "Accidentally in Love" (Adam Duritz, Dan Vickrey, David Immerglück, Matthew Malley)Counting Crows
  2. "Holding Out for a Hero" (Dean Pitchford, Jim Steinman) — Frou Frou
  3. "Changes" (David Bowie)Butterfly Boucher com David Bowie
  4. "As Lovers Go (Ron Fair Remix)" (Chris Carrabba)Dashboard Confessional
  5. "Funkytown" (Steven Greenberg)Lipps, Inc.
  6. "I'm on My Way" (Clint Bierman, Rich Price) — Rich Price
  7. "I Need Some Sleep" (Mark Oliver Everett)Eels
  8. "Ever Fallen in Love" (Pete Shelley)Pete Yorn
  9. "Little Drop of Poison" (Kathleen Brennan, Tom Waits)Tom Waits
  10. "You're So True" (Joseph Arthur)Joseph Arthur
  11. "People Ain't No Good" (Nick Cave)Nick Cave & the Bad Seeds
  12. "Fairy Godmother Song" (Andrew Adamson, Aron Warner, Dave Smith, Harry Gregson-Williams, Stephen Barton, Walt Dohrn)Jennifer Saunders
  13. "Livin' la Vida Loca" (Desmond Child, Robi Rosa)Eddie Murphy & Antonio Banderas
  14. "Holding Out for a Hero" (faixa bônus) — Jennifer Saunders

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

  1. "Disco Inferno", da banda The Trammps, cantada pelo Burro.
  2. "Mr. Roboto", da banda Styx, cantada por Pinóquio.
  3. "Girls Just Want to Have Fun", da cantora Cyndi Lauper, cantada pela Doris.
  4. "Hungry Like the Wolf", da banda Duran Duran, cantada pelo Lobo Mau. (participacao especial: Os Três Porquinhos)
  5. "I'm Too Sexy", da banda Right Said Fred, cantada pelo Príncipe Encantado.
  6. "I Can See Clearly Now", do cantor Johnny Nash, cantada pelos Três Ratos Cegos.
  7. "Sugar, Sugar", da banda The Archies, cantada pelo Biscoito. (participacao especial: Fada Madrinha)
  8. "Hooked on a Feeling", da banda Blue Swede, cantada pelo Capitão Gancho.
  9. "These Boots Are Made for Walkin'', da cantora Nancy Sinatra, cantada pelo Gato de Botas.
  10. "What I Like About You", da banda The Romantics, cantada por Shrek e Fiona.
  11. "My Way", do cantor Frank Sinatra, cantada por Simon.

Referências

  1. a b «Shrek 2 (2004)». Box Office Mojo. Consultado em 1 de março de 2011 
  2. Gray, Brandon (24 de maio de 2004). «"'Shrek 2' Lands Far, Far Ahead of Summer Pack"». Cópia arquivada em 5 de novembro de 2013 
  3. «Pedro Bial dubla "Shrek 2"». Terra. 18 de maio de 2004. Consultado em 14 de junho de 2018 
  4. a b c d e f g h i j k l m n o p q Audrey Worboys (11 de maio de 2018). «22 referências à cultura pop que talvez você tenha perdido nos filmes do Shrek». BuzzFeed 
  5. a b c d Hill, Jim. «"Shrek 2" features dizzying array of in-jokes and cultural references. Did you spot them all?"». Skwigly. Consultado em 13 de junho de 2018 
  6. «"Starbucks becomes pop up Farbucks"». TNT Magazine. 14 de junho de 2015 
  7. a b c d e f Wloszczyna, Susan (20 de maio de 2004). «"Blink during 'Shrek 2' and you'll miss a joke"». USA Today. Consultado em 9 de junho de 2015 
  8. «Shrek 2». www.rottentomatoes.com. 19 de maio de 2004. Consultado em 20 de janeiro de 2016 
  9. «Shrek 2». Metacritic. Consultado em 20 de janeiro de 2016 
  10. «Shrek 2 Activity Center: Twisted Fairy Tale Fun - PC - IGN». 27 de janeiro de 2013. Consultado em 20 de janeiro de 2016 
  11. «Shrek 2: Beg for Mercy (Game Boy Advance)». IGN. Consultado em 20 de janeiro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Shrek 2