Sibila de Borgonha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Sibila de Borgonha
A rainha em representação do monge Pedro de Eboli.
Rainha consorte da Sicília
Reinado 1149 - 19 de setembro de 1150
Antecessor(a) Elvira de Castela
Sucessor(a) Beatriz de Rethel
 
Cônjuge Rogério II da Sicília
Casa Borgonha (por nascimento)
Altavila (por casamento)
Nascimento 1126
Morte 19 de setembro de 1150 (24 anos)
  Salerno, Campânia, Itália
Sepultado em Abadia da Santíssima Trindade de Cava de' Tirreni, Campânia, Itália
Pai Hugo II, Duque da Borgonha
Mãe Matilde de Mayenne

Sibila de Borgonha (em francês: Sibylle de Bourgogne; 1126Salerno, 19 de setembro de 1150)[1] foi rainha consorte da Sicília como a segunda esposa de Rogério II. Ela era filha de Hugo II, Duque da Borgonha e de Matilde de Mayenne.

Família[editar | editar código-fonte]

Seus avós paternos eram Odo I, Duque da Borgonha e Sibila da Borgonha. Seus avós maternos eram Gautier II de Mayenne e Adelina.

Sibila era a terceira filha e oitava criança de seus pais. Entre seus onze irmãos estavam: Clemência, esposa de Godofredo III, senhor de Donzy; Odão II da Borgonha, sucessor do pai; Roberto e Henrique, ambos bispos de Autun, na Borgonha; Raimundo, conde de Grignon, casado com Inês de Thiern; Matilde, casada com Guilherme VII de Montpellier, etc.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Sibila se casou com o rei Rogério II em 1149. Ele era filho de Rogério I da Sicília e de Adelaide del Vasto. Anteriormente ele havia sido marido de Elvira de Castela, que lhe deu filhos.

A rainha deu à luz Henrique em 29 de agosto de 1149, que morreu jovem, e depois teve um filho sem nome, nascido em 16 de setembro de 1150, e morreu de complicações do parto, no dia 19 de setembro.

Foi enterrada na Abadia da Santíssima Trindade de Cava de' Tirreni.

Após sua morte, o rei se casou com Beatriz de Rethel.

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Sibila de Borgonha

Referências