Siderbrás

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Diário Oficial 18 de setembro de 1991 - Siderurgia Brasileira S.A. - Balanço Patrimonial em 31 de dezembro de 1990

Siderbrás, ou Siderurgia Brasileira S.A., foi uma estatal brasileira que atuou como holding de empresas de siderurgia.

História[editar | editar código-fonte]

Foi criada em setembro de 1973 para controlar e coordenar a produção de aço no Brasil. Recebeu a transferência da participação acionária do BNDES em várias empresas do setor. Dentre as mais importantes: 73% da Usiminas, 87% da Cosipa e 93% da Cofavi.[1]

Seu primeiro presidente foi general Alfredo Américo da Silva. Em 1978, por divergências com o ministro Calmon de Sá, Américo renunciou.[2] Foi substituído no cargo por Henrique Brandão Cavalcanti.[3] Este foi substituído em marco de 1985 por Amaro Lanari Júnior.[4]

Em junho de 1987 um decreto do presidente Sarney exonerou Amaro Lanari da presidência.[5] Foi noticiado à época que as duas principais divergências foram sua posição contra a indicação de políticos para os cargos das subsidiárias e sua opinião que a Usina do Maranhão (Usimar) era "dispensável."[5]

Em 1988 se iniciou o Plano de Saneamento do Sistema Siderbrás. Foram vendidas empresas menores da estatal, absorvidas pela Gerdau e Villares.[1]

Liquidação e privatizações[editar | editar código-fonte]

Em abril de 1990, durante o governo Collor, a Siderbrás foi extinta assim como outras estatais: Portobrás, Interbrás, e Embrafilme.[6]

À época da sua liquidação a Siderbrás tinha participação acionário majoritária nas seguintes empresas: Aço Minas Gerais S.A., Aços Finos Piratini S.A., Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), Companhia Siderúrgica Paulista (Cosipa), e Usinas Siderúrgicas de Minas Gerais S.A. (Usiminas).[7] Essas empresas de siderurgia foram privatizadas.[1]

Presidentes da Siderbrás[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c São Paulo, Elizabeth Maria de (2002). Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social 50 Anos: Histórias Setoriais. [S.l.]: DBA 
  2. «Américo pedirá demissão». Estado de S. Paulo. 30 de maio de 1978 
  3. «Novo presidente da Siderbrás assume 2a feira». Estado de S. Paulo. 1 de junho de 1978 
  4. «Nomeados presidentes das empresas do MIC». Estado de S. Paulo. 19 de março de 1985 
  5. a b «Decreto de Sarney tira Lanari da presidência da Siderbrás». Estado de S. Paulo. 20 de junho de 1987 
  6. «D99226». www.planalto.gov.br. Consultado em 10 de novembro de 2020 
  7. «Siderurgia Brasileira S.A. Balanço Patrimonial em 31 de dezembro de 1990» (PDF). Diário Oficial. 18 de setembro de 1991 
  8. Correio da Manhã. 25 de outubro de 1973 http://memoria.bn.br/DocReader/Hotpage/HotpageBN.aspx?bib=089842_08&pagfis=38558&url=http://memoria.bn.br/docreader#  Em falta ou vazio |título= (ajuda)