Sidnei Franco da Rocha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sidnei Franco da Rocha
Prefeito de Franca
Período 1 de Janeiro de 2005 até
31 de dezembro de 2012
Antecessor(a) ( Por 3 vezes Prefeito de Franca SP)
Vida
Nascimento 22 de agosto de 1943 (72 anos)
Itirapuã, São Paulo
Dados pessoais
Partido PSDB
Profissão radialista, advogado e empresário

Sidnei Franco da Rocha (Itirapuã, 22 de agosto de 1943) é radialista, advogado, político e ex-prefeito cidade de Franca.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu na cidade de Itirapuã a 22 de agosto de 1943.[2]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Sidnei Rocha elegeu-se vereador em 1976 pelo MDB governou a cidade a partir de 1º de fevereiro de 1983, num mandato de seis anos.

Apesar de ter conseguido realizar uma gestão considerada ótima ou boa por 87% dos francanos, segundo pesquisa Datafolha, Sidnei Rocha renunciou à prefeitura de Franca e assumiu a presidência da VASP no dia 5 de abril de 1987, a Viação Aérea São Paulo S.A. Com inúmeros problemas administrativos, deixou o cargo em 22 de dezembro de 1988. Em janeiro de 1989, assume cargo de destaque no SBT, mas permaneceu por apenas 60 dias.[2]

Sidnei Rocha volta a Franca em 1989 para assumir definitivamente o controle e a direção das rádios Hertz AM e FM, que havia adquirido em 1985, em uma operação que envolveu sócios da Empresa de Ônibus São José, estes por sua vez que haviam adquirido as emissoras do antigo proprietário, Garcia Netto, em 1983. A compra das emissorasfoi considerada suspeita por opositores políticos. Ao mesmo tempo, assume a direção da Rádio Sociedade, de Uberaba, cujo proprietário é o ex-patrão de Sidnei, Agostinho Galgani da Silva, também proprietário da Rádio Franca do Imperador, de Franca.

Antes de voltar definitivamente à política, Sidnei volta a ser candidato a prefeito em 1992, a candidatura naufraga e ele termina a votação com menos de 9 mil votos, na quarta colocação.

Com a alegação de que está preocupado com suas empresas, Sidnei não disputa as eleições de 1996, e volta à campanha em 2000, já filiado ao PPS. Perde para o então prefeito, Gilmar Dominici, do PT, do qual também se torna feroz crítico.

Em 2004, com o slogan "Os bons tempos voltarão", Sidnei se elege prefeito, com 57.914 votos, o que corresponde a 36% dos votos válidos. Assumiu a prefeitura de Franca em 1º de janeiro de 2005, tendo como vice Ary Balieiro, que havia sido seu vice na primeira gestão.

Nas eleições de 2008, foi reeleito prefeito com 110.476 votos e permaneceu no cargo até 31 de dezembro de 2012.

Cargos exercidos[editar | editar código-fonte]

  • Vice-presidente da Liga Francana Amador de Futebol
  • Assessor de Esportes da Prefeitura de Franca (1972-1975)
  • Vereador em Franca (1976-1982)
  • Prefeito de Franca (1983-87, 2005-2008 e 2009-2012)
  • Presidente da Viação Aérea São Paulo (1987-88)
  • Vice-presidente da Frente Nacional de Prefeitos, atual Confederação Nacional de Municípios
  • Por duas vezes Presidente da FETANP Federação de Teatro Amador do Nordeste Paulista, anos 70.
  • Fundador do ICACESP Instituto Cultural de Artes Cênicas do Estado de São Paulo[3]
  • 2014 - Conselheiro da SABESP[4]


Precedido por
Maurício Sandoval Ribeiro
Prefeito de Franca
19831987
Sucedido por
Ary Pedro Balieiro
Precedido por
Gilmar Dominici
Prefeito de Franca
20042008
Sucedido por
atual
Precedido por
atual
Prefeito de Franca
20052012
Sucedido por
atual

Referências

  1. «Sidnei Rocha». Prefeitura Municipal de Franca. Consultado em 18/5/2016. 
  2. a b «Trajetória de Prefeito tucano é destaque na imprensa». Tucano.org - Diretório Estadual do PSDB São Paulo. Consultado em 18/5/2016. 
  3. Roberto Villani (2012). «ICACESP, o Instituto da Cultura e da Amizade». Artefato Cultural. Consultado em 18/5/2016. 
  4. Edson Arantes (23/10/2014). «A convite de Alckmin, Sidnei Rocha se torna conselheiro da Sabesp». GCN.net. Consultado em 18/5/2016.