Sidney Lumet

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sidney Lumet
Lumet no Festival Internacional de Cinema de Toronto, em 2007.
Nascimento 25 de junho de 1924
Filadélfia, Pensilvânia
 Estados Unidos
Morte 9 de abril de 2011 (86 anos)
Nova York, Nova York
 Estados Unidos
Cônjuge Rita Gam (1949–1954)
Gloria Vanderbilt (1956–1963)
Gail Jones (1963–1978)
Mary Gimbel (1980–2011)
Causa da morte Linfoma

Sidney Lumet (Filadélfia, 25 de junho de 1924Nova York, 9 de abril de 2011) foi um cineasta estadunidense que dirigiu mais de 50 filmes, entre eles 12 Angry Men (br: Doze Homens e uma Sentença / pt: Doze Homens em Fúria), de 1957, Dog Day Afternoon (br/pt: Um Dia de Cão), de 1975, Network (br: Rede de Intrigas / pt: Escândalo na TV), de 1976, Prince of the City (br: O Príncipe da Cidade / pt: O Príncipe da Cidade), de 1981 e The Verdict (br: O Veredito / pt: O Veredicto), de 1982, obras que lhe renderam indicações ao Oscar.[1] [2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

De acordo com a Encyclopedia of Hollywood, Lumet foi um dos mais prolíficos diretores da era moderna do cinema, tendo feito mais de um filme por ano desde sua estreia, em 1957.[3] Foi conhecido especialmente por sua capacidade de atrair os principais atores para seus projetos, "devido à sua economia visual, sua forte direção de atores, narrativas vigorosas e seu uso da câmera para acentuar os temas", de acordo com a Turner Classic Movies. "Lumet produziu um catálogo de obras que só pode ser definido como extraordinário."[4]

Um dos temas mais constantes durante sua carreira foi a atenção dedicada à "fragilidade da justiça e da polícia, e sua corrupção", segundo o crítico David Thomson. Lumet pode extrair "performances poderosas dos atores principais", e foi uma das figuras mais importantes no cenário cinematográfico de Nova York. Sua sensibilidade com os atores e os ritmos da cidade fizeram dele o "mais longevo descendente americano da tradição neorealista da década de 1950 e de seu compromisso urgente com a responsabilidade ética".

Lumet começou sua carreira como um diretor teatral off-Broadway, tornando-se posteriormente um diretor de televisão altamente eficiente. Seu primeiro filme foi um de seus melhores trabalhos: uma obra bem atuada e escrita, considerada por muitos um "filme problema", 12 Angry Men (Doze Homens e uma Sentença / Doze Homens em Fúria), de 1957. Desde então, Lumet dividiu suas energias entre outros filmes idealísticos, juntamente com adaptações de peças e romances e comédias de humor negro filmadas em Nova York. 12 Angry Men também lhe tornou responsável por liderar a primeira onda de diretores que fizeram uma transição bem-sucedida da televisão para o cinema. Por ter sido um dos diretores mais constantes e competentes da última metade do século XX, recebeu em 2005 um Oscar honorário por seus "brilhantes serviços aos roteiristas, artistas, e à arte do cinema".

Faleceu em 9 de abril de 2011 aos 86 anos.[5]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Ano Título Título no Brasil Título em Portugal
1957 12 Angry Men Doze Homens e uma Sentença Doze Homens em Fúria
1958 Stage Struck Quando o Espetáculo Termina Lágrimas da Ribalta
1959 That Kind of Woman Mulher daquela Espécie Uma Certa Mulher
1959 The Fugitive Kind Vidas em Fuga O Homem na Pele da Serpente
1961 A View from the Bridge Panorama Visto da Ponte Do Alto da Ponte
1962 Long Day's Journey Into Night Longa Jornada Noite Adentro Longa Jornada para a Noite
1964 The Pawnbroker O Homem do Prego O Agiota
1964 Fail-Safe Limite de Segurança Missão Suicida
1965 The Hill A Colina dos Homens Perdidos A Colina Maldita
1966 The Group O Grupo O Grupo do Colégio
1967 The Deadly Affair Chamada para um Morto Duas Plateias para a Morte
1968 Bye Bye Braverman Grotesca Despedida Bye Bye Braverman
1968 The Sea Gull A Gaivota A Gaivota
1969 The Appointment O Encontro O Rendez-Vous
1970 King: A Filmed Record...
Montgomery to Memphis
1970 Last of the Mobile Hot Shots
1971 The Anderson Tapes O Golpe de John Anderson O Dossier Anderson
1972 Child's Play
1972 The Offence Até os Deuses Erram
1973 Serpico
1974 Lovin' Molly
1974 Murder on the Orient Express
1975 Dog Day Afternoon Um Dia de Cão Um Dia de Cão
1976 Network Rede de Intrigas Escândalo na TV
1977 Equus
1978 The Wiz O Mágico Inesquecível O Feitiço
1980 Just Tell Me What You Want
1981 Prince of the City O Príncipe da Cidade O Príncipe da Cidade

feature=related scenes]

1982 Deathtrap Armadilha Mortal Armadilha Mortal
1982 The Verdict O Veredito O Veredicto
1983 Daniel
1984 Garbo Talks
1986 Power Os Donos do Poder As Chaves do Poder
1986 The Morning After A Manhã Seguinte A Manhã Seguinte
1988 Running on Empty O Peso de um Passado Fuga sem Fim
1989 Family Business Negócios de Família Negócios de Família
1990 Q & A Q & A - Sem Lei, Sem Justiça Inquérito Escaldante
1992 A Stranger Among Us Uma Estranha entre Nós Uma Estranha entre Nós
1993 Guilty as Sin Culpado como o Pecado Culpa Formada
1997 Night Falls on Manhattan Sombras da Lei O Lado Obscuro da Lei
1997 Critical Care O Impaciente
1999 Gloria Gloria - A Mulher Gloria
2004 Strip Search
2006 Find Me Guilty Sob Suspeita
2007 Before the Devil Knows You're Dead Antes que o Diabo Saiba que Você Está Morto

Premiações[editar | editar código-fonte]

  • Recebeu quatro indicações ao Óscar de Melhor Diretor, por "12 angry men" (1957), "Dog Day Afternoon" (1975), "Network" (1976) e "The Veredict" (1982).
  • Indicação ao Óscar, na categoria de Melhor Roteiro Adaptado, por "O Príncipe da Cidade" (1981).
  • Recebeu cinco indicações ao Globo de Ouro, na categoria de Melhor Diretor, por "Dog Day Afternoon" (1975), "Network" (1976), "Prince of the City" (1981), "The Veredict" (1982) e "Running on empty" (1988). Venceu em 1976.
  • Recebeu quatro indicações ao BAFTA, na categoria de Melhor Diretor, por "Murder on the Orient Express" (1974), "Serpico" (1974), "Dog Day Afternoon" (1975) e "Network" (1976).
  • Recebeu duas indicações ao BAFTA, na categoria de Melhor Filme Britânico, por "The Hill" (1965) e "The Deadly Affair" (1967).
  • Urso de Ouro, no Festival de Berlim, por "12 angry men" (1957).
  • Prêmio OCIC, no Festival de Berlim, por "12 angry men" (1957).
  • Prêmio FIPRESCI, no Festival de Berlim, por "The Pawnbroker" (1964).
  • Prêmio Pasinetti, no Festival de Veneza, por "Prince of the city" (1981).
  • Prêmio Bodil de Melhor Filme Americano, por "12 angry men" (1957).
  • Prêmio Bodil de Melhor Filme Não-Europeu, por "The Pawnbroker" (1964).

Referências

  1. Robert Berkvist (9 de abril de 2011). Sidney Lumet, Director of American Film Classics, Dies at 86 (em inglês). The New York Times. Página visitada em 9 de abril de 2011.
  2. Rubens Ewald Filho (9 de abril de 2011). Morre Sidney Lumet (em português). Blog do Rubens Ewald Filho. R7.com. Página visitada em 9 de abril de 2011.
  3. Siegel, Scott e Barbara. The Encyclopedia of Hollywood (2004) Checkmark Books, 256
  4. "TCM Biography"
  5. Diretor Sidney Lumet morre em Nova York - Cinema - iG. ultimosegundo.ig.com.br. Página visitada em 09 de Abril de 2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre cineastas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.