Sigge Parling

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Gnome globe current event.svg
Este artigo é sobre uma pessoa que morreu recentemente.
Algumas informações relativas às circunstâncias da morte podem mudar a qualquer instante.

Editado pela última vez em 19 de setembro de 2016.

Sigge Parling
Sigge Parling
A Seleção Sueca vice-campeã de 1958. Parling é o último agachado, da
esquerda para a direita.
Informações pessoais
Data de nasc. 26 de março de 1930
Local de nasc.  Suécia
Falecido em 17 de setembro de 2016 (86 anos)
Seleção nacional
Flag of Sweden.svg Suécia

Sigvard "Sigge" Parling (26 de março de 1930  — 17 de setembro de 2016) foi um futebolista sueco. Ele competiu na Copa do Mundo FIFA de 1958, sediada na Suécia, na qual a seleção de seu país foi a vice-campeã.[1][2]

Em relato à Revista Trivela, contou o sentimento geral antes e após a final:

Cquote1.svg Naquela hora (em que começou a chover, pouco antes da partida), pensamos: 'como enfrentar um time tão rápido com o gramado molhado? (…) O Brasil tinha um time homogêneo. Pelé e Garrincha eram bons, mas a equipe contava com jogadores excepcionais em todas as posições. Para nós, chegar até lá já era uma grande surpresa (…). Perdemos, mas aqueles jogadores brasileiros nos fascinavam[3] Cquote2.svg

Também comentou a respeito da decisão ao site Trivela:

Cquote1.svg Mesmo sem Pelé aquele time brasileiro de 58 era muito bom. Pelé era jovem e surgiu só mais tarde. O segredo do Brasil era ser um time homogêneo. Mas foi legal jogar contra o Pelé. Ele não saiu muito para o jogo no primeiro tempo, mas no segundo sim e inclusive fez gols, mas eu destacaria também Garrincha, Didi, Vavá e Zagallo, que eram grandes jogadores também. (…) De certa forma Pelé nos fascinava. Ele apareceu muito bem na semifinal contra a França e foi melhorando, só se tornou fundamental para o time depois. (…) O Garrincha decidiu o jogo, ele correu muito pelas laterais do campo, fez 1 a 1 e o 2 a 1 e então os brasileiros ficaram confiantes para jogar o segundo tempo. Nós, de certa forma, já estávamos contentes em estar na final e justamente contra o Brasil não fizemos nossa melhor partida. Na semifinal, fomos verdadeiros guerreiros contra os alemães. O Brasil nunca mais teve uma seleção tão homogênea como aquela, sempre conseguiu formar bons times, mas sempre com algum ponto fraco.[4] Cquote2.svg

Em seus últimos anos, dedicava-se à criação de cavalos.[3]

Morreu em 17 de setembro de 2016, aos 86 anos.[5]

Referências

  1. «Seleção Sueca na Copa do Mundo FIFA de 1958». Fifa.com. Consultado em 1 de setembro de 2010. 
  2. «Jogos da Copa de 1958 - Classificação». Universo Online. Consultado em 1 de setembro de 2010. 
  3. a b "O melhor venceu", Luciana Zambuzi, Trivela número 28, junho de 2008, Trivela Comunicações, págs. 33-37
  4. "O Brasil nunca teve seleção como aquela", Luciana Zambuzi, Trivela.com
  5. «Sigvard Parling är död – blev 86 år gammal» (em sueco). Expressen. 18 de setembro de 2016. Consultado em 19 de setembro de 2016. 
Bandeira de SuéciaSoccer icon Este artigo sobre futebolistas suecos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.