Sigh No More (álbum de Mumford & Sons)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sigh No More
Álbum de estúdio de Mumford & Sons
Lançamento 2 de outubro de 2009
Gravação 2008 - 2009
Gênero(s) Folk rock, indie folk
Duração 48:33
Gravadora(s) Island
Glassnote
Produção Markus Dravs
Cronologia de Mumford & Sons
Babel
(2012)
Singles de Sigh No More
  1. "Little Lion Man"
    Lançamento: 11 de agosto de 2009
  2. "Winter Winds"
    Lançamento: 6 de dezembro de 2009
  3. "The Cave"
    Lançamento: 26 de fevereiro de 2010
  4. "Roll Away Your Stone"
    Lançamento: 3 de junho de 2010

Sigh No More é o álbum de estreia da banda britânica de folk rock Mumford & Sons.[1] Foi lançado em 02 de outubro de 2009 no Reino Unido[2], e em 16 de fevereiro de 2010 nos Estados Unidos e Canadá. O álbum debutou no UK Albums Chart na 11ª posição em 11 de outubro conseguindo atingir o 2º lugar em 20 de fevereiro de 2011, em sua 72ª semana na parada e na sequência da sua vitória Álbum do Ano no Brit Awards 2011. No início de 2011, o álbum alcançou o 2º lugar na Billboard 200 nos EUA.

Em 20 de julho de 2010, foi nomeado para o Mercury Prize, concedido anualmente ao melhor álbum britânico e irlandês[3] Em 6 de dezembro de 2010, uma versão de luxo foi lançado. Isto incluiu o álbum original, um CD ao vivo do show no O2 Shepherds Bush Empire, e um DVD contendo as três partes do Gentlemen of the Road documentaries. Em 15 de fevereiro de 2011, o álbum recebeu o prêmio de álbum do ano no Brit Awards[4] Nos Estados Unidos, foi o terceiro álbum mais baixado digitalmente em 2011, vendendo 761,000 cópias[5].

Recepção[editar | editar código-fonte]

Recepção da critica[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Pontuações agregadas
Fonte Avaliação
Metacritic 68/100[6]
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
AbsolutePunk 4.5 de 5 estrelas. [7]
All Music Guide 3 de 5 estrelas. [8]
BBC (positiva) [9]
Paste Magazine 9.1/10 [10]
Pop Matters 8/10 [11]
Rolling Stone 3 de 5 estrelas. [12]
Spin 4 de 5 estrelas. [13]
Sputnikmusic 3.5 de 5 estrelas. [14]
The Guardian 3 de 5 estrelas. [15]
The New York Times 3.5 de 5 estrelas. [16]

Gregory Robson em uma análise para o Absolute Punk, em que avaliou o álbum com nota 9, dizendo que, "O que é mais emocionante em Sigh No More é que não é um décimo álbum de uma banda, onde eles finalmente acertam o passo. Este é de fato um primeiro disco da banda. Além dos três EPs, não há grande catálogo de material. E depois há a juventude. Como é que um disco com esta visão de futuro, dramático, intemporal que vêm de quatro rapazes tão jovens? Quem é verdadeiramente mais precoce do que eles? Transformador, êxtase e totalmente confiante, Sigh No More é como uma cabeça e ombros acima da concorrência"[7]. A revista BBC Music publicou uma análise positiva para o álbum, dizendo "Sigh No More vê quatro membros em 'Mumford and Sons' riscando para um território igualmente distinto, conquistando uma maior parte vencedora, sendo uma estréia que merece um público à altura das suas convicções impressionantes[9].

Rachel Dovey publicou uma análise para a Paste Magazine dizendo: "Este é um álbum que acerta de primeira. Mas quando você reunir-se, receber de volta e ouvir de novo, você vai querer apenas apertar o botão play pela segunda vez. Mumford & Sons não tem nenhuma razão para se desculpar em 'Sigh No More', pois é uma 'estréia assassina'"[9]. Ben Schumer ao Pop Matters, avaliou o álbum o disco com nota 8, onde o disse que: "Sigh No More inspira evangelismo por pura força de vontade. Entre lamentação emocionante de Mumford and Sons, é um renascimento difícil de resistir. Não é um registro impecável, mas ele faz um trabalho muito bom de fazer você olhar para o outro lado. Quanto mais ouvir este álbum, mais eu percebo que é contra o cinismo revestida de teflon"[11].

Jon Young escreveu a revista Spin que "Com canções folclóricas e heroicas vindo para esta estréia vencendora, Marcus Mumford e seus companheiros de Hale (que não são parentes) empregam uma estratégia que traz mais sutileza do que a maioria dos roqueiros já vistos". O analista e elogiou as canções "Roll Away Your Stone" e "I Gave You All", afirmando que "Refletiram sobre o verdadeiro amor e verdade cósmica nessas melodias empolgantes"[13]. Davey Boy foi critico em sua análise ao Sputnikmusic, dizendo que: "Como todo álbum que tenta trazer um pouco de acessibilidade a um gênero especifico, "Sigh No More" é a certeza de ter seus detratores. Fraquezas, como ser muito liso, letras repetitivas e uma estrutura rígida música vai ser levantada, assim como o debate cansativo sobre educação da banda", mas ressaltou que "No entanto, é preciso também ter em mente que este é um LP de estréia por um quarteto bastante jovem[14].

Prêmios e Indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Trabalho Nomeado Resultado Ref.
2011 Billboard Music Awards Melhor Álbum de Rock Sigh No More Venceu [17]
Melhor Álbum Alternativo Venceu
Melhor canção Alternativo The Cave Indicado
Little Lion Man Indicado
Melhor canção de Rock Indicado
Brit Awards Álbum Britânico do ano Sigh No More Venceu [18]
Grammy Awards Melhor canção de Rock Little Lion Man Indicado [19]
2012 Gravação do ano The Cave Indicado [20]
Canção do ano Indicado
Melhor canção de Rock Indicado
Melhor performance rock Indicado

Desempenho Comercial[editar | editar código-fonte]

O álbum vendeu mais de um milhão de cópias tanto no Reino Unido quanto dos Estados Unidos[21]. Sendo que nos EUA, o álbum vendeu em 2010, 626.000 cópias e em 2011, 1,282.000[22][23]. E até outubro de 2012, já teria vendido 3,04 milhões de cópias no país[24], e se tornou apenas o sétimo a álbum da história (até então) a vender mais de um milhão de cópias digitais com 1,650,000 de cópias vendidas[25].

Lista de Faixas[editar | editar código-fonte]

Edição padrão[26]
N.º Título Compositor(es) Produtor(es) Duração
1. "Sigh No More"   Ted Dwane, Ben Lovett, Country Winston, Marcus Mumford Markus Dravs 3:27
2. "The Cave"   Dwan, Lovett, Winston, Marcus Dravs 3:33
3. "Winter Winds"   Dwan, Lovett, Winston, Marcus Dravs 3:39
4. "Roll Away Your Stone"   Dwan, Lovett, Winston, Marcus Dravs 4:26
5. "White Blank Page"   Dwan, Lovett, Winston, Marcus Dravs 4:14
6. "I Gave You All"   Dwan, Lovett, Winston, Marcus Dravs 4:14
7. "Little Lion Man"   Dwan, Lovett, Winston, Marcus Dravs 4:07
8. "Timshel"   Dwan, Lovett, Winston, Marcus Dravs 2:53
9. "Thistle & Weeds"   Dwan, Lovett, Winston, Marcus Dravs 4:49
10. "Awake My Soul"   Dwan, Lovett, Winston, Marcus Dravs 4:15
11. "Dust Bowl Dance"   Dwan, Lovett, Winston, Marcus Dravs 4:43
12. "After The Storm"   Dwan, Lovett, Winston, Marcus Dravs 4:07
Duração total:
48:33

Paradas musicais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Sigh No More release». Discogs.com. Consultado em 13 de outubro de 2013 
  2. «Sigh No More release». Discogs.com. Consultado em 13 de outubro de 2013 
  3. «Dizzee Rascal heads up Mercury prize nominations». BBC News. Consultado em 19 de novembro de 2014 
  4. «Brit awards 2011: Take That win best British group 21 years after their debut». The Guardian. Consultado em 19 de novembro de 2014 
  5. «The Nielsen Company & Billboard's 2011 Music Industry Report». Business Wire. Consultado em 19 de novembro de 2014 
  6. «Sigh No More». Metacritics. Consultado em 13 de outubro de 2013 
  7. a b «Mumford and Sons - Sigh No More». AbsolutePunk. Consultado em 24 de novembro de 2014 
  8. «Mumford and Sons - Sigh No More». All Music Guide. Consultado em 24 de novembro de 2014 
  9. a b c «Mumford and Sons - Sigh No More - Review». BBC. Consultado em 24 de novembro de 2014 
  10. «Mumford & Sons: Sigh No More -Review». Paste Magazine. Consultado em 24 de novembro de 2014 
  11. a b «Mumford and Sons - Sigh No More - Review». Pop Matters. Consultado em 24 de novembro de 2014 
  12. «Mumford & Sons - Sigh No More». Rolling Stone. Consultado em 24 de novembro de 2014 
  13. a b «Mumford & Sons, 'Sigh No More' (Gentlemen of the Road/Glassnote)». Spin. Consultado em 24 de novembro de 2014 
  14. a b «Mumford & Sons - Sigh No More». Sputnikmusic. Consultado em 24 de novembro de 2014 
  15. «Mumford and Sons - Sigh No More - Review». The Guardian. Consultado em 24 de novembro de 2014 
  16. «Sigh No More - Review». The New York Times. Consultado em 24 de novembro de 2014 
  17. «Justin Bieber, Taylor Swift, Eminem Top 2011 Billboard Music Awards». Billboard. Consultado em 24 de novembro de 2014 
  18. «Brit Awards 2011». Brit Awards. Consultado em 24 de novembro de 2014 
  19. «Nominees and Winners (2011)». National Academy of Recording Arts and Sciences. Consultado em 24 de novembro de 2014 
  20. «ominees and Winners (2012)». National Academy of Recording Arts and Sciences. Consultado em 24 de novembro de 2014 
  21. «Mumford & Sons reach UK and US million sales landmark». NME. Consultado em 24 de novembro de 2014 
  22. «Chart Watch Extra: Top 10 Albums at Mid-Year - Chart Watch». Yahoo Music. Consultado em 24 de novembro de 2014 
  23. «Week Ending Nov. 13, 2011. Albums: From "Donald Trump to #1». Yahoo Music. Consultado em 24 de novembro de 2014 
  24. «Chart Moves: Grateful Dead's Highest Charting Album Since 1987, Mumford & Sons' 'Sigh' Hits 3 Million & Josh Groban's TV-Fueled Return». Billboard. Consultado em 24 de novembro de 2014 
  25. «Week Ending Sept. 29, 2013. Albums: Drake, Cher Set Records». Chart Watch Yahoo. Consultado em 24 de novembro de 2014 
  26. «Mumford & Sons - Sigh No More - In Stores» (em inglês). iTunes. Consultado em 19 de novembro de 2014 
  27. «musicline.de». Consultado em 19 de setembro de 2011 
  28. «Mumford & Sons - Sigh No More (ARIA Charts)». Consultado em 25 de novembro de 2014 
  29. Steffen Hung. «Mumford & Sons - Sigh No More». austriancharts.at. Consultado em 19 de setembro de 2011 
  30. «Mumford & Sons - Sigh No More». ultratop.be. Consultado em 19 de setembro de 2011 
  31. «Canadian Albums». Billboard.com. Consultado em 19 de setembro de 2011 
  32. Steffen Hung. «Mumford & Sons - Sigh No More». danishcharts.com. Consultado em 26 de julho de 2013 
  33. Friday, April 16, 2010, 13:46 BST (16 de abril de 201). «Mumford & Sons album tops Irish chart - Music News». Digital Spy. Consultado em 19 de setembro de 2011  Verifique data em: |data= (ajuda)
  34. «Mumford & Sons - Sigh No More (NZ Charts)». Consultado em 25 de novembro de 2014 
  35. Steffen Hung. «Mumford & Sons - Sigh No More». dutchcharts.nl. Consultado em 19 de setembro de 2011 
  36. «Mumford & Sons - Sigh No More (Swedish Charts)». Consultado em 25 de novembro de 2014 
  37. «2012 Swiss Album Charts». Hitparade. Consultado em 11 de julho de 2012 
  38. «Chart Archive». Official Charts Company. Consultado em 25 de novembro de 2014 
  39. «Mumford & Sons : Chart History». Billboard.com. Consultado em 26 de julho de 2013 
  40. «Mumford & Sons Music News & Info». Billboard.com. Consultado em 19 de setembro de 2011 
  41. «Mumford & Sons : Chart History». Billboard.com. Consultado em 26 de julho de 2013 
  42. "Gold-/Platin-Datenbank (Mumford & Sons; 'Sigh No More')". Bundesverband Musikindustrie. Página acessada em 13 de outubro de 2013.
  43. "ARIA Charts - Accreditations - 2011 Albums". Australian Recording Industry Association. Página acessada em 13 de outubro de 2013.
  44. "Ultratop.be". Belgian Entertainment Association. Página acessada em 13 de outubro de 2013.
  45. "Gold Platinum Database: Mumford & Sons - Sigh No More". Music Canada. Página acessada em 13 de outubro de 2013.
  46. "IFPI Platinum Europe Awards - 2010". Federação Internacional da Indústria Fonográfica. Página acessada em 13 de outubro de 2013.
  47. "New Zealand album certifications". Recording Industry Association of New Zealand. Página acessada em 13 de outubro de 2013.
  48. "British album certifications – Mumford & Sons – Sigh No More". British Phonographic Industry. Página acessada em 13 de outubro de 2013.
  49. " American album certifications – Mumford & Sons – Sigh No More". Recording Industry Association of America. Página acessada em 13 de outubro de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]