Sign of the Times

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"Sign of the Times"
Single de Harry Styles
do álbum Harry Styles
Lançamento 7 de abril de 2017 (2017-04-07)
Formato(s) Download digital
Gênero(s)
Duração 5:40
Gravadora(s)
Composição
Produção
  • Bhasker
  • Salibian
  • Johnson

"Sign of the Times" é a primeira canção solo do cantor inglês Harry Styles. É o primeiro single do cantor fora da boy band One Direction. Lançada em 7 de abril de 2017 pela Columbia Records, foi escrita por Styles, Ryan Nasci, Mitch Rowland e seus produtores Jeff Bhasker, Tyler Johnson e Alex Salibian.[1]

Composição[editar | editar código-fonte]

A canção é uma balada de piano,[5] do gênero pop rock[1] e soft rock. De acordo com a revista Billboard, ela "se dobra em soul psicodélico, indie rock e spacey pop."[6] A power ballad mostra influências da música popular do início dos anos 1970.[7]

Recepção crítica[editar | editar código-fonte]

Tim Jonze do jornal britânico The Guardian descreveu-a como "uma balada, mas não tanto no estilo boyband", e comparou a canção à música da banda americana de indie rock The Walkmen.[8] Jonze também comentou sobre os rumores iniciais de que a canção seria influenciada pela música de David Bowie, dizendo que "se é de fato estilo Bowie, então é o Bowie do álbum Hunky Dory".[8]

Escrevendo para a revista americana Rolling Stone, Brittany Spanos achou que ela "se alinha muito mais com o pop-rock inspirado nos anos setenta dos álbuns mais recentes do One Direction, como Made in the A.M.".[9]

Na revista americana The Atlantic, Spencer Kornhaber escreveu que a canção "continua com o projeto pós-moderno do One Direction de reciclar sons clássicos do rock em pop adolescente. Mas agora ele está abraçando tais sons com mais abandono, menos diversão, um tanto fora das tendências, e o tipo de letra alegre que acena à ansiedade planetária.[10]

Gil Kaufman, da revista Billboard, escreveu: "Todo artista é um acúmulo de suas influências, e nesta canção elas vêm velozes e furiosas, pois Styles parece estar mostrando seu alcance e fazendo um claro esforço para afastar-se corajosamente do pop fabricado de seu passado." Kaufman opinou que ela "junta influências de Pink Floyd e David Bowie a Spacehog, Suede, Coldplay, The Beatles, Eric Carmen e Prince."[6] Também para a Billboard, Jason Lipshutz escreveu que ela é "resoluta, determinada, totalmente comprometida com sua mensagem e som, as tendências de rádio que se danem. Embora ele exponha suas influências (Bowie), nada neste este single se curva às expectativas das pessoas. Ele concluiu dizendo que a canção "soa sem esforço, mas chegar sem nenhum elemento incompleta é uma conquista em uma indústria da música onde é esperado que os artistas pop produzam música nova a um ritmo insustentável".[11]

No jornal britânico The Telegraph, Alice Vincent descreveu-a como uma "balada de piano avassaladora com uma produção um tanto exagerada" e opinou, "é também... um pouco chata. Uma grande, desajeitada canção de se cantar junto que mostra a proeza vocal de Styles - especialmente com uma inesperada, ligeiramente gritante ponte em falsete - mas não é muito divertido."[5] Desde seu lançamento no 30º aniversário do álbum do cantor Prince Sign "O" the Times, Andy Cush da revista americana Spin comentou, "está claro que esta é a tentativa de Styles de distinguir-se como um artista com real profundidade. Mas a música em si não tem quase nada a ver com o Prince-em vez disso, pense em Oasis, Elton John em sua fase mais bombástica, John Lennon dos anos 70. Cush considerou-a "pomposa, exagerada, e demasiado longa" e observou que ela "tem somente aqueles três acordes, e vai direto voar nas alturas com forte chimbau e guitarra no primeiro refrão, esperando que você se sinta comovido sem pausar para considerar porquê."[12]

Apresentações ao vivo[editar | editar código-fonte]

Styles está previsto como a atração musical do episódio de 15 de abril do programa Saturday Night Live.[13] Em 21 de abril, Styles aparecerá no programa da BBC The Graham Norton Show, para sua primeira performance solo em sua terra natal, o Reino Unido.[14]

Desempenho nas tabelas musicais[editar | editar código-fonte]

Posições[editar | editar código-fonte]

Tabela musical (2017) Melhor
posição
 Alemanha (Media Control Charts)[15] 20
 Austrália (ARIA Charts)[16] 1
 Áustria (Ö3 Austria Top 40)[17] 2
 Bélgica (Ultratop 50 de Flandres)[18] 11
 Bélgica (Ultratop 40 da Valônia)[19] 18
 Canadá (Canadian Hot 100)[20] 6
 Dinamarca (Tracklisten)[21] 20
Escócia (The Official Charts Company)[22] 1
 Eslováquia (IFPI Slovenská Republika)[23] 2
Flag of Spain.svg Espanha (Productores de Música de España)[24] 4
 Estados Unidos (Billboard Hot 100)[25] 4
 Estados Unidos (Pop Songs)[26] 12
 Estados Unidos (Adult Pop Songs)[27] 14
 Estados Unidos (Adult Contemporary)[28] 25
 Finlândia (IFPI Finlândia)[29] 1
 França (Syndicat National de l'Édition Phonographique)[30] 3
 Hungria (Magyar Hanglemezkiadók Szövetsége)[31] 5
 Irlanda (Irish Recorded Music Association)[32] 6
 Itália (Federazione Industria Musicale Italiana)[33] 9
 México (Mexico Inglés Airplay)[34] 1
 Nova Zelândia (NZ Top 40 Singles)[35] 9
 Noruega (VG-lista)[36] 20
 Países Baixos (MegaCharts)[37] 26
 Polónia (Związek Producentów Audio Video)[38] 4
 Portugal (Portugal Digital Songs)[39] 3
 Reino Unido (UK Singles Chart)[40] 1
 República Checa (IFPI Česká Republika)[41] 5
 Suécia (Sverigetopplistan)[42] 15
Suíça (Schweizer Hitparade)[43] 10
União Europeia (Euro Digital Songs)[44] 1

Certificações[editar | editar código-fonte]

País Certificador Certificações Vendas
 Austrália ARIA Platina[45] 70,000^
 Bélgica BEA Ouro[46] 15,000*
 Canadá Music Canada Platina[47] 80,000*
 Estados Unidos RIAA Ouro[48] 500,000
 Itália FIMI Platina[49] 50,000
 México AMPROFON Ouro[50] 30,000*
 Nova Zelândia RMNZ Ouro[51] 15,000*
 Reino Unido BPI Ouro[52] 400,000
 Suécia GLF Ouro[53] 20,000^
* Número de vendas definido com base apenas no nível de certificação.
^ Número de embarques definido com base apenas no nível de certificação.
vendas+streaming definido com base apenas no nível de certificação

Histórico de lançamento[editar | editar código-fonte]

País Data Formato Gravadora
Mundo[54] 7 de abril de 2017 Download digital Erskine, Columbia
 Itália[55] Rádios mainstream Sony
 Alemanha[56] 13 de abril de 2017
 Reino Unido[57] 14 de abril de 2017 Columbia

Referências

  1. a b c Da'Shan Smith (7 de abril de 2017). «Here Are The Lyrics To Harry Style's 'Sign Of The Times'». Billboard (em inglês). Consultado em 8 de abril de 2017 
  2. Mike Wass (7 de abril de 2017). «Harry Styles Takes Flight With "Sign Of The Times"». Idolator (em inglês). Consultado em 8 de abril de 2017 
  3. «Harry Styles channels glam rock in post-One Direction debut». CTV News (em inglês). 7 de abril de 2017. Consultado em 8 de abril de 2017 
  4. «Sign of the Times - Single». iTunes E.U.A. (em inglês). 7 de abril de 2017. Consultado em 8 de abril de 2017 
  5. a b Alice Vincent (7 de abril de 2017). «Harry Styles's solo single Sign of the Times is mournful, sensitive and a little boring - review». The Telegraph (em inglês). Consultado em 8 de abril de 2017 
  6. a b Gil Kaufman (7 de abril de 2017). «Harry Styles' Biggest 'Sign of the Times' Influences: From Bowie to Pink Floyd & Coldplay». Billboard (em inglês). Consultado em 8 de abril de 2017 
  7. Mikael Wood (7 de abril de 2017). «Harry Styles goes '70s glam: Hear his new solo single 'Sign of the Times'». Los Angeles Times (em inglês). Consultado em 8 de abril de 2017 
  8. a b Tim Jonze (7 de abril de 2017). «Harry Styles debuts Sign of the Times. Is he really the new Bowie?». The Guardian (em inglês). Consultado em 8 de abril de 2017 
  9. Brittany Spanos (7 de abril de 2017). «Hear Harry Styles' Sweeping Debut Solo Song 'Sign of the Times'». Rolling Stone (em inglês). Consultado em 8 de abril de 2017 
  10. Spencer Kornhaber (7 de abril de 2017). «Even Former Boy-Banders Are Making Music About the End Times». The Atlantic (em inglês). Consultado em 8 de abril de 2017 
  11. Jason Lipshutz (7 de abril de 2017). «Harry Styles' 'Sign of the Times' & The Virtue of Patience». Billboard (em inglês). Consultado em 9 de abril de 2017 
  12. Andy Cush (7 de abril de 2017). «Harry Styles' "Sign of the Times" Is Pompous, Overblown, and Too Long, and His Fans Are Gonna Love It». Spin (em inglês). Consultado em 9 de abril de 2017 
  13. Jason Lipshutz (7 de abril de 2017). «Harry Styles Will Perform a Second New Song on 'Saturday Night Live'». Billboard (em inglês). Consultado em 8 de abril de 2017 
  14. Justin Harp (5 de abril de 2017). «Harry Styles is making his solo UK debut on The Graham Norton Show». Digital Spy (em inglês). Consultado em 8 de abril de 2017 
  15. «Harry Styles – Sign of the Times (Media Control Charts)» (em inglês). Media Control Charts. Consultado em 19 de abril de 2017 
  16. «Harry Styles – Sign of the Times (ARIA Charts)» (em inglês). ARIA Charts. Consultado em 15 de abril de 2017 
  17. «Harry Styles – Sign of the Times (Ö3 Austria Top 40)» (em inglês). Ö3 Austria Top 40. Consultado em 5 de junho de 2017 
  18. «Harry Styles – Sign of the Times (Ultratop 50 Flandres)» (em holandês). Ultratop 50. Consultado em 5 de junho de 2017 
  19. «Harry Styles – Sign of the Times (Ultratop 40 Valônia)» (em francês). Ultratop 40. Consultado em 5 de junho de 2017 
  20. «Harry Styles – Sign of the Times (Canadian Hot 100)» (em inglês). Canadian Hot 100. Consultado em 19 de abril de 2017 
  21. «Harry Styles – Sign of the Times (Tracklisten)» (em inglês). Tracklisten. Consultado em 19 de abril de 2017 
  22. «Harry Styles – Sign of the Times (The Official Charts Company)» (em inglês). The Official Charts Company. Consultado em 15 de abril de 2017 
  23. «Harry Styles – Sign of the Times (IFPI Slovenská Republika)» (em inglês). IFPI Slovenská Republika. Consultado em 19 de abril de 2017 
  24. «Harry Styles – Sign of the Times (Productores de Música de España)» (em inglês). Productores de Música de España. Consultado em 1º de maio de 2017 
  25. «Harry Styles – Sign of the Times (Billboard Hot 100)» (em inglês). Billboard Hot 100. Consultado em 19 de abril de 2017 
  26. «Harry Styles – Sign of the Times (Pop Songs)» (em inglês). Pop Songs. Consultado em 5 de junho de 2017 
  27. «Harry Styles – Sign of the Times (Adult Pop Songs)» (em inglês). Adult Pop Songs. Consultado em 5 de junho de 2017 
  28. «Harry Styles – Sign of the Times (Adult Contemporary)» (em inglês). Adult Contemporary. Consultado em 5 de junho de 2017 
  29. «Harry Styles – Sign of the Times (IFPI Finlândia)» (em inglês). IFPI Finlândia. Consultado em 18 de abril de 2017 
  30. «Harry Styles – Sign of the Times (Syndicat National de l'Édition Phonographique)» (em francês). Syndicat National de l'Édition Phonographique. Consultado em 15 de abril de 2017 
  31. «Harry Styles – Sign of the Times (Magyar Hanglemezkiadók Szövetsége)» (em inglês). Magyar Hanglemezkiadók Szövetsége. Consultado em 21 de abril de 2017 
  32. «Harry Styles – Sign of the Times (Irish Recorded Music Association)» (em inglês). Irish Recorded Music Association. Consultado em 15 de abril de 2017 
  33. «Harry Styles – Sign of the Times (Federazione Industria Musicale Italiana)» (em italiano). Federazione Industria Musicale Italiana. Consultado em 15 de abril de 2017 
  34. «Harry Styles – Sign of the Times (Mexico Inglés Airplay)» (em inglês). Mexico Inglés Airplay. Consultado em 26 de abril de 2017 
  35. «Harry Styles – Sign of the Times (NZ Top 40 Singles)» (em inglês). NZ Top 40 Singles. Consultado em 15 de abril de 2017 
  36. «Harry Styles – Sign of the Times (VG-lista)» (em norueguês). VG-lista. Consultado em 15 de abril de 2017 
  37. «Harry Styles – Sign of the Times (MegaCharts)» (em holandês). MegaCharts. Consultado em 5 de junho de 2017 
  38. «Harry Styles – Sign of the Times (Związek Producentów Audio Video)» (em polonês). Związek Producentów Audio Video. Consultado em 5 de junho de 2017 
  39. «Harry Styles – Sign of the Times (Portugal Digital Songs)» (em inglês). Portugal Digital Songs. Consultado em 18 de abril de 2017 
  40. «Harry Styles – Sign of the Times (UK Singles Chart)» (em inglês). UK Singles Chart. Consultado em 15 de abril de 2017 
  41. «Harry Styles – Sign of the Times (IFPI Česká Republika)» (em inglês). IFPI Česká Republika. Consultado em 19 de abril de 2017 
  42. «Harry Styles – Sign of the Times (Sverigetopplistan)» (em inglês). Sverigetopplistan. Consultado em 15 de abril de 2017 
  43. «Harry Styles – Sign of the Times (Schweizer Hitparade)» (em inglês). Schweizer Hitparade. Consultado em 18 de abril de 2017 
  44. «Harry Styles – Sign of the Times (Euro Digital Songs)» (em inglês). Euro Digital Songs. Consultado em 18 de abril de 2017 
  45. «ARIA Charts – Accreditations – 2017 Singles». Australian Recording Industry Association 
  46. «Ultratop − Goud en Platina - 2017» (em inglês). Ultratop & Hung Medien / hitparade.ch 
  47. «Certificações (Canadá) (single) – Harry Styles – Sing of the Times» (em inglês). Music Canada 
  48. «Certificações (Estados Unidos) (single) – Harry Styles – Sing of the Times» (em inglês). Recording Industry Association of America  Se necessário, clique em Advanced, depois clique em Format, e seleccione Single, e clique em SEARCH.
  49. «Certificações (Itália) (single) – Harry Styles» (em italiano). Federazione Industria Musicale Italiana 
  50. «Certificações (México) (single)» (em espanhol). Asociación Mexicana de Productores de Fonogramas y Videogramas 
  51. «Certificações (Nova Zelândia) (single) – Sing of the Times» (em inglês). Recorded Music NZ 
  52. «Certificações (Reino Unido) (single) – Sing of the Times» (em inglês). British Phonographic Industry 
  53. «Guld- och Platinacertifikat − År 2017» (em sueco). Federação Internacional da Indústria Fonográfica (Suécia) 
  54. Mark Savage (7 de abril de 2017). «Harry Styles' Sign Of The Times: Everything you need to know about Harry's solo debut» (em inglês). BBC Music. British Broadcasting Corporation. Consultado em 20 de abril de 2017 
  55. «Harry Styles "Sign of the Times"» (em inglês). Radio Airplay s.r.l. Consultado em 20 de abril de 2017 
  56. «Harry Styles - "Sign Of The Times"» (em alemão). Westdeutscher Rundfunk. Consultado em 20 de abril de 2017 
  57. «BBC - Radio 1 - Playlist» (em inglês). BBC Radio 1. British Broadcasting Corporation. Consultado em 20 de abril de 2017