Signos cardinais

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
No gráfico zodiacal, os signos cardinais são indicados em vermelho.

Na tradição astrológica, signos cardinais (ou cardeais), representam o início das quatro estações do ano, estando associados a características como iniciativa, ambição, entusiasmo e independência, bem como ao princípio da ação e movimento em uma direção definida[1][2][3]. Seu aspecto negativo vincula-se à pressa, imprudência, dominação, e o deixar por terminar o que foi apenas iniciado.[4][5]

Os doze signos do zodíaco são divididos entre as qualidades cardinais, fixas e mutáveis e, ao mesmo tempo, entre os quatro elementos que os antigos filósofos da natureza acreditavam ser a base da constituição da matéria.[6]

Os quatro signos cardinais do zodíaco são:

Veja também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Rodrigues, Paulo Roberto Grangeiro (3 de setembro de 2004). «Astrologia e personalidade: o efeito do conhecimento das características do signo solar em variáveis medidas pelo 16 pf.». Tese de doutorado. doi:10.11606/T.47.2004.tde-20092004-172927 
  2. Staudt, Ana. «A mandala astrológica - análise semiótica da roda astrológica» (PDF). Círculo Fluminense de Estudos Filológicos e Linguísticos 
  3. Arroyo, Stephen. Manual de Interpretação Do Mapa Astrológico. [S.l.: s.n.] 
  4. March, Marion. Curso Básico de Astrologia. [S.l.]: Editora Pensamento 
  5. Heindel, Max. A Mensagem das Estrelas. [S.l.: s.n.] 
  6. «A Cosmologia de Ptolomeu. As bases do Geocentrismo». Instituto de Física da Unicamp 


Ícone de esboço Este artigo sobre esoterismo ou ocultismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.