Silveira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para o sobrenome português, veja Silveira (apelido).
Disambig grey.svg Nota: Para a freguesia cuja sede é Silveira, veja Fundada.
Portugal Portugal Silveira 
  Freguesia  
Símbolos
Brasão de armas de Silveira
Brasão de armas
Localização
Silveira está localizado em: Portugal Continental
Silveira
Localização de Silveira em Portugal
Coordenadas 39° 06' 58" N 9° 22' 10" O
País Portugal Portugal
Concelho TVD1.png Torres Vedras
História
Fundação 28 de Setembro de 1926
Administração
Tipo Junta de freguesia
Presidente Luís Pedro Duarte da Silva (PS)
Características geográficas
Área total 24,76 km²
População total (2011) 8 530 hab.
Densidade 344,5 hab./km²
Outras informações
Orago Nossa Senhora do Amparo
Website http://www.freguesiasilveira.pt
Pirâmide etária (2011)
% Homens Idade Mulheres %
0,0
 
100+
 
0,0
0,1
 
90–99
 
0,2
1,6
 
80–89
 
2,1
3,9
 
70–79
 
4,2
4,8
 
60–69
 
5,3
5,6
 
50–59
 
6,0
7,8
 
40–49
 
8,0
8,4
 
30–39
 
8,7
6,1
 
20–29
 
5,5
5,2
 
10–19
 
5,9
5,5
 
0–9
 
5,0

Silveira é uma freguesia portuguesa do concelho de Torres Vedras, com 24,76 km² de área e 8 530 habitantes (2011)[1]. A sua densidade populacional é de 344,5 hab/km².

Silveira, freguesia de criação relativamente moderna, foi desanexada da freguesia de São Pedro da Cadeira e elevada a esta condição em 1 de Outubro de 1926.

Sendo o seu primeiro regedor Antonino Gomes, fazendeiro influente do Casal da Espinheira, nasceu em 1873 e faleceu em 1951.

Ocupando uma vasta área de 24,9 Km2, situa-se entre o verde da paisagem rural, salpicado por inúmeros casais, e os tons azuis e esverdeados do atlântico. Tem como limites as freguesias de São Pedro da Cadeira a Sul, Ponte do Rol a Este e A-dos-Cunhados a Norte, e a Oeste é banhada pelo Oceano Atlântico. A sede da freguesia dista doze quilómetros da cidade de Torres Vedras, quatro da Praia de Santa Cruz e um da margem direita do rio Sizandro.
Foi nesta freguesia que nasceu Joaquim Agostinho, o mais famoso ciclista português.

População[editar | editar código-fonte]

População da freguesia de Silveira
AnoPop.±%
1930 2 879—    
1940 3 323+15.4%
1950 3 309−0.4%
1960 3 327+0.5%
1970 4 619+38.8%
1981 5 018+8.6%
1991 5 471+9.0%
2001 6 496+18.7%
2011 8 530+31.3%

Criada pelo decreto nº 12.204, de 28/10/1926, com lugares desanexados da freguesia de S. Pedro da Cadeira

Localidades[editar | editar código-fonte]

A freguesia de Silveira apresenta um número significativo de casais dispersos por toda a freguesia, acentuando a sua ruralidade, e ainda as seguintes localidades:

Boavista, Brejenjas, Caixeiros, Charneca, Casal Cochim, Casalinhos de Alfaiata, Cerca, Santa Cruz, Secarias, Silveira e Praia Azul.

Praias[editar | editar código-fonte]

O local mais conhecido desta freguesia, e o seu cartão de visita, é a Praia de Santa Cruz. Nos tempos idos designada por Santa Cruz de Ribamar, destaca-se das outras praias pela extensão, largura e brancura do seu areal, e ainda pelo imponente Penedo do Guincho que tem resistido incólume, por várias décadas, ao ímpeto revolto e bravio do mar. Fazem parte desta freguesia as seguintes praias:

Praia da Foz do Sizandro, Praia Azul, Praia da Varandinha, Praia das Amoeiras, Praia Formosa (Santa Cruz), Praia do Sul (Santa Cruz), Praia do Guincho (Santa Cruz), Praia da Azenha (Santa Cruz), Praia de Santa Helena (Santa Cruz), Praia do Centro (Santa Cruz) e a Praia do Navio (Santa Cruz).

Património[editar | editar código-fonte]

Do património edificado destacam-se:

  • Azenha de Santa Cruz
  • Capela de Santa Helena (Santa Cruz)
  • Igreja de Santa Cruz
  • Igreja de Nossa Senhora do Amparo (Silveira)
  • Capela de Nossa Senhora da Piedade (Casal de Valverde)
  • Moinho de Caixeiros

Constituem ainda locais de interesse, o Aeródromo Municipal de Santa Cruz, os miradouros de Santa Helena e do Alto da Vela, o Pinhal Turístico de Casalinhos de Alfaiata e inúmeras praias.

Festas[editar | editar código-fonte]

As principais e mais conhecidas festividades estão relacionadas com os festejos do tradicional Carnaval de Verão e do Cortejo Etnográfico de 15 de Agosto ambos em Santa Cruz, e as inúmeras festas e romarias celebradas um pouco por toda a freguesia, organizadas pelas colectividades e maioritáriamente realizadas durante a época de verão.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências


Ícone de esboço Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.