Silveiras (São Paulo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Silveiras
  Município do Brasil  
Vista de Silveiras
Vista de Silveiras
Símbolos
Bandeira de Silveiras
Bandeira
Brasão de armas de Silveiras
Brasão de armas
Hino
Apelido(s) "Capital do Içá"
"Cidade dos Tropeiros"
Gentílico silveirense
Localização
Localização de Silveiras em São Paulo
Localização de Silveiras em São Paulo
Silveiras está localizado em: Brasil
Silveiras
Localização de Silveiras no Brasil
Mapa de Silveiras
Coordenadas 22° 39' 50" S 44° 51' 10" O
País Brasil
Unidade federativa São Paulo
Região intermediária[1] São José dos Campos
Região imediata[1] Cruzeiro
Região metropolitana Vale do Paraíba e Litoral Norte
Municípios limítrofes Areias, Cruzeiro. Cachoeira Paulista, Lavrinhas, Queluz e Cunha
Distância até a capital 231 km
História
Fundação 9 de dezembro de 1830 (188 anos)
Administração
Prefeito(a) Guilherme Carvalho da Silva (PSDB, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [2] 414,698 km²
População total (Censo IBGE/2018[3]) 6 264 hab.
Densidade 15,1 hab./km²
Clima Não disponível
Altitude 615 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2000 [4]) 0,721 alto
PIB (IBGE/2008[5]) R$ 40 548,321 mil
PIB per capita (IBGE/2008[5]) R$ 6 987,48
http://www.silveiras.sp.gov.br/ (Prefeitura)

Silveiras é um município brasileiro do estado de São Paulo, na microrregião de Bananal. Localiza-se a uma latitude 22º39'52" sul e a uma longitude 44º51'10" oeste, estando a uma altitude de 615 metros. Sua população estimada em 2018 era de 6.264 habitantes.

História[editar | editar código-fonte]

Brasão da cidade em azulejo, localizado na parede da Prefeitura Municipal.

Foi a partir de um rancho de tropeiros instalado nessas paragens pelos Silveiras, que cresceu o povoado, elevado em 1842 à condição de Vila, tendo como padroeira Nossa Senhora da Conceição. A capela primitiva data de 1780, e foi erguida no mesmo local onde hoje se acha a matriz. Em 1864, Silveiras passou a município e, em 1888, a Comarca, desativada em 1938 por falta de movimento, devido ao êxodo local ocasionado pela decadência do café.

Um dos fatos mais notáveis da história de Silveiras foi sua intensa participação na Revolução Liberal de 1842 que, após sangrentos combates, foi aí debelada pelas tropas do então Barão de Caxias.

Noventa anos depois, em 1932, durante a Revolução Constitucionalista, a cidade teve novamente muitas de suas casas saqueadas e incendiadas.

O movimento tropeirista, que vem ativando a cidade desde 1980, deu grande incentivo ao artesanato e às artes locais, ficando o último domingo do mês de agosto instituído como o "Dia Do Tropeiro".

Fonte: "O Passado Ao Vivo" (Thereza Regina de Camargo Maia)

Geografia[editar | editar código-fonte]

Possui uma área de 415,74 km². A densidade demográfica é de 13,51 hab/km².

Os municípios limítrofes são Lavrinhas e Queluz a norte, Areias a leste, Cunha a sudeste, Lorena a sudoeste, Cachoeira Paulista a oeste e Cruzeiro a noroeste.

Comunicações[editar | editar código-fonte]

A cidade foi atendida pela Companhia Telefônica Brasileira (CTB) até 1973[6], quando passou a ser atendida pela Telecomunicações de São Paulo (TELESP), que construiu a central telefônica utilizada até os dias atuais. Em 1998 esta empresa foi privatizada e vendida para a Telefônica[7], sendo que em 2012 a empresa adotou a marca Vivo[8] para suas operações de telefonia fixa.

Referências

  1. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. «Relação do patrimônio da CTB incorporado pela Telesp» (PDF). Diário Oficial do Estado de São Paulo 
  7. «Nossa História». Telefônica / VIVO 
  8. GASPARIN, Gabriela (12 de abril de 2012). «Telefônica conclui troca da marca por Vivo». G1 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Silveiras (São Paulo)