SimCity (jogo eletrônico de 2013)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de SimCity (2013))
Ir para: navegação, pesquisa
SimCity
Desenvolvedora(s) Maxis
Publicadora(s) Electronic Arts
Motor GlassBox[1]
Plataforma(s) Microsoft Windows
Série SimCity
Data(s) de lançamento
Gênero(s) Simulação
Construção de cidade
Modos de jogo Single-Player, Multiplayer
Mídia DVD, Download
Requisitos mínimos Processador: AMD Athlon 64 X2 Dual-Core 4000+ ou superior ou

Processador Intel Core 2 Duo 2.0 GHz ou melhor Sistema Operacional: Windows XP / Vista / 7 / 8 / 8.1 Memória RAM: 2 GB Placa de Vídeo: ATI Radeon HD 2x00 ou superior* nVidia 7800 ou superior* Placa on-board Intel Series 4 ou superior* Internet de Banda Larga: Mínimo de 256 kbps de download e 64 kbps de upload

  • Mínimo de 256 MB de memória RAM on-board e suporte a Shader 3.0 ou superior.
Último
SimCity Societies
Próximo

SimCity é um jogo de computador de simulação e construção de cidade desenvolvido pela Maxis, subsidiária da EA, lançado em 5 de março de 2013 (versão para OS X prevista para 27 de agosto de 2013), no qual o jogador constrói e administra uma cidade. Faz parte da série SimCity, sendo o sexto jogo lançado, e possivelmente o último.[3] [4] [5] [1]

O jogo é considerado como um recomeço da franquia.[3] [4] [5] SimCity utiliza um novo motor gráfico denominado Glassbox, permitindo uma simulação mais detalhada do que em jogos anteriores. Ao longo de seu desenvolvimento, SimCity recebeu elogios da crítica por seu novo motor e jogabilidade, no entanto algumas publicações criticaram a autenticação permanente com a internet, com a qual é armazenado jogos salvos e permite aos jogadores compartilhar recursos.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

Ao contrário dos jogos anteriores da série, SimCity terá ruas com curvas e áreas de zoneamento que podem adaptar-se a diferentes tipos de estradas.[6] O jogo também contará com as zonas residencial, comercial e industrial.[7]

As cidades são ligadas por meio de redes regionais predefinidas como rodovias, ferrovias e hidrovias. Tráfego de carros e a poluição do ar serão visíveis entre as cidades.[8]

Inspirado pelo Google Maps,[9] infográficos são mostrados para o jogador de uma forma mais compreensível do que em versões anteriores do jogo.[10] Animações da eficiência da cidade podem ser acessadas a qualquer momento em que o jogador desejar.[7] [10] [11]

Muitos recursos no jogo são finitos. Alguns são renováveis, tais como a água do solo. Segundo o engenheiro Dan Moskowitz, "Se você construiu uma cidade inteira baseada na extração de um determinado recurso, quando esse recurso se esgotar sua economia entrará em colapso".[12]

Os jogadores serão capazes de especializar suas cidades em diversos setores econômicos, como industrial, turístico, educacional, ou outros.[13] [14] [8] O jogo também contará com uma economia global. Os preços dos principais recursos como petróleo ou dos alimentos vão flutuar em função da oferta e procura.[15]

Online[editar | editar código-fonte]

Uma das principais características do novo SimCity é o seu modo online. Em uma região é possível ter 16 pessoas, e não exigir a presença simultânea dos jogadores. Também será possível trocar recursos entre as cidades e construir um "objetivo em comum",[13] que beneficiaria a todos.

Mas pela dificuldade para entrar em servidores , esse modo Online deixou muitas pessoas sem conseguir entrar , ou até mesmo para experimentar como era a jogabilidade.

Lançamento[editar | editar código-fonte]

SimCity foi lançado inicialmente para Microsoft Windows na América do Norte em 5 de março de 2013, disponível através de download pelo Origin. O lançamento foi recebido com críticas negativas, muitos usuários relataram demora, desconexões e perda de dados de jogos salvos.[16] [17] [18] [19] [20] Algumas publicações acusaram a autenticação permanente do jogo com a Internet como a raiz dos problemas.[16] [19] [20] A EA Games respondeu que resolverá o problema adicionando servidores adicionais e disponibilizando um patch que desabilita "recursos não críticos de jogo".[19] [21]

Em 8 de março de 2013, a EA Games declarou que não vai oferecer restituições para os compradores.[22] Em vez disso, será oferecido gratuitamente ao usuário um jogo como compensação dos problemas técnicos.[23]

Espaço limitado[editar | editar código-fonte]

Muitas inovações foram feitas no game, junto com as inovações, vieram algumas novidades no gerenciamento de cidades, e uma, especialmente, que não agradou a grande maioria, e que é o motivo principal dos jogadores de darem preferência aos títulos mais antigos, é o seu espaço disponível para a construção das cidades.

Esse espaço é minúsculo, e chega a ser impossível construir todos os edifícios disponíveis no game em uma cidade apenas, o que torna a jogabilidade um tanto desconfortável ao jogador com o passar do tempo.

Em um certo momento, não a mais o que fazer numa cidade, o que faz o jogador abandona-la e construir outras, esse processo é um tanto decepcionante, e distorce totalmente da proposta dos seus antecessores

Recepção[editar | editar código-fonte]

Após o lançamento, SimCity foi recebido com uma recepção negativa dos críticos profissionais. Os problemas em torno do lançamento influenciaram a opinião dos críticos e comentários sobre o jogo. Eurogamer, CNET, e IGN atrasaram suas críticas devido a incapacidade em se conectar aos servidores do jogo.[29] [30] [31]

Referências

  1. a b «SimCity due in 2013 - Report». gamespot.com. 
  2. a b «Novo "SimCity" é adiado para março de 2013». UOL. 24 de outubro de 2012. Consultado em 29 de outubro de 2012. 
  3. a b Mallory, Jordan (June 1, 2012). «SimCity building into your personal life February 2013». Joystiq. Consultado em August 26, 2012. 
  4. a b Robertson, Andy (August 22, 2012). «SimCity reboot excites GeekDad with its deep simulation visuals (Wired UK)». Wired.co.uk. Consultado em August 26, 2012. 
  5. a b «Maxis on SimCity: "we want to make the most responsive, most playful SimCity ever."». PC Gamer. Consultado em August 26, 2012. 
  6. «GC 2012: Hands-On with SimCity». August 16, 2012. Consultado em August 28, 2012. 
  7. a b «Look around SimCity, don't get bogged down in charts». August 17, 2012. Consultado em September 20, 2012. 
  8. a b «Community Interviews Maxis: Part 2». Electronic Arts. July 24, 2012. Consultado em September 17, 2012. 
  9. Swilinski, Alexander (June 8, 2012). «Build a SimCity with friends, challenges keep game moving along». Joystiq. Consultado em September 24, 2012. 
  10. a b Gallegos, Anthony (August 14, 2012). «SimCity: Digestible Complexity». IGN. Consultado em September 24, 2012. 
  11. Lund-Hansen, Rasmus (August 16, 2012). «Preview Sim City». Gamereactor. Consultado em September 24, 2012. 
  12. «SimCity 2013 Players Will Face Tough Choices on Energy and Environment». Scientific American. March 12, 2012. Consultado em March 17, 2012. 
  13. a b «SimCity Interview: A New Multiplayer Focus». GameInformer. July 6, 2012. Consultado em September 15, 2012. 
  14. «Specialize In What You Love». Electronic Arts. Consultado em September 23, 2012. 
  15. «SimCity becomes a world economy». The Guardian. August 17, 2012. Consultado em September 14, 2012. 
  16. a b Floyd, Tori (April 29, 2011). «SimCity release leads to long wait times on EA servers | The Right Click - Yahoo! News Canada». Ca.news.yahoo.com. Consultado em March 6, 2013. 
  17. Bernstein, Robert. «SimCity Launch Causing Severe Server Issues | Den of Geek». Denofgeek.us. Consultado em March 6, 2013. 
  18. «SimCity: A great game, once you get past the server problems». news.com.au. March 7, 2013. 
  19. a b c Thier, Dave (March 6, 2013). «Maxis Working to Fix SimCity's Server Problems». Consultado em March 6, 2013. 
  20. a b Ingram, Shawn. «SimCity Connectivity Issues Leave Game Almost Unplayable | Gotta Be Mobile». gottabemobile.com. Consultado em March 6, 2013. 
  21. Win-Poole, Wesley (March 7, 2013). «Gamer anger grows as SimCity debacle threatens to turn ugly». Eurogamer. Consultado em March 7, 2013. 
  22. McWhertor, Michael (March 8, 2013). «EA suspends SimCity marketing campaigns, asks affiliates to 'stop actively promoting' game». Polygon. Vox Media. Consultado em March 8, 2013. 
  23. Bradshaw, Lucy. «A SimCity Update...And Something For Your Trouble». EA. Consultado em 2013-03-09. 
  24. VanOrd, Kevin (March 7, 2013). «SimCity Review». GameSpot. Consultado em March 7, 2013. 
  25. Joshua Derocher (March 8, 2013). «The splines aren't reticulating». Destructoid. Consultado em March 8, 2013. 
  26. Pitts, Russ (March 4, 2013). «SimCity Review: engineering addication». Polygon. Vox Media. Consultado em March 6, 2013. 
  27. «SimCity». Metacritic. CBS Interactive. Consultado em March 7, 2013. 
  28. «SimCity». GameRankings. CBS Interactive. Consultado em March 7, 2013. 
  29. Yin, Wesley (March 6, 2013). «As Origin server woes render SimCity unplayable in the US, EA "confident" all will be well for Brits on Friday • News • PC •». Eurogamer.net. Consultado em March 7, 2013. «(from comments section) We have no early access to the game - although we are hoping to gain access to US servers today. In any event, due to the nature of the game we don't think it's appropriate to review it in any conditions other than through access to the public servers, and to put a decent amount of time into it to boot. So unfortunately we won't be able to present a review until next week at the earliest.» 
  30. MacManus, Christopher (March 7, 2013). «SimCity launch a complete disaster». CNET. 
  31. «SimCity Review in Progress - IGN». Uk.ign.com. March 4, 2013. Consultado em March 7, 2013. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
SimCity Societies
Sim City (2013)
Sucedido por
'
Ícone de esboço Este artigo sobre jogos eletrônicos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.