Simon Bolivar Buckner, Jr.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Simon Bolivar Buckner, Jr.
Nascimento 18 de julho de 1886
Munfordville
Morte 18 de junho de 1945 (58 anos)
Okinawa
Sepultamento Cemitério Frankfort
Cidadania Estados Unidos
Progenitores Mãe:Delia Claiborne Buckner
Pai:Simon Bolivar Buckner
Alma mater Colégio de Comando e Estado-Maior do Exército dos Estados Unidos, Academia Militar dos Estados Unidos
Ocupação militar
Prêmios Purple Heart

Simon Bolivar Buckner, Jr. (Munfordville, 18 de julho de 1886Okinawa, 18 de junho de 1945) foi um General dos Estados Unidos durante a Segunda Guerra Mundial.[1] Serviu no Pacífico e comandou as defesas do Alasca cedo na guerra. Após esse posto foi promovido para o comando do 10º Exército, a formação terrestre do assalto a Okinawa.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Foi morto nos últimos dias da Batalha de Okinawa por um ricochete de artilharia.[1] Buckner foi o militar estado-unidense da mais alta patente a morrer durante a guerra.[1]

Seu pai foi um general da Confederação dos Estados Unidos, General Simon Bolivar Buckner,[1] Sr., famoso por se render ao brigadeiro general U. S. Grant no Forte Donelson.

O Forte Buckner em Okinawa, Japão foi assim nomeado em sua homenagem.

Referências

  1. a b c d e Tucker, Spencer C.; Roberts, Priscilla Mary (2005). World War II: A Student Encyclopedia [5 volumes] (em inglês). Santa Bárbara: ABC-CLIO. pp. 225–226 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.