Cimeira (botânica)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Simpódio)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde maio de 2015). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Cimeira ou simpódio são as designações dadas em botânica a um tipo de inflorescência definida, formada por crescimento simpodial do eixo floral, em que a flor terminal do eixo é a primeira a abrir, enquanto as demais se desenvolvem lateralmente.[1] Nestas inflorescências, o eixo floral principal termina numa flor, que ao consumir o meristema apical da ramificação faz com que esta deixe de crescer quando a flor abre. Contudo, mais abaixo no mesmo eixo, formam-se gemas que se desenvolvem em ramificações secundárias, as quais também terminam em flores, deixando também de crescer quando estas abrem. O processo pode repetir-se várias vezes, formando estruturas tridimensionais com morfologia distinta.

Classificação[editar | editar código-fonte]

As cimeiras podem ser classificadas segundo vários critérios morfológicos, nomeadamente:

  • Segundo a disposição das ramificações[2]
    • Cimeira unípara ou monocásio — o eixo principal termina numa flor e desenvolve apenas uma ramificação florífera lateral, o mesmo que nas ramificações sucessivas.
      • Cimeira circinada ou escorpioide — as ramificações floríferas nascem sempre do mesmo lado da ramificação principal.
        • Drepânio — todas as ramificações estão num mesmo plano.
        • Cíncino — as ramificações laterais não estão todas num mesmo plano.
      • Cimeira helicoidal ou helicoide — os eixos laterais surgem alternadamente de um e outro lado do eixo principal.
        • Ripídio — as ramificações laterais estão todas num mesmo plano, atrás do eixo principal.
        • Botrix — as ramificações laterais não se situam todas num mesmo plano.
    • Cimeira dicotómica ou dicásio — os ramos laterais floríferos desenvolvem-se abaixo do ápice do eixo principal, o qual termina numa flor.
      • Dicásios paucifloros — apresentam poucas flores.
      • Dicásios multifloros — apresentam muitas flores.
    • Cimeira trípara — três ramificações laterais inseridos em cada ponto de ramificação do eixo principal.
    • Cimeira multípara — mais de três ramificações laterais inseridas em cada ponto de ramificação.
  • Segundo o tipo de ramificação[1]
    • Simples — no eixo principal inserem-se apenas flores;
    • Compostas — no eixo principal inserem-se inflorescências secundárias.

Notas

Galeria[editar | editar código-fonte]