Simples de Coração

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Simples de Coração
Álbum de estúdio de Engenheiros do Hawaii
Lançamento outubro de 1995
Gravação O'Henry's Studios (Los Angeles) e Rock House Studios (Rio de Janeiro), entre Julho e Agosto de 1995.
Gênero(s) Rock, MPB e música gaúcha
Duração 45:00
Idioma(s) Português
Formato(s) CD, cassete
Gravadora(s) BMG
Produção Greg Ladanyi
Cronologia de Engenheiros do Hawaii
Filmes de Guerra, Canções de Amor
(1993)
Minuano
(1997)

Simples de Coração é um álbum da banda de rock brasileira Engenheiros do Hawaii, lançado em outubro de 1995. Foi o primeiro álbum da banda a ser produzido já para o formato CD e também o último a ser lançado em fita cassete.

Foi primeiro - e até agora o único - álbum de estúdio dos Engenheiros cuja formação que o gravou foi um quinteto: Humberto Gessinger (voz e baixo), Carlos Maltz (bateria), Ricardo Horn (guitarra), o então ex-RPM Fernando Deluqui (guitarra) e Paolo Casarin (teclados). Seus principais sucessos foram as canções A Perigo e A Promessa (ambas ganharam videoclipes). Em 1996, os três novos integrantes e o fundador Carlos Maltz sairiam da banda e, com isso, Gessinger daria uma breve pausa nos Engenheiros para trabalhar com o Humberto Gessinger Trio, sua segunda banda.

Foi o primeiro álbum da banda gravado fora do Brasil (em Los Angeles, com produção de Greg Ladanyi). Devido a isso, há participações estrangeiras, como o percussionista cubano Luis Conte (que já trabalhou com Roger Waters e Phil Collins), que assina a percussão de "A Promessa".

Este disco também foi gravado em inglês, porém arquivada pela BMG e nunca foi lançada oficialmente, mas um versão com qualidade baixa vazou na internet.

Faixas[editar | editar código-fonte]

N.º Título Compositor(es) Duração
1. "Hora do Mergulho"   Humberto Gessinger 3:55
2. "A Perigo"   Humberto Gessinger 4:04
3. "Simples de Coração"   Humberto Gessinger 3:56
4. "Lance de Dados"   Humberto Gessinger 2:59
5. "A Promessa"   Humberto Gessinger; Paulo Casarin 3:34
6. "Por Acaso"   Humberto Gessinger 3:48
7. "Ilex Paraguariensis"   Humberto Gessinger 4:20
8. "O Castelo dos Destinos Cruzados"   Carlos Maltz; Ricardo Horn; Kleber Lúcio 4:02
9. "Vícios de Linguagem"   Humberto Gessinger 5:16
10. "Algo Por Você"   Humberto Gessinger; Fernando Deluqui 4:54
11. "Lado a Lado"   Humberto Gessinger; Paulo Casarin 4:12
Duração total:
45:00

Formação[editar | editar código-fonte]

Participações[editar | editar código-fonte]

  • Luis Conte: percussão em "A Promessa" e "Ilex Paraguariensis"
  • The Waters Sisters: vocais em "Vícios de Linguagem"
  • Kevin Croonen: violões em "Lado a Lado"
  • Kipp Lennon e Mark Lennon: vocais em "Lado a Lado"
  • Nicollete Larson, Michael Larson, Jessica Larson e Elsie Larson-Kunkel: coro em "Hora do Mergulho"

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Se(c)ções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios (desde fevereiro de 2012).
  • Lado a Lado foi uma canção criada em homenagem a Francisco, sobrinho de Humberto Gessinger, que possui síndrome de Down. A música também faz referencia a canção de Roberto Carlos "As curvas da estrada de Santos".
  • As primeiras cópias do CD vinham com um adesivo com o nome da banda escrito.
  • A diferença de dois anos entre Filmes de Guerra, Canções de Amor (1993) e Simples de Coração foi motivada pela saída turbulenta do guitarrista Augusto Licks. Com isso, houve uma nova montagem da banda, que se tornou um quinteto.
  • Em "Por Acaso", há referências à cidade de Porto Alegre no trecho "Moinhos de vento / Glória e Independência é a nossa Redenção". São mencionados os parques Moinhos de Vento e Farroupilha (também conhecido como Parque da Redenção) e os bairros Glória e Independência.
  • Em "Hora do Mergulho", há uma referência ao livro Vinte Mil Léguas Submarinas, de Júlio Verne, no trecho "Profundidade: 20.000 léguas".
  • "Lance de Dados" é o nome do livro que encerrou o Simbolismo francês, de autoria de Mallarmé.
  • O Castelo dos Destinos Cruzados é a primeira canção sem qualquer participação autoral de Gessinger. Os vocais foram assumidos pelo baterista Carlos Maltz, que contou com Gessinger apenas nos refrões. O nome da canção é também o nome de um livro de Ítalo Calvino.
  • O nome da canção Ilex Paraguariensis é também o nome científico da erva-mate.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Engenheiros do Hawaii é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.