Sindicato Nacional de Empresas Distribuidoras de Combustíveis e Lubrificantes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade(desde novembro de 2017). Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

O Sindicato Nacional de Empresas Distribuidoras de Combustíveis e de Lubrificantes é uma associação de classe da qual fazem parte as principais companhias distribuidoras de combustíveis e de lubrificantes do Brasil.[1] Suas associadas representam aproximadamente 80% do volume de distribuição do setor, sendo elas: AirBP, ALE, Castrol, Chevron, Cosan, Ipiranga, Petrobras Distribuidora, Petróleo Sabbá, Petronas, Raízen, Shell, Total BR e YPF.

Fundado em 1941, o sindicato é o fórum apropriado para discussões de assuntos jurídicos, fiscais, operacionais, de suprimentos, de transportes, de segurança industrial, de saúde ocupacional e de proteção ao meio ambiente que sejam comuns às suas associadas e de representação da categoria junto ao governo. Em 2011 a entidade foi chamada para audiência pública do Senado, onde foi debatida a política de preços de combustíveis do Brasil.[2]

Referências

  1. A Tarde (16 de dezembro de 2014). «Sindicom estima alta de 5,6% nas vendas de combustíveis em 2014». Consultado em 29 de novembro de 2017 
  2. Senado. «Requerimento da Comissão de Meio Ambiente n° 22, de 2011». Consultado em 29 de novembro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.