Sinização

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Sinização[1] (chinês: 汉化, pinyin: Hànhuà), também designado de chinização (chinês: 中国化, pinyin: Zhōngguóhuà), é a assimilação linguística ou assimilação cultural de conceitos da língua chinesa e cultura da China. Em linguística, o termo é usado para se referir especificamente à transliteração e, neste contexto, a "sinização" está correlacionada com a romanização.

Num sentido mais amplo, "sinização" pode referir-se a políticas de aculturação, assimilação ou imperialismo cultural de culturas vizinhas para a China, dependendo das relações políticas históricas. Isto reflete-se historicamente na esfera cultural da Ásia Oriental, nomeadamente sobre a Coreia, Vietname e Japão, como por exemplo, na adopção da cultura literária chinesa.[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Significado de sinização». Consultado em 10 de dezembro de 2014 
  2. «Sinicization and Civilizational Processes» (PDF) (em inglês). 2011. Consultado em 10 de dezembro de 2014. Arquivado do original (PDF) em 3 de março de 2016