Sinope (Turquia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Sinop (Turquia))
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outras acepções, veja Sinop (desambiguação). Para outras acepções, veja Sinope.
Turquia Sinope

Sinuva, Sinop, Colônia Júlia Félix

 
—  Distrito (ilçe)  —
Vistas de Sinope
Vistas de Sinope
Mapa dos distritos da província de Sinope (Turquia)
Mapa dos distritos da província de Sinope (Turquia)
Sinope está localizado em: Turquia
Sinope
Localização de Sinope na Turquia
Coordenadas 42° 1' 34" N 35° 9' E
Região Mar Negro
Província Sinope
Administração
 - Governador (kaymakam) Yavuz Selım Köşger[1]
 - Prefeito (belediye başkanı) Bakı Ergül (2009, CHP)[2]
Área [3]
 - Distrito (ilçe) 439 km²
Altitude 50 m (164 pés)
População (2012)[4]
 - Distrito (ilçe) 57 399
    • Densidade 130,75/km2 
 - Urbana 38 571
Código postal 57000
Prefixo telefónico 368
Sítio Governo distrital: www.sinop.gov.tr
Prefeitura: www.sinop.bel.tr

Sinope, por vezes referida como Sinop,[5] é uma cidade costeira e distrito (em turco: ilçe) do norte da Turquia. É a capital da província homónima e faz parte da Região do Mar Negro. O distrito tem 439 km² de área e em 2012 a sua população era de 57 399 habitantes (densidade: 130,7 hab./km²), dos quais 38 571 moravam na cidade.[4]

Etimologia[editar | editar código-fonte]

A cidade foi chamada Sinuva (Sinuwa) pelos Hititas e Sinope (em grego: Σινώπη) pelos Gregos. Outro nome grego antigo menos usado foi Crítios de Cós. Júlio César fundou em Sinope a colónia romana de Colônia Júlia Cesaria Félix Sinope (em latim: Colonia Iulia Cesarea Felix Sinope), ou simplesmente Colônia Júlia Félix. Os Árabes chamaram-lhe Sinube,[6] sendo este último nome também usado no período otomano. Outro nome turco medieval foi Sinabe.[7]

Mitologia[editar | editar código-fonte]

De acordo com a lenda contada à época de Estrabão, a cidade foi fundada por Autólico, durante a viagem dos argonautas. Autólico era adorado por um deus, mas sua estátua foi levada por Lúculo, junto do globo de Bilaro, feito por Estenis, quando Lúculo capturou a cidade.[8]

História[editar | editar código-fonte]

A cidade foi fundada por colonos de Mileto, e teve por muito tempo o controle do mar.[8] Em 220 a.C.,[9] a cidade foi ameaçada por Mitrídates II do Ponto, e pediu proteção a Rodes.[10]

Ela permaneceu independente até ser capturada por Fárnaces I do Ponto, que a atacou de surpresa. A cidade permaneceu sob o controle dos descendentes de Fárnaces até Eupátor, quando passou para o controle romano. Lúculo tomou a cidade após um cerco, quando a cidade foi cercada por fora e por dentro, pois Báquides, o governador da cidade indicado pelo rei do Ponto, desconfiava da população, e cometia assassinatos enquanto ocupava a cidadela.[8]

Personalidades da Antiguidade[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Sinop İlı». yerelnet.org.tr (em turco). YerelNET. Consultado em 17 de maio de 2013. 
  2. «Sinop Beledıyesı». www.yerelnet.org.tr (em turco). YerelNET. Consultado em 17 de maio de 2013. 
  3. «Districts of Turkey». www.statoids.com (em inglês). Administrative Divisions of Countries ("Statoids"). 2 de fevereiro de 2008. Arquivado desde o original em 26 de maio de 2010. Consultado em 17 de maio de 2013. 
  4. a b «Base de dados do sistema de registo de população baseada em moradas (ABPRS)». www.tuik.gov.tr (em turco). Instituto de Estatística da Turquia (TURKSTAT). Consultado em 17 de maio de 2013. 
  5. "Sinop". Nova Enciclopédia Larousse 20. (1997). Ed. Leonel Oliveira. Lisboa: Círculo de Leitores. 6407. ISBN 972-42-1476-1 
  6. Gibb 1975, p. 575
  7. Isom-Verhaaren 2016, p. 35
  8. a b c d e f g h Estrabão, Geografia, Livro XII, Capítulo 3, 11 [fr] [en] [en] [en]
  9. Clinton 1853, p. 383
  10. Políbio, Histórias, Livro IV, 56.1-8 [em linha]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Clinton, Henry Fynes (1851). An Epitome of the Civil and Literary Chronology of Greece: From the Earliest Accounts to the Death of Augustus University Press [S.l.] 
  • Gibb, Sir Hamilton Alexander Rosskeen; Lewis, Bernard; Pellat, Charles (1975). The Encyclopaedia of Islam (Leida e Nova Iorque: Brill). 
  • Isom-Verhaaren, Christine (2016). Living in the Ottoman Realm: Empire and Identity, 13th to 20th Centuries Indiana University Press [S.l.] ISBN 0253019486. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Sinop


  • «Sinop». kurumsal.kulturturizm.gov.tr (em turco). Portal institucional do Ministério da Cultura e Turismo. Consultado em 17 de maio de 2013. 
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Turquia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.