Sinotruk

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde maio de 2012).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Sinotruk
Indústria Automobilística
Produtos caminhões

A Sinotruk é uma fabricante chinesa de caminhões pesados, com sede em Jinan, na província de Shandong. [1]

Caminhão Sinotruk Howo A7 2014

Faz parte da CNHTC (China National Heavy Duty Truck Group Corporation), constituída na China em 1935 como Jinan Automobile Works, para desenvolvimento da indústria bélica e de veículos militares. Começou a desenvolver e fabricar caminhões pesados ​​em 1956, adotando o nome atual. A partir de 1983, passou a adquirir tecnologia da fabricante de motores Steyr, formando também outras parcerias ao longo do tempo com marcas como Eaton, ZF, Jost e Wabco, entre outras.[2]

Entre 2003 e 2008, a Sinotruk formou uma joint venture com a sueca Volvo, dando origem a linha de caminhões Howo.

Em 2009, a alemã MAN assinou um acordo de parceria estratégica e tecnológica com a Sinotruk, adquirindo 25% de participação na montadora chinesa. Dessa joint-venture nasceu a linha de caminhões pesados Sitrak, baseada na família TGA, com foco em mercados emergentes, como o Brasil.[3]

A Sinotruk é a terceira maior fábrica de caminhões pesados da China e uma das maiores do mundo, sendo que produz a grande maioria das peças utilizadas em seus veículos dentro de seu próprio parque industrial.

Atua fortemente na América do Sul, em países como Venezuela, Colômbia, Peru, Chile, Uruguai e Paraguai, tendo vendido cerca de 190 mil unidades nesses países.

Operações no Brasil[editar | editar código-fonte]

Em 2009, um grupo de de empresários do ramo de transportes no Sul iniciou o processo de estruturação para importar oficialmente os caminhões da marca chinesa. Em abril de 2010, a recém fundada Elecsonic, localizada na cidade de Campina Grande do Sul, no Paraná, deu inicio as importações e comercialização dos caminhões Howo 380 com trações 6x2 e 6x4.

Em abril de 2012, a Elecsonic assinou uma joint-venture com o grupo CNHTC com o objetivo de construir uma fábrica de caminhões da marca Sinotruk em Santa Catarina,.Com a criação da joint-venture, representantes da CNHTC e Sinotruk Brasil anunciaram também o início das exportações de 2 mil unidades de caminhões para a filial brasileira, que será a primeira fase do projeto, enquanto a unidade fabril da marca esteja em construção.

Com o sucesso observado nos primeiros anos de operação da marca no Brasil, em 2013 foi firmado um acordo entre a CNHTC e o Governo do Estado de Santa Catarina para a implantação da primeira fábrica da Sinotruk fora da China, que será instalada na cidade de Lages, com um investimento inicial de mais de 300 milhões de dólares. Inicialmente tem a intenção de importar peças produzidas pela CNHTC no processo CKD (Knock-down), mas com a projeção de nacionalizar pelo menos 65% das peças.[4]

A previsão era que começasse a operar no primeiro semestre de 2015. No entanto, com a crise que se instalou no país e a atrasos na construção da unidade fabril, tem previsão para o primeiro trimestre de 2017.[5]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «SINOTRUK BRASIL :: História». www.sinotruk.com.br. Consultado em 6 de abril de 2017 
  2. «CNHTC». en.cnhtc.com.cn. Consultado em 6 de abril de 2017 
  3. Cargo, Revista. «Sitrak é a nova marca de camiões da MAN e da Sinotruk». www.cargoedicoes.pt. Consultado em 6 de abril de 2017 
  4. «CL+ | Acordo aproxima Sinotruk de fabricar o caminhão lageano». www.clmais.com.br. Consultado em 6 de abril de 2017 
  5. «SINOTRUK PROJETA INÍCIO DA OPERAÇÃO NO BRASIL PARA 2017». Planetz CarsZ