Sismo de Istambul de 1509

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sismo de Istambul de 1509
Epicentro  Turquia, Istambul
40° 54' N 28° 42' E
Magnitude 7,2 MW
Data 10 de setembro de 1509 (507 anos)
Vítimas 10 000

O sismo de Istambul de 1509, referido pelos seus contemporâneos como "Pequeno Juízo Final", foi um sismo que ocorreu no Mar de Mármara a 10 de setembro de 1509 cerca das 10 horas da noite. Estima-se que teve uma magnitude de 7,2 ± 0,3. Ao terramoto seguiu-se um tsunami e durante 45 dias houve réplicas. Foram destruídas mais de mil casas e 109 mesquitas e estima-se que terão morrido cerca de 10 000.

Estragos[editar | editar código-fonte]

A área de maiores estragos (intensidade >= 7) estendeu-se de Çorlu, a oeste, até Izmit a leste. Gálata e Büyükçekmece também foram muito danificadas. Em Istambul (que então não ocupava muito mais do que o atual distrito de Fatih), muitas casas colapsaram, chaminés caíram e paredes racharam. A recém-construída Mesquita de Beyazid foi severamente danificada — a cúpula principal foi destruída e um dos minaretes caiu. A Mesquita Fatih foi ainda mais gravemente afetada — as quatro grande colunas de suporte foram danificadas e a cúpula partiu-se. A antiga igreja de Santa Sofia sobreviveu praticamente intacta, embora um dos minaretes tenha caído. Dentro da igreja convertida em mesquita, o gesso usado para cobrir os mosaicos bizantinos no interior da cúpula caiu, revelando as imagens cristãs.

Embora seja usual referir o número de mortos como tendo sido de 10 000, as fontes variam muito, desde mil a 13 mil.

Algumas fontes referem um tsunami com mais de seis metros de altura, o qual teria galgado as muralhas. Recentemente foi identificada uma camada de turbidito em Çinarcik, província de Yalova, cuja data de deposição coincide com a do terramoto.

Fontes[editar | editar código-fonte]