Sistema Globo de Rádio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde julho de 2014)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
Sistema Globo de Rádio
Razão social Rádio Globo S.A.
Subsidiária
Fundação 2 de dezembro de 1944 (73 anos)
Fundador(es) Roberto Marinho
Sede Rio de Janeiro - RJ,  Brasil
Rua Marquês de Pombal, 25 - 4° andar, Cidade Nova
Área(s) servida(s) Brasil
Locais Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Belo Horizonte
Proprietário(s) Roberto Irineu Marinho
Presidente Marcelo Soares
Serviços Radiodifusão
Empresa-mãe Grupo Globo
Significado da sigla Sistema
Globo de
Rádio
Website oficial globoradio.com

O Sistema Globo de Rádio (SGR) é um grupo de mídia de propriedade do Grupo Globo que teve início com a inauguração da Rádio Globo Rio de Janeiro, em 1944, e hoje possui controle de diversas outras rádios de diferentes partes do Brasil. O SGR também opera no segmento de TV por assinatura, onde suas rádios levam opção de programação musical a mais de 6 milhões de assinantes das operadoras NET, Sky, Oi TV e Claro TV. Em 1975, o SGR passa a adotar um logotipo cujas letras lembram o da Globo, feito por Hans Donner com a cor azul escuro, com o nome de Sistema Globo de Rádio. Em 2009, o SGR passa a ter uma identidade visual distinta da Globo, adotando um logotipo nas cores azul e cinza, com o nome de SGR - Sistema Globo de Rádio. [carece de fontes?]

Anteriormente, o grupo operou no segmento de web rádios, com a Multishow FM, Rádio GNT, Rádio Canal Brasil e Rádio Zona de Impacto, além da Globo FM e RadioBeat, que substituíram suas antigas emissoras terrestres no Rio de Janeiro. Em 2015, com a extinção destas duas últimas, o SGR deixou de operar com web rádios. [carece de fontes?]

Em 1 de agosto de 2018, o SGR anunciou por nota, o fim das operações das emissoras em AM em suas três capitais,[1] inicalmente marcado para 1 de setembro, foi remarcado para 3 de setembro, onde ocorreu de fato (apenas a 1100 AM de São Paulo, que transmite a Rádio Globo ficou no ar).

Emissoras[editar | editar código-fonte]

Emissoras atuais[editar | editar código-fonte]

Emissoras antigas[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]