Sistema de Hill

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O sistema de Hill (ou notação de Hill) é um sistema de escrita de fórmulas químicas no qual a quantidade de carbono é indicada primeiro, seguida pela quantidade de hidrogênio, e então a quantidade dos demais elementos químicos sequencialmente em ordem alfabética dos símbolos químicos. Quando a fórmula não possui carbono, todos os elementos, inclusive o hidrogênio, são listados alfabeticamente.

Ordenando as fórmulas de acordo com a quantidade de cada elemento de acordo com essas regras, com diferença nos elementos ou números anteriores sendo tratada como mais significativa que uma diferença em elementos ou números posteriores — assim como se ordena cadeias de texto em ordem lexicográfica — é possível ordenar fórmulas químicas no que é conhecida por ordem do sistema de Hill.

O sistema de Hill foi publicado originalmente por Edwin A. Hill no United States Patent and Trademark Office em 1900.[1] Este é o sistema mais comumente usado em bases de dados de química e índices impressos para ordenar listas de fórmulas moleculares.[2]

Exemplo[editar | editar código-fonte]

As seguintes fórmulas estão escritas de acordo com a notação de Hill e ordenadas na ordem de Hill:

  1. BrI
  2. CCl4
  3. CH3I
  4. C2H5Br
  5. H2O4S

Uma lista de fórmulas na ordem do sistema de Hill é arranjada alfabeticamente, como acima, com elementos de uma única letra precedendo elementos de duas letras e mesma letra inicial (B antecede Be, que antecede Br).[2]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Edwin A. Hill (1900). «On a system of indexing chemical literature; Adopted by the Classification Division of the U.S. Patent Office». J. Am. Chem. Soc. 22 (8): 478–494. doi:10.1021/ja02046a005 
  2. a b Wiggins, Gary. (1991).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]