Sistema rodoviário do estado do Rio de Janeiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Exemplos de placas usadas na identificação das estradas fluminenses. Na foto, placa das estradas RJ-230, RJ-081 e RJ-105.

O sistema rodoviário do estado do Rio de Janeiro compreende cerca de 6 mil quilômetros de rodovias. A maioria delas encontra-se pavimentada e em bom estado de conservação.

Critérios para identificação e numeração[editar | editar código-fonte]

Quando da fusão entre o antigo estado da Guanabara, atual município do Rio de Janeiro, e o estado homônimo, ficou definido no "Plano Rodoviário Estadual" instituído pelo Decreto nº 995, de 16 de novembro de 1976, que as rodovias fluminenses teriam a sigla RJ, seguida de três algarismos.

  • As rodovias situadas a oeste do meridiano 43º10'GR, onde está situada a capital, contém números ímpares. Exemplo: RJ-157
  • As rodovias situadas a leste deste mesmo ponto, contém números pares. Exemplo: RJ-116

Algumas destas rodovias servem de leito à ruas e avenidas que circulam dentro de alguns municípios, como a RJ-127, que atravessa o perímetro urbano do município de Paracambi.

Classificação[editar | editar código-fonte]

Quanto à funcionalidade[editar | editar código-fonte]

  • Tronculares ou Principais proporcionam alto nível de mobilidade, e grandes volumes de tráfego. Atendem a ligações de longa distância e ligações interestaduais e/ou inter-regionais. Exemplo: RJ-106
  • Secundárias são as rodovias que distribuem o tráfego das rodovias tronculares e conecta grandes cidades do estado. Exemplo: RJ-155
  • Coletoras ou Terciárias propiciam ligações a centros urbanos municipais, e interligam sistemas de baixa mobilidade com as rodovias tronculares. Exemplo: RJ-159

Quanto à situação física[editar | editar código-fonte]

  • Planejadas são aquelas para as quais são fixados os pontos inicial e final de seus traçados. As localidades intermediárias, que define os diversos trechos das rodovias, não devem ser considerados como pontos obrigatórios de passagem, mas, apenas, como indicações aproximadas da diretriz das vias cujos traçados somente serão fixados pelos estudos definitivos. Exemplo: trechos da RJ-125
  • Leito Natural é a via existente, construída como primeira abertura, em atendimento às normas rodoviárias de projeto geométrico, com a superfície de rolamento se apresentando geralmente no próprio terreno natural, podendo ter eventualmente um revestimento primário. Os pontos de passagem no traçado atual da rodovia não serão necessariamente mantidos quando da sua implantação definitiva. Exemplo: RJ-143
  • Implantadas são aquelas construídas de acordo com as normas rodoviárias de projeto geométrico e cuja superfície de rolamento se apresenta sem pavimentação. Exemplo: RJ-151
  • Pavimentadas são aquelas cuja superfície de rolamento encontra-se devidamente revestida com asfalto. Exemplo: RJ-124

Lista das rodovias do Rio de Janeiro[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]