Sister Kenny

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Sister Kenny
Sublime Abnegação (PRT)
Sacrifício de Uma Vida (BRA)
Alexander Knox em cena do trailer do filme
 Estados Unidos
1946 •  p&b •  116 min 
Direção Dudley Nichols
Produção Dudley Nichols
Edward Donahue
Roteiro Dudley Nichols
Alexander Knox
Mary McCarthy
Elizabeth Kenny (livro)
Elenco Rosalind Russell
Alexander Knox
Dean Jagger
Gênero Drama
Música Alexander Tansman
Direção de arte Albert S. D'Agostino
William Flannery
Direção de fotografia Gorge Barnes
Efeitos especiais Vernon L. Walker
Figurino Travis Banton
Edição Roland Gross
Companhia(s) produtora(s) RKO Pictures
Distribuição RKO Pictures
Lançamento Estados Unidos 10 de outubro de 1946
Portugal 2 de setembro de 1948
Idioma inglês

Sister Kenny (Sacrifício de Uma Vida BRA ou Sublime Abnegação PRT) é um filme norte-americano de 1946, do gênero drama, dirigido por Dudley Nichols e estrelado por Rosalind Russell e Alexander Knox.[1]

Notas de produção[editar | editar código-fonte]

Hagiografia com um toque de feminismo,[2] Sister Kenny coloca nas telas a luta da enfermeira australiana Elizabeth Kenny para ver reconhecida sua descoberta: um tratamento eficaz contra a poliomielite.

O roteiro é baseado no livro And They Shall Walk, escrito pela própria enfermeira, em colaboração com Martha Ostenso, e publicado em 1943.

O filme tem recebido muitos elogios da crítica moderna -- "uma das melhores cinebiografias feitas em Hollywood", segundo Leonard Maltin[3]; "envolvente e edificante",[2] "uma sólida peça de arte cinematográfica",[4] na opinião do site AllMovie; "sério, sincero, reverente e doloroso" para os autores de The RKO Story[1]. A despeito disso, Sister Kenny fracassou nas bilheterias e representou um prejuízo de $660,000 para os cofres da RKO Pictures.[1]

O filme proporcionou a Rosalind Russell a segunda das quatro indicações ao Oscar que recebeu ao longo de sua carreira.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

A Elizabeth Kenny da vida real, em fotografia tirada pouco antes de sua morte, ocorrida em novembro de 1952

O filme acompanha Elizabeth Kenny desde que, enfermeira no interior da Austrália, ela se depara com os primeiros casos de poliomielite; o mergulho no trabalho, em detrimento de relações afetivas; sua luta para obter o reconhecimento da comunidade médica; e a vitória final, com a construção do Kenny Institute, em Minneapolis.[1]

Premiações[editar | editar código-fonte]

Patrocinador Prêmio Categoria Situação
Academia de Artes e Ciências Cinematográficas Oscar Melhor Atriz (Rosalind Russell) Indicado
Associação de Correspondentes Estrangeiros de Hollywood Golden Globe Melhor Atriz em Filme Dramático (Rosalind Russell) Vencedor

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem
Rosalind Russell Elizabeth Kenny
Alexander Knox Doutor McDonnell
Dean Jagger Kevin Connors
Philip Merivale Doutor Brack
Beulah Bondi Mary Kenny
Charles Dingle Michael Kenny
John Litel Diretor do corpo médico
Doreen McCann Dorrie
Fay Helm Senhora McIntyre
Charles Kemper Senhor McIntyre
Dorothy Peterson Agnes

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d JEWELL, Richard B. e HARBIN, Vernon, The RKO Story, terceira impressão, Londres: Octopus Books, 1984 (em inglês)
  2. a b BUTLER, Craig. «Sister Kenny». AllMovie. Consultado em 18 de agosto de 2014 
  3. MALTIN, Leonard, Classic Movie Guide, segunda edição, Nova Iorque: Plume, 2010 (em inglês)
  4. ERICKSON, Hal. «Sister Kenny». AllMovie. Consultado em 18 de agosto de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]