Siti Aisyah Alias

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Siti Aisyah Alias
Nascimento 25 de março de 1966 (52 anos)
Malásia
Cidadania Malásia
Alma mater Universidade de Portsmouth
Ocupação docente
Religião Islã

Siti Aisah Binti Hj Alias é uma pesquisadora e docente da Malásia. Ela é professora adjunta e vice-Diretora do National Antarctic Research Centre (NARC), na Malásia.[1] Seu trabalho centra-se na fisiologia de micróbios e fungos marinhos e polares.[2]

Início da vida e educação[editar | editar código-fonte]

Alias nasceu em 25 de março de 1966, na Malásia. Ela estudou na Tunku Ampuan Durah, de 1981 a 1983. Ela se formou na Universidade de Malaya, com um bacharelado em Ecologia, em 1991. Ela obteve um doutorado em micologia marinha na Universidade de Portsmouth, em 1996. Ela voltou para a Malásia para trabalhar como professora no Instituto de Ciências Biológicas e iniciou um programa de pesquisa sobre micologia marinha, mais tarde investigando a diversidade de fungos e enzimologia. Em 2015, ela foi transferida para o Instituto de Ciências do Mar e da Terra (IOES).[3]

Carreira e impacto[editar | editar código-fonte]

Desde 2001, Alias é a vice-diretora do National Antarctic Research Centre (NARC).[4] Ela é uma delegado nacional do Scientific Committee on Antarctic Research (SCAR), representando a Malásia.[5] É também membro da Comissão para o Fórum Asiático em Ciências Polares (AFOPS)[6] e da Força-Tarefa da Academia de Ciência da Malásia para o Programa Antártico.

Como uma pesquisadora principal do MARP,[7] sua linha de pesquisa científica inclui a  biodiversidade de fungos e filobiogeografia.[8][9]  Ela também tem uma significativa experiência de campo na Antártica e no Ártico, participando de várias expedições de pesquisa por lá (2000-2010).[10][11]

Prêmios e homenagens[editar | editar código-fonte]

Alias recebeu Prêmio Nacional Jovem Cientista, do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ambientais, Malásia (2001) e uma bolsa de estudos da Universidade das Nações Unidas, em Tóquio, Japão, UNESCO, Paris (2008).

Referências[editar | editar código-fonte]