Geração X

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Slacker generation)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Geração X (desambiguação).

Geração X é uma expressão que se refere, segundo alguns, aos indivíduos nascidos entre meados da década de 1960 e o início da década de 1980, ou seja, durante os anos que se seguiram ao baby boom do pós-guerra, verificado entre 1946 e 1964.[1][2] Segundo outros, a geração X seria constituída pelas pessoas nascidas entre os anos 1960 e os anos 1970.[3] [4][5][6] Como Fran Kick explica, não existe um limite rígido. Frequentemente, a mudança entre gerações ocorre ao longo de 3 a 5 anos, talvez mais, dependendo de para quem se pergunte.[7][8]

Alternativamente, a expressão 'geração X' também foi usada em diversas épocas e lugares para referir-se a várias subculturas e à contracultura, desde 1950.[9] Na meia-idade, a pesquisa descreve esses indivíduos como ativos e felizes, tendo alcançado um equilíbrio entre trabalho e vida pessoal. A coorte foi creditada com "tendências empreendedoras".

História da Geração X[editar | editar código-fonte]

A expressão "Geração X" foi inventada pelo fotógrafo da Agência Magnum, Robert Capa, em 1950. Ele iria usá-la mais tarde como título de um ensaio fotográfico sobre homens e mulheres jovens que cresceram imediatamente após a Segunda Guerra Mundial. O projeto emergiu em 1953 na revista britânica "Picture Post" e na estadunidense "Holiday". Descrevendo a sua intenção, Capa disse:

O escritor John Ulrich explica:

Eddie Vedder, vocalista da banda Pearl Jam nascido em 1964, faz parte da Geração X.

O termo foi usado por Jane Deverson em um estudo de 1964 a respeito da juventude britânica. Deverson foi convidada pela revista Woman's Own para entrevistar os adolescentes da época. O estudo revelou uma geração de adolescentes para quem era normal manter relações sexuais antes do casamento, que não acreditavam muito em Deus, que não gostavam da rainha Elizabeth II e não respeitavam os pais. Na época, ainda sequer havia sido cunhada a expressão "Geração Apática", ou Slacker generation, e o estudo foi considerado inadequado para a revista. Deverson, em uma tentativa de salvar sua pesquisa, trabalhou com o jornalista Charles Hamblett para criar um livro a partir do estudo. Hamblett decidiu nomeá-lo Geração X.[11]

O termo somente viria a ser popularizado pelo romance Geração X: contos para uma cultura acelerada (1991), do autor canadense Douglas Coupland, sobre os jovens do final dos anos 1980 e seu estilo de vida. Um artigo da revista 1989,[12] erroneamente, atribuiu a origem da expressão "Geração X" ao músico inglês Billy Idol. Na verdade, Idol havia sido membro da banda punk Generation X de 1976 a 1981. O nome da banda havia sido criado baseado no título do livro de Deverson e Hamblett, uma cópia do qual havia sido adquirida pela mãe de Idol.[13]

Nos Estados Unidos, Generation X originalmente referia-se ao nascidos durante o baby bust, expressão que designa a queda da taxa de natalidade após o baby boom ("explosão de bebês") do pós-Segunda Guerra Mundial.[3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Generation X (Gen X). Por Julia Kagan. Investopedia, 22 de junho de 2020.
  2. Stephey, M.J. (16 de abril de 2008). «Gen-X: The Ignored Generation?». Time. Consultado em 3 de maio de 2010 
  3. a b Encyclopedia of Identity By Ronald L. Jackson, II
  4. Strauss, William & Howe, Neil. Generations: The History of America's Future, 1584 to 2069. Perennial, 1992 (Reprint). ISBN 0-688-11912-3 p. 324
  5. Shin, Annys (3 de janeiro de 2008). «Non-Toxic Tots». Washington Post. Consultado em 28 de setembro de 2010 
  6. Carlson, Elwood (30 de junho de 2008). The Lucky Few: Between the Greatest Generation and the Baby Boom. [S.l.]: Springer. ISBN 978-1-4020-8540-6 
  7. Carlson, Elwood (30 de junho de 2008). The Lucky Few: Between the Greatest Generation and the Baby Boom. [S.l.]: Springer. p. 29. ISBN 978-1-4020-8540-6 
  8. Kick, Fran (2005). What makes kids kick:inspiring the millennial generation to kick it. [S.l.]: Instruction & Design Concepts. 33 páginas 
  9. a b Ulrich, John. «Introduction: A (Sub)cultural Genealogy». In: Andrea L. Harris. GenXegesis: essays on alternative youth. [S.l.: s.n.] 3 páginas 
  10. GenXegesis: essays on alternative youth (sub)culture By John McAllister Ulrich, Andrea L. Harris p. 5.
  11. Asthana, Anushka & Thorpe, Vanessa. "Whatever happened to the original Generation X?". The Observer. January 23, 2005.
  12. Coupland, Doug. "Generation X." Vista, 1989.
  13. Generation X - A Punk History with Pictures

Precedido por
Baby boomers
Geração X
1965 - 1979
Sucedido por
Geração Y