Snu Abecassis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Snu Abecassis
Nascimento Ebba Merethe Seidenfaden
7 de outubro de 1940
Copenhaga
Morte 4 de dezembro de 1980
Camarate
Cidadania Portugal, Dinamarca
Progenitores
  • Erik Seidenfaden
  • Jytte Bonnier
Irmão(s) Mikael Bonnier, Annelise Seidenfaden
Ocupação editor
Causa da morte acidente aéreo

Ebba Merete Seidenfaden, mais conhecida como Snu Abecassis (Copenhaga, 7 de outubro de 1940Camarate, 4 de dezembro de 1980), foi uma editora dinamarquesa.[1] Fundou as Publicações Dom Quixote, editora que se notabilizou por publicar livros considerados de esquerda, com ideias contrárias à ditadura do Estado Novo.[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filha de um casal de jornalistas dinamarqueses, Erik Seidenfaden e Jytte Kaastrup-Olsen, desde pequena foi chamada de Snu, que quer dizer "esperta" na língua dinamarquesa.

Em 1961, casou-se com o português Alberto Vasco Abecassis. Mudou-se para Portugal passado um ano e aí nasceram os três filhos do casal: Mikaela Linea, Ricardo Fortunato e Rebecca Sofia. Em 1965, sob sua direção, foi fundada a editora Publicações Dom Quixote, em Lisboa.

Já em época pós-revolucionária, Ebba começou a relacionar-se com o também casado Francisco Sá Carneiro. Conseguiu divorciar-se de Abecassis, mas Sá Carneiro não conseguiu obter o divórcio. Apesar disso, começaram a viver juntos e também juntos vieram a morrer juntos no dia 4 de dezembro de 1980, no acidente de Camarate, que para além de Snu e Sá Carneiro, vitimou Adelino Amaro da Costa. Isto quando os três se dirigiam para o encerramento da campanha presidencial de António Soares Carneiro.

Referências

  1. «Snu Abecassis». Infopédia. Consultado em 8 de novembro de 2011 
  2. Diário de Notícias.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • PINTO, Cândida. Snu e a Vida Privada com Sá Carneiro. Barcelona: Publicações Dom Quixote, 2011.
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.