Social Sciences Citation Index

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O Social Sciences Citation Index (SSCI) é um produto de índice de citação comercial do Clarivate Analytics. Foi originalmente desenvolvido pelo Institute for Scientific Information a partir do Science Citation Index.

Visão geral[editar | editar código-fonte]

O banco de dados de citações da SSCI cobre cerca de 3.000 das principais revistas acadêmicas do mundo em ciências sociais em mais de 50 disciplinas.[1] É disponibilizado on-line através do serviço Web of Science mediante taxa. O banco de dados registra quais artigos são citados por outros artigos.

Crítica[editar | editar código-fonte]

Philip Altbach criticou o Social Sciences Citation Index por favorecer os periódicos em inglês em geral e os periódicos americanos especificamente, enquanto sub-representa muito os periódicos em idiomas que não são o inglês.[2]

Em 2004, os economistas Daniel B. Klein e Eric Chiang conduziram uma pesquisa do Social Sciences Citation Index e identificaram um viés contra a pesquisa orientada para o mercado livre. Além de um viés ideológico, Klein e Chiang também identificaram várias deficiências metodológicas que incentivavam a contagem excessiva de citações, e argumentam que o Social Sciences Citation Index faz um trabalho ruim, refletindo a relevância e a precisão dos artigos.[3]

Veja também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Social Sciences Citation Index» 
  2. Altbach, Philip (2005). «Academic Challenges: The American Professoriate in Comparative Perspective». The Professoriate: Profile of a Profession. Springer. Dortrecht: [s.n.] pp. 147–165 
  3. Daniel Klein and Eric Chiang. The Social Science Citation Index: A Black Box—with an Ideological Bias? Econ Journal Watch, Volume 1, Number 1, April 2004, pp 134–165.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]