Social commerce

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou se(c)ção:

A metodologia do social commerce nasceu com o advento das mídias sociais e a forte atuação do e-commerce, contudo pode ser utilizada também como ferramenta de venda para os estabelecimentos que fazem vendas por outros modelos, inclusive no próprio PDV.

Podemos tratar como social commerce, desde uma recomendação (ou crítica) que um consumidor fez sobre determinado serviço, produto ou empresa até mesmo sites de compras coletivas, redes sociais exclusivas para compras e afins. Até mesmo lista de desejos e nota para os produtos listados em determinado site de e-commerce podem ser consideradas ações de social commerce, visto que o foco é o consumidor e as informações geradas pelo mesmo.

Podemos dividir as ações de social commerce em duas categorias categorias: Comunidades e Social Shopping.

Comunidades[editar | editar código-fonte]

Comunidades virtuais que colaboram para avaliar produtos, serviços e empresas também são exemplos de social commerce, pois elas influenciam a decisão de compra de vários consumidores.[1] Atualmente muitos possíveis clientes antes de efetuarem uma compra consultam sites como ReclameAqui, Confiômetro e ebit.

Social shopping[editar | editar código-fonte]

Social shopping busca efetivar vendas através de descontos, ofertas e interação com os consumidores, seja na divulgação ou com informações e desejos. Um exemplo disso é a Bloompa, rede social de compras que compartilha produtos, lista de desejos, avaliações e opiniões.

Compras coletivas[editar | editar código-fonte]

Sem sombra de dúvidas compra coletivas entraram recentemente mas muito forte no Brasil e vem sendo um dos meios de Social Commerce mais utilizados pelas empresas que em teoria oferece grandes descontos pela compra ser feita por vários consumidores.[1] Atualmente os principais sites de compras coletivas são: Peixe Urbano, ClickOn e Groupon.

Clubes de desconto[editar | editar código-fonte]

Clubes de descontos oferecem geralmente descontos menores que os sites de compras coletivas, contudo o usuário tem acesso a uma quantidade maior de itens e geralmente de marcas muito renomadas e exclusivas.[1] Alguns exemplos: Privália, BrandsClub e Coquelux.

Social cashback[editar | editar código-fonte]

Esse conceito é recente no Brasil e vem chamando a atenção do mundo.[carece de fontes?] A principal difusora é a Compra3 e vem sendo considerada como um site de compra coletiva diferente[2], resumidamente é uma centralizadora de ofertas onde o consumidor irá receber dinheiro de volta conforme o número de pessoas que comprar daquela empresa ou daquele produto.

Facebook Commerce (f-commerce)[editar | editar código-fonte]

Basicamente o Facebook Commerce (f-commerce) busca formar lojas virtuais no próprio Facebook e utilizando da colaboração entre consumidores que essa rede social já provê. No Brasil já existem muitas iniciativas em andamento.

Twitter Commerce (t-commerce)[editar | editar código-fonte]

O Brasil é pioneiro no segmento, com a plataforma Plu$tter, integrada ao sistema de pagamento PagSeguro, atende às necessidade de usuários comuns e até de grandes empresas. Para realizar as compras, o site conta com um sistema que informa em tempo real o status das transações via direct message (DM).

Comparador de preços e produtos do Social Commerce[editar | editar código-fonte]

O Facebook possibilitou a interação direta entre lojistas e clientes, tornando muito mais prática e rápida a compra, pois os usuários não precisam mais se desvincular da rede social para concluir uma compra ou entrar em contato com uma loja. Hoje há centenas de lojas dentro do Facebook ofertando milhares de produtos e serviços diferenciados. Mas como encontrar o produto ou serviço que você deseja ou até mesmo aquela loja que lhe oferece o melhor e mais barato produto? Até agora, esta foi a questão de milhares de usuários do Social Commerce e como toda novidade traz uma necessidade surgiu o Gurulike, seu melhor conselheiro na comprar[3].


Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]